Guardiola sofre ‘ironia do destino’ e é provocado após surpreendente derrota do City

4 minutos de leitura

O Wolverhampton contrariou as expectativas e derrotou o Manchester City de Pep Guardiola neste sábado (30), por 2 a 1, na Premier League. O primeiro gol foi contra, de Rúben Dias, mas a vitória teve nome e sobrenome: Hwang Hee-chan. O sul-coreano balançou as redes e gerou uma lembrança indigesta ao comandante espanhol.

Muito prazer, Hwang Hee-chan!

Durante a entrevista pré-jogo na última sexta-feira (29), Pep Guardiola comentou sobre a força ofensiva do Wolverhampton, além de outras nuances que a partida poderia ter. Até aí, tudo bem, mas o comandante acabou cometendo um deslize. O treinador citou nominalmente Matheus Cunha e Pedro Neto, mas esqueceu de Hwang Hee-chan e se referiu a ele como o “rapaz coreano”.

A declaração não pegou muito bem e foi encarada como uma certa falta de respeito ao atacante. Depois que o Hwang marcou contra o Manchester City, o vídeo da fala de Guardiola foi revivido nas redes sociais.

Wolverhampton provoca Guardiola

Na euforia do segundo e decisivo gol, o Wolverhampton também relembrou a declaração anterior de Pep Guardiola. Ao anunciar o tento em seu Twitter, o destacou Hwang como o “rapaz coreano”. Os Lobos não ganhavam do Manchester City há quase quatro anos. O último triunfo havia sido em dezembro de 2019, por 3 a 2.

Agora, o Manchester City volta seus olhares para a Champions League, aonde visita o RB Leipzig na próxima quarta-feira (5), às 16h. Apesar da derrota, o time de Guardiola segue líder da Premier League, mas viu a distância diminuir para apenas um ponto para o Arsenal. O Wolverhampton está em 13º e enfrenta o Aston Villa no próximo domingo (8).

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.