Guia da Premier League – Liverpool 2019/2020

Confira como os Reds se prepararam para a próxima temporada do futebol inglês

Liverpool 2019
Jürgen Klopp (Divulgação)

A PL Brasil apresenta abaixo o guia da Premier League do Liverpool 2019/2020.

Quando John Henry, dono do Boston Red Sox e da Fenway Sports Group, comprou o Liverpool em outubro de 2010, a ideia de reconstruir um gigante que estava agonizando era a longo prazo. De grão em grão. Sem pular etapas por pressão externa. E o empresário conseguiu isso.

Durante esses quase nove anos à frente dos Reds, conseguiu quitar as dívidas, ter dinheiro em caixa, aumentar a capacidade de Anfield e, junto com tudo isso, trouxe o técnico Jürgen Klopp, a peça que faltava para conduzir o Liverpool ao caminho das glórias novamente.

Desde a chegada de Jürgen Klopp, em outubro de 2015, o Liverpool é outro futebolisticamente. Aquele clube que servia como trampolim para jogadores, não disputava títulos e passava longe de ser competitivo, deixou de existir. Deu lugar a uma equipe madura, vencedora e que tem um objetivo: ganhar a Premier League.

Liverpool 2019
Jürgen Klopp (Divulgação)

Mesmo o Liverpool conseguindo vencer a Champions League de forma heroica na temporada passada, os Reds ainda seguem sem ganhar o campeonato nacional. A última vez que o clube conquistou o Campeonato Inglês foi em 1990. Ou seja, ainda não ergueu o troféu na era Premier League, que está em vigor desde 1992.

O jejum por pouco não acabou na temporada passada. O Liverpool fez a melhor campanha da sua história no Campeonato Inglês. Foram 97 pontos, com 30 vitórias, sete empates e apenas uma derrota para o campeão Manchester City. E, mesmo assim, não conseguiu o título.

Para se ter ideia da representatividade que o a campanha do Liverpool teve, foi a terceira melhor da história do futebol inglês. Perdeu apenas para o Manchester City, que fez 100 pontos na temporada 2017/18 e 98 na 2018/19 – onde acabou conquistando o bicampeonato. Curiosidade: o Liverpool foi o único clube na história da Premier League a fazer mais de 89 pontos e não levantar o troféu.

Leia mais: Elegemos os uniformes mais bonitos da era Premier League

Nesta temporada, o técnico Jürgen Klopp optou por não fazer contratações de impacto. Reforçou o elenco apenas com os jovens Sepp van der Berg – zagueiro –, Harvey Elliot – ponta – e o goleiro Adrian, que chega sem custos e substitui o reserva Simon Mignolet, que deixou o clube rumo ao Club Brugge. O meia Oxlade-Chamberlain, que acabou ficando de fora de quase toda temporada passada, também é considerado um novo reforço do Liverpool.

É estranho o atual campeão da Liga dos Campeões e vice da Premier League não se reforçar? Sim, mas faz parte da metodologia de trabalho de Klopp. O Liverpool não é aquele clube que paga um caminhão de dinheiro por um jogador que vai ser reserva. E, analisando o time titular, quem seria essa peça que chegaria para jogar de imediato?

Claro que ainda há lacunas no elenco e isso pode ser prejudicial na temporada. Quando o Liverpool perde alguém do trio de ataque o nível cai bastante. Nas laterais, a mesma coisa. Mesmo com Ki-Jana Hoever e Adan Lewis tendo um enorme potencial, ainda não foram testados na Premier League. Por isso, é provável que o meia James Milner continue quebrando um galho nas duas laterais e o zagueiro Joe Gomez seja acionado na direita em algumas oportunidades.

Leia mais: Quando Tottenham e Wolverhampton protagonizaram uma final europeia
Liverpool 2019
Adrian (Divulgação)

Mas, mesmo assim, conseguiu fazer 97 pontos na Premier League e ser campeão da Champions League. Não há motivos para desespero.

O Liverpool é uma equipe pronta e que, mais uma vez, vai em busca do tão sonhado título da Premier League. Mesmo tendo um Pep Guardiola que é praticamente imbatível nos pontos corridos, os Reds já provaram que podem fazer frente a qualquer clube do mundo. Não dá para duvidar.

O futuro para o Liverpool é animador. O clube está bem financeiramente, conta com um elenco competitivo e um ótimo treinador. Agora os Reds provavelmente vão começar a colher ainda mais os frutos.

O lendário ex-técnico do Liverpool, Bill Shankly, afirmava que, para um clube ter sucesso, ele precisava de torcida, jogadores e técnicos em sintonia. E este Liverpool de Klopp conseguiu unir tudo isso.

Informações gerais

  • Estádio: Anfield;
  • Cidade: Liverpool;
  • Posição na última Premier League: 2º lugar;
  • Títulos do Campeonato Inglês: 18;
  • Rivais: Manchester United, Everton;
  • Apelido: Reds.

Vai e Vem

VAI: Danny Ings (Southampton, £18m), Simon Mignolet (Brugge, £6.3m), Rafael Camacho (Sporting Lisboa, £5m), Daniel Sturridge (dispensado), Alberto Moreno (Villareal, dispensado), Marko Grujic (Hertha Berlin, empréstimo), Ben Woodburn (Oxford United, empréstimo), Harry Wilson (Bournemouth, empréstimo).

VEM: Sepp van den Berg (PEC Zwolle, £1.3m), Harvey Elliott (Fulham, não revelado), Adrian (free-agent).

Jogador destaque

Liverpool 2019
Arte: Pedro Zandonadi

Mesmo não repetindo os números que teve na temporada 2017/18, onde marcou 32 gols e deu dez assistências em 36 jogos da Premier League, Mohamed Salah segue em alta. Continua artilheiro, decisivo e peça crucial para o desempenho do Liverpool – tanto ofensivamente quando defensivamente, tendo em vista que é fundamental no “perde-pressiona” lá na frente.

Em apenas duas temporadas, atuando em 74 jogos da Premier League, marcou 54 gols e deu 18 assistências. Participação direta em quase um gol por jogo. Mesmo em um campeonato com Sérgio Aguëro, Raheem Sterling, Sadio Mané e companhia, o egípcio é o que mais participa de gols desde que chegou na terra da rainha.

Fique de olho

Liverpool 2019
Rhian Brewster (Divulgação)

O jovem de 19 anos é um dos grandes nomes da nova geração inglesa. O atacante que foi revelado no Chelsea e chegou ao Liverpool quando tinha apenas 15 anos, pode ser uma grata surpresa a equipe de Jürgen Klopp.

O comandante já o levou em alguns jogos do elenco profissional – vide a semifinal da Champions League diante do Barcelona. Mesmo sem ele jogar, a ideia era tornar aquele ambiente cada vez mais familiar a Brewster, que deverá ter bons minutos no time de cima nesta temporada.

As duas principais características de Brewster: bom posicionamento e faro de gol. Um potencial gigantesco, em um time organizado como é o Liverpool e sendo treinado por Jürgen Klopp, é bom prestar atenção no garoto.

Time-base

4-3-3: Alisson; Arnold, Matip, van Dijk, Robertson; Fabinho, Henderson, Keïta; Salah, Mané, Firmino. Técnico: Jürgen Klopp.

Liverpool 2019
Arte: André Correia

Palpites