‘Eu amei!’: a reação curiosa de Guardiola a gritos de De Bruyne

4 minutos de leitura

O Manchester City venceu o Real Madrid por 4 a 0 na última terça-feira (17), no Etihad Stadium, e garantiu sua ida à final da Champions League. Agora, a equipe de Pep Guardiola vai enfrentar a Inter de Milão na decisão. Antes disso, um momento da goleada contra os merengues ficou marcado: o bate-boca dentro de campo do treinador com Kevin De Bruyne.

Durante o segundo tempo, o meia belga foi cobrado por Guardiola depois de uma sequência de transições em velocidade. Insatisfeito, o treinador pediu que De Bruyne tocasse mais a bola e o camisa 17 disparou: “Cale a boca!”

A reação do astro do City surpreendeu e Guardiola foi questionado sobre isso na entrevista coletiva desta sexta (19). A resposta foi ainda mais inusitada: ele amou o bate-boca e disse que De Bruyne “grita ainda mais” com ele durante os treinos.

Guardiola e De Bruyne entre tapas e beijos

Guardiola explicou a situação do jogo contra o Real Madrid. O jogo já estava 2 a 0 a favor do City, mas uma sequência de investidas em velocidade, que resultaram na perda da posse, irritaram o treinador, por isso ele cobrou o meia.

— Nós nos precipitamos muito no segundo tempo. Assim que começou, Gundogan perdeu uma bola e o Kevin fez três transições que não eram necessárias. Acelerámos demais, quando tínhamos de fazer o contrário – disse.

Premier League: os 10 jogadores com mais assistências na liga

City
De Bruyne em ação pelo Manchester City – Foto: PA Images/Icon Sport

De Bruyne mandou o treinador calar a boca, como pôde ser visto em imagens que viralizaram nas redes sociais. No entanto, o comportamento do meia foi celebrada por Guardiola. “A reação do Kevin? Eu amei!”, afirmou o técnico.

— Nós gritamos um com o outro e eu amei, gostei da atitude que ele tomou. Às vezes, em alguns jogos, as coisas podem ficar mornas demais e eu gosto dessa energia. Você não vê, mas quantas vezes ele (De Bruyne) gritou comigo nos treinos? E é isso que precisamos dele – explicou Guardiola.

Guardiola ainda afirmou que De Bruyne se tornou o melhor em campo depois do bate-boca com o treinador. “Às vezes peço para o Kevin acalmar o jogo e ele vai lá e dá uma assistência incrível”, completou o treinador. Coincidentemente, o City fez 4 a 0 e liquidou a partida depois da cobrança do catalão.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]