Guardiola cobra Barcelona e Bernardo Silva: ‘Não quero jogadores que não querem estar aqui’

5 minutos de leitura

O Manchester City enfrenta o Arsenal neste domingo (6), a partir das 12h, pela Supercopa da Inglaterra (conhecida como Community Shield). Neste torneio, o campeão da Premier League encara o campeão da Copa da Inglaterra, a FA Cup. Como os Citizens levantaram as duas taças na última temporada, o adversário da vez serão os Gunners, que ficaram em segundo lugar na PL 2022/23.

Na coletiva de imprensa antes da partida, nesta sexta-feira (4), Pep Guardiola falou sobre a expectativa para o jogo e a temporada, mas aproveitou para comentar sobre o mercado da bola do City nesta pré-temporada.

Arsenal
06/08/23 - 12:00

Finalizado

1 (4)

-

1 (1)

Man City

Arsenal - Man City

Community Shield - Wembley Stadium

1° Turno

Guardiola dá ultimato sobre Bernardo Silva e Kyle Walker

O meio-campista Bernardo Silva está na mira do Barcelona, mesmo clube que levou Gündogan do City de graça, já que estava em fim de contrato. O português também tem sido fortemente assediado pelo PSG. Além disso, Kylie Walker já teria um acordo pré-definido com destino ao Bayern de Munique.

Na coletiva, Guardiola reforçou que ambos são muito importantes para a equipe e que serias duas perda difíceis de repor.

— O que posso dizer? São dois jogadores muito importantes para o time. Queremos que eles fiquem, por isso, vamos fazer tudo o que for possível para eles ficarem. Já perdemos dois jogadores importantes (Gundogan e Mahrez), perder também estes dois seria muito difícil para nós.

Ao ser questionado sobre a situação específica de Bernardo Silva, Pep foi mais incisivo, dizendo que não quer “jogadores que não querem estar” ali.

— Queremos que Bernardo fique porque ele quer ficar. Não quero jogadores que não querem estar aqui. Mas essa é só a minha opinião.

Guardiola alfineta Barcelona

Ainda falando sobre a possível transferência do português para outro clube, Guardiola aproveitou para dar uma leve alfinetada no Barcelona. O técnico contou que não tem como impedir a saída do atleta dependendo da oferta, mas que nem é possível tratar do assunto dessa forma porque ele não recebeu nenhuma proposta dos catalães num valor satisfatório.

O City estaria cobrando um preço alto para vender o jogador que tem contrato com a equipe inglesa até o final de junho de 2025. Pep esclareceu que essa é uma medida necessária para conseguir um substituto à altura do camisa 20.

— Precisamos de uma oferta adequada, não recebemos uma oferta adequada. Se eles o quiserem, eles entrarão em um avião e falarão com nosso diretor esportivo.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Jornalista pela PUC-SP. Na PL Brasil, escrevo sobre futebol inglês masculino E feminino, filmes, saúde e outras aleatoriedades. Também gravo vídeos pras redes e escolhi o lado azul de Merseyside. Antes, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.