Maior salário do elenco e bônus ‘absurdo’: as possíveis ofertas da Premier League por Mbappé

4 minutos de leitura

Apesar de Kylian Mbappé ter permanecido no PSG na última janela de transferências, esta novela do mercado da bola parece estar longe de acabar. Com o contrato se encerrando no meio de 2024, o francês ainda não deu nenhuma confirmação oficial de que continuará em Paris na próxima temporada.

Já faz algum tempo que o Real Madrid tem sido especulado pela imprensa europeia como o próximo destino de Mbappé. Mas agora dois clubes da Premier League estão se preparando para fazer uma oferta pelo atacante da seleção francesa.

Premier League se prepara para fazer oferta por Mbappé

De acordo com o jornal escocês “Daily Record”, Arsenal e Liverpool começaram a “explorar” as possibilidades financeiras para convencer Mbappé a se transferir para a Premier League na janela do fim da temporada, quando o francês, teoricamente, estará livre no mercado.

A matéria relata que os Reds teriam ainda uma vantagem porque Mbappé seria um admirador do estilo proposto por Jürgen Klopp no clube.

A “checagem” dos ingleses, portanto, não estaria relacionada ao valor devido ao PSG, já que o francês já seria um agente livre no mercado. A grande questão é o salário pedido.

Uma matéria anterior do jornal espanhol “As”, via SportWitness, relata que Mbappé está pedindo um salário anual de 35 milhões de euros (R$ 188 milhões), além de uma taxa e um bônus de cerca de 100 milhões de euros (R$ 537 milhões).

Para comparar, o salário pedido pelo francês seria o dobro do que a imprensa inglesa especula que ganham os dois jogadores mais bem pagos de Liverpool e Arsenal, Salah e Gabriel Jesus.

Além disso, o “bônus” de 100 milhões de euros, se fosse o valor de uma transferência entre clubes, seria a 7ª contratação mais cara da história da Premier League. A maior delas, a ida de Moises Caicedo do Brighton ao Chelsea, custou 133 milhões de euros aos Blues.

Por isso, mesmo não sendo necessário comprar o atleta, os clubes ingleses teriam que enfrentar a concorrência do Real Madrid, que está em uma uma posição financeira de oferecer condições salariais semelhantes às do PSG.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.