Gigantes europeus: quem são os maiores das grandes ligas?

Gigantes europeus: quem são os maiores das grandes ligas?
Com investimentos milionários, clubes sem tanta tradição ganham espaço. Um dos principais exemplos é o PSG, que hoje conta com um dos melhores elencos do mundo. (Foto: Divulgação/Paris Saint Germain)

Tradição, número de títulos ou elencos estrelados são critérios comuns para mensurar o tamanho de um clube. Contudo, isso ainda gera muita controvérsia. Ainda mais quando falamos de futebol europeu, afinal o continente tem ligas onde a diferença é enorme, assim tornando a tarefa mais simples.

Mas em outras a discussão entre passado e presente são constantes e quase nunca chegam em um consenso. Com isso, vamos dar um giro nas principais ligas e rotular quem são os maiores. Confira mais na Coluna Conceito Premier de hoje:

Primeira Liga

Começando pela liga com maior abismo entre os gigantes e os demais clubes. Na história do Campeonato Português houveram apenas cinco campeões, sendo que três deles praticamente dominam o futebol local. O Benfica e o Porto são os dois maiores campeões nacionais e destoam quanto a elenco e investimento, além de serem presenças constantes em competições europeias.

Por outro lado, o Sporting é extremamente tradicional, mas fica atrás em conquistas e poderio financeiro, fechando o grupo dos três maiores de Portugal. Quanto ao restante, vez ou outra algum consegue bater de frente, mas raramente conquistando títulos. O clube que tem assumido esse posto ultimamente tem sido o Braga, chegando a vencer taças e tendo boas campanhas continentais.

Gigantes Europeus: Quem são os maiores das grandes ligas
Um dos clubes com maior número de sócios no mundo, Benfica domina futebol lusitano junto a Porto e Sporting. (Foto: Divulgação/Benfica)

Ligue 1

Similarmente, a França possui hoje um desnível enorme entre Paris Saint-Germain e o restante. Curiosamente, a equipe parisiense não é a que tem mais títulos e nem a mais tradicional, mas os altos investimentos e recente hegemonia trouxeram esse status para a equipe da capital. Outros clubes como Olympique de Marseille, Lyon e Monaco também são muito relevantes, mas não têm conseguido disputar no mesmo nível do time de Neymar.

Além dos grandes, o Lille oscila, mas frequentemente fica na parte de cima da tabela, caso semelhante ao do Bordeaux, que já há algum tempo não tem campanhas de destaque. Agora, um caso a parte é o do Saint Etienne, maior campeão nacional e dominante na década de 1970, mas que não consegue ter maiores pretensões e se apega a história.

Gigantes Europeus: Quem são os maiores das grandes ligas
Apesar da pouca história, fundado em 1970, o PSG já é um dos gigantes do futebol francês. Os parisienses se consolidaram na primeira prateleira graças ao investimento catari. (Foto: Divulgação/Paris Saint Germain)

La Liga

Mais um caso em que existe uma diferença enorme é na Espanha. O trio Barcelona, Real Madrid e, historicamente correndo por fora, o Atlético de Madrid são os mais vitoriosos do país. Assim, Barça e Real são sempre os postulantes a títulos nacionais e até internacionais. Já o Atlético de Madrid hoje possui condições de disputar com os dois, mas fica atrás quanto a títulos.

Esse desnível acontece entre os demais clubes, com destaque ao Valencia e Sevilla, que costumam ter boas campanhas e incomodar. Mais recentemente, o Villarreal também tem conseguido bons resultados, como a conquista da Europa League, e tem figurado no segundo escalão espanhol.

Gigantes Europeus: Quem são os maiores das grandes ligas
Maior campeão do campeonato espanhol e da Champions League, o Real divide o domínio do futebol nacional com Barcelona e Atlético de Madrid. (Foto: Divulgação/Real Madrid)

Premier League

Apesar de ser uma das ligas mais equilibradas da Europa, o posto de clubes grandes é muito bem definido com o Big Six. Contanto, já existem discussões em cima desse rótulo, muito por conta dos desempenhos de Arsenal e Tottenham – o primeiro por desempenho recente o segundo envolvendo conquistas. Em suma, indiscutivelmente os maiores são Liverpool, Manchester United, Chelsea e Manchester City, os dois últimos muito por causa dos investimentos recentes de seus proprietários.

Entretanto, existem vários clubes tradicionais e relevantes nacionalmente, como o Everton, que não ganham esse selo. Também tem sido evidente o crescimento de alguns times, caso do Leicester, que já apresenta condições de brigar no topo. Agora, para o futuro, a expectativa é alta em cima do Newcastle, que foi adquirido por um consórcio saudita e deve montar um elenco forte já para a próxima temporada.

Gigantes Europeus: Quem são os maiores das grandes ligas
Em uma das ligas mais difíceis do mundo, os Red Devils busca retomar o caminho das conquistas da era Alex Ferguson sob o liderança de Cristiano Ronaldo. (Foto: Divulgação/Manchester United)

Bundesliga

Se na Inglaterra investimento não tem sido problema, na Alemanha a história tem sido diferente. Na terra da Oktoberfest, atualmente faltam times que batam de frente com o Bayern de Munique, e muitos gigantes têm enfrentado muitos problemas. O que mais se aproxima de competir com os Bávaros é o Borussia Dortmund, mas ainda existe um desnível considerável. Ultimamente, o RB Leipzig tem surgido como força emergente, mas com situação parecida a dos Aurinegros.

Na contramão da maior potência, clubes antes tradicionais e tidos como grandes, sofrem com má gestão. Os maiores exemplos disso se encontram na segunda divisão e não vêm tendo vida fácil por lá. Os recém rebaixados Schalke 04 e Werder Bremen começaram mal na divisão de acesso e seguem com dificuldades em busca do acesso. Mas o mais preocupante é o caso do Hamburgo, que, após cair de forma inédita, está quatro temporadas longe da elite alemã.

Gigantes Europeus: Quem são os maiores das grandes ligas
Hegemônico nas últimas temporadas do futebol alemão, o time bávaro deve continuar destoando no cenário doméstico. (Foto: Divulgação/Bayern de Munique)

Serie A

Por fim, na Itália vivia situação semelhante da Alemanha, com amplo domínio da Juventus no cenário nacional, mesmo com Napoli na cola. Entretanto, com a última temporada, Inter e Milan voltaram ao páreo. A Lazio também tem se mostrado mais competitiva e brigando na parte de cima da tabela, movimento contrário da Roma, que cada vez mais vem perdendo espaço.

Outra semelhança com a Bundesliga é a presença de uma força emergente, a Atalanta. Ainda longe de conquistar títulos e sem tanta tradição, o clube de Bérgamo já pode ser apontado como segundo escalão nacional e tem marcado presença em torneios continentais. Em contrapartida vem a Fiorentina, antes presença constante na parte de cima da tabela, tem apresentado resultados medíocres nas últimas temporadas.

Gigantes Europeus: Quem são os maiores das grandes ligas
Com a conquista do scudetto da última temporada, a Inter deu fim a hegemonia da Juventus. A decaída da equipe de Turim junto bons projetos de outras equipes a Serie A volta a ter competitividade. (Foto: Divulgação/Inter de Milão)