Guia da Premier League – Everton 2019/2020

Confira como os Toffees se prepararam para a próxima temporada do futebol inglês

0
529
Jean-Philippe Gbamin (Divulgação)
Jean-Philippe Gbamin (Divulgação)

A PL Brasil apresenta abaixo o guia da Premier League do Everton 2019/2020.

O gosto deixado pela última temporada da Premier League é meio amargo para o Everton. Já são 24 anos sem um título – desde a Copa da Inglaterra 1994/95 com a vitória magra por 1 a 0 contra o Manchester United.

E agora são dois anos seguidos em oitavo lugar do Campeonato Inglês, batendo na trave de uma classificação para a Europa League.

O técnico português Marco Silva, que pegou os Toffees após três trocas de treinadores em um curto período de tempo, fez uma temporada considerada relativamente boa e interessante, ficando no meio da tabela com o elenco. Agora segue no comando técnico para tentar conseguir melhores resultados.

Leia mais: Guia da Premier League – Arsenal 2019/2020 
Everton 2019
Jean-Philippe Gbamin (Divulgação)

Uma última temporada de altos e baixos, de inconsistência e de esperar um pouco mais. Confrontos perdidos por goleadas para equipes consideradas mais fracas, e logo após, vitórias também por goleadas contra times do Big Six. Pontos bem garantidos, mas também muitos perdidos em jogos que deveriam ter sido melhor aproveitados para a posição na tabela.

Os Blues ficaram 12 pontos atrás do sexto lugar Manchester United. Três atrás da Everton Cup (que levou esse nome justamente pela insistência do clube em ficar na famosa “meiuca”, por vezes em sétimo lugar). Ou seja, não suficiente para chegar quem sabe perto da disputa do G6 da temporada 2018/19.

Porém, a verdade é que o planejamento futuro do Everton é grande. O clube busca não apenas tentar alcançar seus dias de glória novamente com seu elenco, mas também crescer como um todo. Depois do seu primeiro projeto de um novo estádio para sair do Goodison Park, o Kirby Project, ter sido rejeitado, apresentara uma nova proposta.

O Bramley-Moore Dock Stadium é o estádio de alto padrão planejado pelo arquiteto Dan Meis para ser a nova casa do clube. Com capacidade para 52 mil pessoas (e a possibilidade de expandir nos próximos anos), o Everton pretende construí-lo no tradicional porto de Liverpool, do mesmo nome, às margens do rio Mersey.

Leia mais: Guia da Premier League – Leicester 2019/2020 
Everton 2019
Fabian Delph (Divulgação)

O projeto se chama “The People’s Project”, e aspira deixar um novo legado para a cidade inglesa, assim como para o turismo, economia, população local e, principalmente, para a experiência dos torcedores. A expectativa é de gerar 1 bilhão de libras de renda para a cidade, considerando todos os impactos econômicos.

Porém, mesmo com o planejamento, somado a uma nova temporada que chega, o investimento, um técnico jovem e finalmente fixo, além do tradicionalismo de um dos primeiros clubes de futebol do mundo, o que deixou um pouco a desejar para os torcedores foram as contratações feitas na atual janela de transferências.

Foram gastos pelo Everton 121 milhões de libras em sete contratações, cinco pagas, uma a custo zero e um empréstimo. Mas apesar da qualidade dos jogadores contratados, e da grande promessa que é Moise Kean, os fãs dos Toffees ficaram decepcionados com a timidez do clube no começo da janela. A expectativa era de um grande nome para elevar o nível da equipe e colocá-la com mais tranquilidade na disputa de uma competição europeia.

Informações gerais

  • Estádio: Goodison Park;
  • Cidade: Liverpool;
  • Posição na última Premier League: 8º lugar;
  • Títulos do Campeonato Inglês: nove;
  • Rival: Liverpool;
  • Apelido: Toffees.

Vai e Vem

VAI: Idrissa Gueye (Paris Saint-Germain, £29m), Ademola Lookman (Red Bull Leipzig, £22.5m), Nikola Vlašić (CSKA Moscou, £12m), Phil Jagielka (Sheffield United, free-agent), Ashley Williams (dispensado), Sandro Ramírez (Real Valladolid, empréstimo), James McCarthy (Crystal Palace, £8,5m), Muhamed Besic (Sheffield United, empréstimo).

VEM: Moise Kean (Juventus, £29m), Jean-Philippe Gbamin (Mainz, £22.5m), André Gomes (Barcelona, £22.4m), Fabian Delph (Manchester City, £8.5m), Jonas Lössl (Huddersfield Town, free-agent), Djibril Sidibé (Monaco, empréstimo), Alex Iwobi (Arsenal, £38m).

Jogador destaque

Everton 2019
Arte: Pedro Zandonadi

O capixaba camisa 30 do Everton completou um ano de clube em junho deste ano com uma ótima temporada de Premier League pelo clube inglês. Comprado do Watford por 40,4 milhões de libras, foi titular absoluto em 32 jogos das 38 rodadas, e entrou por substituição em mais três.

Tendo um excelente número de 70% de aproveitamento por partida, além de ter marcado 13 gols e realizado uma assistência, Richarlison conquistou seu espaço dentro do clube, o carinho da torcida e grande responsabilidade como titular. Além de ter conquistado também sua vaga na seleção brasileira do técnico Tite, tendo sido mais uma vez convocado, desta vez para disputar a Copa América 2019.

Fique de olho

Everton 2019
Moise Kean (Divulgação)

O atacante de 19 anos, revelação da Juventus, é uma grande promessa para esta nova temporada do Everton. Promovido para o time profissional em novembro de 2016, fez sua estreia no confronto contra o Pescara na Serie A, sendo o jogador mais jovem a se apresentar em uma das quatro maiores competições europeias. Além disso, já foi convocado para as seleções italianas, base e profissional.

Forte, habilidoso, explosivo, agressivo, veloz e com fome de gol, Kean pode crescer ainda mais e mostrar todo o seu potencial nos Toffees. Nesta última temporada o atacante vem em uma crescente marcando sete gols em 17 partidas pela Juve, e seis gols em 10 jogos pelas seleções italianas (sub-19, sub-21 e principal). E mais, pode vir para ser um grande reforço para o ataque inglês, formando uma forte dupla ofensiva com Richarlison.

Time-base

4-2-3-1: Pickford; Coleman(Sidibé), Keane, Mina, Digne; Gomes (Davies), Gbamin (Delph); Richarlison, Sigurðsson, Bernard; Calvert-Lewin (Kean). Técnico: Marco Silva.

Everton 2019
Arte: André Correia

Palpites