Guia da Premier League – Burnley 2019/2020

Confira como os Clarets se prepararam para a próxima temporada do futebol inglês

0
239
Burnley 2019
Jay Rodriguez (Divulgação)

A PL Brasil apresenta abaixo o guia da Premier League do Burnley 2019/2020.

Chacoalhar a poeira. Esse é o pensamento principal do Burnley para a temporada que se aproxima. A modesta 15ª colocação na última Premier League deixou equipe, torcida e direção preocupados com o futuro. Essa será a quarta participação seguida na elite dos Clarets, que definitivamente não querem que seja a última.

Após conquistar um surpreendente sétimo lugar em 2017/18 e chegar a disputar os playoffs da Europa League, o Burnley não conseguiu manter o nível das atuações – o que era esperado, de certa forma. Contudo, a queda brusca, não estava nos planos.

A equipe vem de um ano fraco e, por pouco, não foi rebaixada. A posição mais alta da equipe foi quando, ainda na primeira rodada, esteve em 11º lugar. O rendimento na primeira metade do ano foi tão fraco que os Clarets chegaram a estar na zona de rebaixamento por oito rodadas.

Leia mais: Guia da Premier League – Arsenal 2019/2020 
Burnley 2019
Jay Rodriguez (Divulgação)

O melhor momento aconteceu entre dezembro e fevereiro quando a equipe ficou oito jogos sem perder e conseguiu se distanciar da zona da degola. Daí para frente, o clube melhorou – mesmo que timidamente e não voltou mais à zona de descenso.

Sean Dyche sabe que sua missão é um pouco ingrata. Sem muito dinheiro pra investir, a equipe espera os negócios de oportunidade para reforçar a equipe, que decepcionou, após chegar ao sétimo lugar na temporada 2017/18. Em entrevistas recentes, ele informou que a direção está sim procurando bons valores para contratar, mas que não farão loucuras.

O treinador inglês, que está no comando desde 2012, sabe que é possível essa reviravolta no comando. A sétima colocação – e a vaga em competições europeias após 51 anos –, veio depois de uma temporada que o clube ficou em 16º na classificação.

Dyche raramente alinha a equipe fora do tradicional 4-4-2. As duas linhas de quatro procuram dar a consistência defensiva pelo meio, afastando os jogadores para os lados do campo, onde laterais e wingers pressionam e tentam acabar com o ataque adversário.

Já na construção ofensiva, os flancos são ocupados para dar amplitude. A ideia é abrir espaços e facilitar a movimentação dos jogadores na parte central, contando com a presença dos dois atacantes e da chegada dos meia-centrais da equipe.

Leia mais: Guia da Premier League – Leicester 2019/2020 
Burnley 2019
Burnley (Divulgação)

Para esta temporada, até agora, são dois reforços: o lateral esquerdo Erik Pieters, holandês de trinta anos, e o atacante Jay Rodriguez, que iniciou sua carreira no clube. A manutenção de jogadores considerados referência também pode ser visto como reforço: James Tarkowski, Ashely Westwood, Dwight McNeil e Chris Wood.

São bons nomes que, trabalhados da maneira correta, podem devolver ao Burnley a estabilidade na elite inglesa. Não há como se esperar uma campanha que deixe a equipe entre os melhores, mas pode-se jogar com um maior equilíbrio. A busca pela regularidade será o maior desafio dos Clarets na temporada que se inicia.

Informações gerais

  • Estádio: Turf Moor;
  • Cidade: Burnley (Lancashire);
  • Posição na última Premier League: 15º lugar;
  • Títulos do Campeonato Inglês: dois;
  • Rival: Blackburn;
  • Apelido: Clarets.

Vai e Vem

VAI: Tom Heaton (Aston Villa, £9m), Jon Walters (aposentadoria), Stephen Ward (Stoke, free-agent), Anders Lindegaard (dispensado), Peter Crouch (aposentadoria).

VEM: Jay Rodriguez (West Bromwich, £10m), Bailey Peacock-Farrell (Leeds United, £3m), Erik Pieters (Stoke, £1.5m), Danny Drinkwater (Chelsea, empréstimo), Joel Senior (Curzon Ashton, não revelado).

Jogador destaque

Burnley 2019
Arte: Pedro Zandonadi

O atacante neozelandês Chris Wood é a referência no ataque dos Clarets. O camisa nove, dono de dez gols e duas assistências na última Premier League, é um dos homens de frente da equipe.

Wood é o centroavante clássico, com boa presença de área e finalizador. A pré-temporada mostrou que o atacante está afiado: oito gols em nove amistosos, incluindo um hat-trick diante do Nice.

Na última temporada, dos pés dele saíram gols importantes para a permanência do Burnley na elite inglesa. Foram oito vitórias conquistadas depois do Boxing Day com Wood marcando gol em seis ocasiões.

O que chama atenção é que os gols sempre foram decisivos: ou empataram a partida ou colocaram os Clarets à frente do placar. Esse tipo de atuação é que faz do atacante uma das referências da equipe dentro e fora de campo.

Fique de olho

Burnley 2019
Dwight McNeil (Divulgação)

Dwight McNeil foi um dos poucos destaques da equipe do Burnley na última temporada. O meia-atacante inglês de 19 anos se tornou titular após o Boxing Day e não perdeu mais a posição.

Nos Clarets desde 2014, o jovem se firmou no time justamente quando a equipe melhorou seu rendimento. Foram três gols e cinco assistências em 20 jogos em 2019, ajudando a equipe a ter seu melhor momento na temporada – a sequência de oito jogos sem derrota.

Ele é tratado como a atual “joia” no elenco do clube, já dando resultados na equipe principal. Sean Dyche já demonstrou que acompanhará com cuidado o desenvolvimento do seu jovem jogador e que está muito satisfeito com o que viu até agora.

“Ele realmente está bem e estou gostando muito do seu comprometimento. Ele está trabalhando muito”, afirmou o treinador.

O ambiente parece bem favorável para que, nesta temporada, McNeil consiga dar mais um passo no seu desenvolvimento para se tornar um jogador importante para os Clarets. Portanto, vale a pena ficar de olho no jovem inglês.

Time-base

4-4-2: Pope; Lowton, Tarkowski, Mee, Taylor; Guðmundsson, Cork, Westwood, McNeil; Rodriguez, Wood. Técnico: Sean Dyche.

Burnley 2019
Arte: André Correia

Palpites