Goleiro do Milan responde insultos racistas sofrido em partida contra a Juventus

Primeiramente, na última terça-feira (21), o goleiro do Milan, Mike Maignan, publicou um extenso texto nas redes sociais sobre os insultos raciais sofridos por ele durante o aquecimento antes da partida contra a Juventus. O jogo foi no Allianz Stadium, em Turim.

Abaixo, confira o post completo do goleiro:

Foto: Divugação / Instagram / @mmseize

“Alguns torcedores da Juventus me atacaram com gritos e insultos racistas no Allianz Stadium. O que querem que eu diga? Que o racismo é errado e que esses torcedores são estúpidos? Não se trata disso. Eu não sou o primeiro nem o último jogador a quem isso acontecerá. Enquanto esses eventos foram tratados como ‘incidentes isolados' e nenhuma ação global for tomada, a história está fadada a se repetir indefinidamente. O que fazemos para combater o racismo nos estádios? Acreditamos mesmo que é eficaz? Estou em um clube empenhado na luta contra toda forma de discriminação. Mas precisamos estar mais unidos nesta batalha contra um problema que vai além do futebol”, escreveu o francês.

Ainda na publicação, Maignan criticou as autoridades esportivas, questionando se os mesmo já ouviram “insultos e gritos que os descrevem como animais”.

“Nas salas que regem o futebol, quem toma as decisões sabe o que é ouvir insultos e gritos que nos descrevem como animais? Eles sabem o que isso faz às nossas famílias, aos entes queridos que veem e não entendem que ainda pode acontecer em 2021? Não sou uma ‘vítima' do racismo. Eu sou Mike, estou de pé, negro e orgulhoso. Enquanto pudermos usar nossa voz para mudar as coisas, nós o faremos”, concluiu o goleiro.

Ademais, a Juventus anunciou que abriu uma investigação para identificar os torcedores responsáveis pelos insultos raciais direcionado ao goleiro Maignan.

Foto destaque: Divugação / Milan