Gavi – Mercado da bola, transferências, rumores e estatísticas


O jovem meio-campista do Barcelona, Pablo Martín Páez Gavira, mais conhecido como Gavi, nasceu no dia 5 de agosto de 2004, em Los Palacios y Villafranca, que é uma cidade localizada na província de Sevilla. O jogador está apenas na 2ª temporada no profissional. Todavia, já ganhou o carinho dos torcedores por conta do bom desempenho mostrado dentro de campo. Além disso, o atleta também já atuou pela Seleção da Espanha.

Gavi – Início de carreira

A jovem promessa do futebol mundial começou a trajetória no mercado da bola nas categorias de base no La Liara Balompié, que é uma pequena equipe localizada em Los Palacios y Villafranca. Apesar de rumores, não existem os detalhes exatos de números de partidas e gols pelo clube da cidade natal.

Mesmo jovem, no mercado da bola na categoria de base, Gavi chamou a atenção de alguns clubes da Espanha. Então, o Real Betis contratou o meio-campista para jogar no juvenil do clube. Com pouco tempo, o espanhol se destacou, tendo boa qualidade nos passes e também no combate corpo a corpo.

Foram 95 gols pelas categorias de base do Real Betis. Dessa forma, em 2015, já com rumores de que seria um grande jogador no futuro, o Barcelona mostrou interesse no meio-campista e assinou. Naquele ano, Gavi tinha apenas 11 anos de idade, mas já ganhava os holofotes do futebol na Espanha.

Trajetória, conquistas e highlights de Gavi

Primeiro, Gavi começou pelo Barça Youth, que é onde as crianças aprendem algumas filosofias do Barcelona. Após quatro anos, em 2019, o meio-campista foi promovido para o Barça sub16. Assim, começou a disputar campeonatos e chamou a atenção no mercado de transferência.

O Barcelona decidiu ter paciência com Gavi. Ou seja, decidiu colocar o espanhol no Barça U19. Dessa forma, com apenas 16 anos, o jovem jogou entre os atletas sub-19. Todavia, mesmo com a idade diferente, o meio-campista mostrou habilidade e ganhou destaque e rumores que seria promovido para o time profissional.

Na temporada 2020/21, o jovem meio-campista começou a jogar pelo Barcelona B, que disputa a 3ª divisão do Campeonato espanhol. Ou seja, foi a primeira época jogando no profissional. Entretanto, por conta do alto desempenho, Gavi não ficou muito tempo. Afinal, no mercado da bola, o atleta chamou a atenção times que disputam a 1ª divisão nacional.

Com as dificuldades que o Barcelona estava passando, Gavi subiu para o profissional na época 2021/22. Em resumo, ainda na pré-temporada com Ronald Koeman, o espanhol recebeu algumas oportunidades para atuar. Assim, no dia 29 de agosto de 2021, em partida contra o Getafe, o meio-campista estreou em uma partida oficial.

Rapidamente, com boa visão de jogo, boa finalização e combate com os adversários, Gavi foi ganhando espaço no elenco, ficando a frente de Puig, que está no profissional a algumas temporadas.

Transferência e mercado da bola de Gavi

Em seu terceiro jogo no profissional, Gavi iniciou como titular em partida contra o Cádiz. Além disso, fez o primeiro gol com a camisa do Barcelona diante do Elche. O espanhol pode atuar como meia-central, meio-campista mais avançado e ponta-esquerda. Com as boas atuações, o jogador foi convocado para representar a Seleção da Espanha.

A estreia aconteceu diante da Itália, pela UEFA Nations League, em outubro de 2021. Assim, iniciou o confronto como titular. O primeiro tento com a Seleção aconteceu no dia 5 de junho de 2022, contra a Rep. Tcheca. Pela La Furia são dez jogos e um gol marcado.

Na temporada 2021/22, Gavi participou da maioria dos jogos como titular. Assim, foram 47 partidas, dois gols e seis assistências. Com apenas 17 anos, alguns rumores do Liverpool sobre um possível interesse surgiu no mercado de transferência. Todavia, o espanhol quer continuar na Catalunha.

Atualmente, o valor de Gavi no mercado da bola é de 60 milhões de euros. Os agentes do jogador e o Barcelona estão conversando para renovar o contrato. O atleta é desejado dentro do mercado de transferência.

Apaixonado desde criança pelo futebol europeu. Estudo jornalismo por conta desse esporte e também por amar futebol americano. Já trabalhei em uma rádio, sendo responsável por um programa esportivo. Atualmente, sou setorista do Barcelona, clube que tenho um carinho especial desde 2006.
Artigo anteriorTransferências Sassuolo
Próximo artigoDodô está próximo de ser anunciado pela Fiorentina