Multa ‘ridícula’ e triplo do salário: a oferta da Premier League por Griezmann

4 minutos de leitura

Antoine Griezmann faz uma grande temporada no Atlético de Madrid. Artilheiro da equipe no Campeonato Espanhol, o atacante da seleção francesa tem contrato com os Colchoneros até 2026, mas já se especula seu próximo clube.

Em entrevista coletiva no meio do ano, Griezmann já afirmou que seu destino favorito seria a Major League Soccer, nos Estados Unidos, mas que não descarta uma experiência na Liga Saudita. Porém, a imprensa da Espanha aponta que um gigante da Premier League jogará “pesado” para levar o jogador.

Griezmann é alvo de gigante da Premier League

De acordo com o site catalão “El Nacional”, o Manchester United pretende fazer uma proposta por Griezmann. A principal motivação dos Red Devils seria a cláusula de rescisão baixa em relação a outras estrelas.

Para tirar o atacante do Atlético de Madrid, é necessário pagar 25 milhões de euros (R$ 132 milhões), um valor irrisório para clubes gigantes da Europa.

O site aponta que vários representantes dos Diabos Vermelhos já viajaram a Madrid para se encontrar com o empresário do francês. Para tentar convencê-lo, o clube pretende triplicar o salário atual de Griezmann, o que seria maior até mesmo do que ele recebia no Barcelona.

Manchester United rumo à revolução

A busca da equipe de Erik Ten Hag por Griezmann vem da necessidade de encontrar um goleador. O período de seca de Antony e Rashford e o fato de Hojlund ainda não te engrenado no Campeonato Inglês contribuem para o péssimo início do United nesta temporada.

Com mudanças no corpo de acionistas, o Manchester United mira em uma série de mudanças. Sir. Jim Ratcliffe, que adquiriu 25% das ações, será atuante nas decisões relacionadas ao futebol – a começar pela montagem do elenco. A intenção é promover uma revolução estrutural daqui para frente – o que poderia ser influenciado por uma contratação do nível de Griezmann.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Jornalista pela PUC-SP. Na PL Brasil, escrevo sobre futebol inglês masculino E feminino, filmes, saúde e outras aleatoriedades. Também gravo vídeos pras redes e escolhi o lado azul de Merseyside. Antes, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.