Punição de pontos? Rebaixamento? Guardiola crava: ‘Fico no Manchester City até se’…

5 minutos de leitura

Pep Guardiola concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (24), antes do confronto do Manchester City diante do Liverpool, que será disputado no sábado (25) e é válido pela 13ª rodada da Premier League.

Durante a coletiva, o treinador dos Citizens comparou a rivalidade atual com os momentos que viveu em Barcelona x Real Madrid, pregou a inocência do seu clube em relação às investigações da FA e revelou que Haaland treinou com pequeno desconforto, mas que tem esperanças de estar disponível para o clássico.

Guardiola rasga elogios ao Liverpool

Logo no início da entrevista, o treinador catalão frisou que a relação entre clubes e técnicos é boa. “Acredito que somos todos amigos”, afirmou Guardiola. Ele não poupou elogios e analisou os Reds sob o comando de Klopp.

— O tempo avança, são oito anos com o Liverpool, já não é o mesmo time do começo. Eles (os times do início e o atual) são semelhantes, Alexander-Arnold pode jogar por dentro, mas as ideias são parecidas – disse o técnico.

Ele frisou mais de uma vez que os Reds são os principais adversários do City durante a sua estadia na Premier League: “Eles sempre foram os nossos melhores rivais, um clube ‘top', equipe ‘top', ansioso pelo jogo”.

Liverpool
Klopp pelo Liverpool na Europa League (Foto: Icon Sport)

Uma das grandes rivalidades do futebol mundial nas últimas temporadas, Manchester City e Liverpool chegou a ser um clássico comparado com o Barcelona x Real Madrid vivido por Guardiola e Mourinho no início da década passada.

O catalão, no entanto, não acredita que seja muito parecido. “É diferente, na última década desde que estou aqui, eles têm sido nossos melhores rivais. Todos os elogios ao Liverpool“, disse, comedido.

O apreço por Klopp, no entanto, segue em alta:

— Ele me torna um técnico melhor por meio de suas equipes. As transições, o espaço que eles abrem atrás, [Darwin] Nunez, [Mohamed] Salah. Eles têm uma equipe fantástica, sem dúvida – elogiou o técnico.

Haaland disponível no Manchester City?

Haaland, que marcou 17 gols em 18 partidas nesta temporada até agora, sofreu outra lesão no tornozelo durante a vitória por 2 a 0 da Noruega sobre as Ilhas Faroé. Pep deu uma atualização minimamente animadora para a torcida:

— Ele treinou ontem com algumas queixas, mas hoje temos o último treino e esperamos que ele possa participar – revelou.

Haaland comemora gol do City na Champions (Foto: Icon sport)
(Foto: Icon sport)

O treinador ainda deu o panorama geral de lesões do elenco e confirmou uma situação de “vários problemas”, mas se colocou no mesmo barco que outras várias equipes com muitos lesionados.

— Temos alguns problemas, assim como muitos clubes. Veremos na sessão de treinamento e veremos amanhã. Às 18h vou saber com certeza quais jogadores terei amanhã. Sempre é o plano A – afirmou o treinador.

Acusações da FA e possível punição

Depois da dedução de dez pontos na tabela da Premier League sofrida pelo Everton como punição pela quebra de regras financeiras da FA, os holofotes se voltaram ao Manchester City, que tem 115 acusações referente ao período entre 2009 e 2018.

Guardiola, técnico do Manchester City
Guardiola, técnico do Manchester City – Foto – Icon sport

Pep preferiu se abster de comentários sobre o caso do Everton e prega a diferença dos casos envolvendo os Toffees e os Citizens:

— Não vou dizer uma palavra sobre o Everton porque não conheço a realidade do que aconteceu. São dois casos completamente diferentes.

Por outro lado, segue defendendo o seu lado sobre as acusações contra o City: “Não mudei de opinião sobre as 115 acusações”. Ele continua defendendo a inocência do clube.

— Você está me questionando como se tivéssemos sido punidos. No momento, somos inocentes. Somos inocentes até que seja provado… – respondeu.

Guardiola pode sair do Manchester City?

O treinador também foi questionado sobre as chances de deixar o projeto do City caso o clube seja punido e possivelmente excluído da Champions League ou até mesmo rebaixado.

— Espere até que seja decidido, e então eu te direi – escondeu o técnico.

Em meio às perguntas do seu futuro, Guardiola ainda disse que é mais provável que permaneça no Manchester City até se estiver na League One, a terceira divisão inglesa.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]