‘Não consegue responder aos críticos’? Gabriel Jesus mostra, mais uma vez, por que é importante para o Arsenal

5 minutos de leitura

Gabriel Jesus teve mais uma grande atuação pelo Arsenal na vitória por 2 a 1 sobre o Wolverhampton na tarde deste sábado (2), no Emirates Stadium, em jogo válido pela 14ª rodada da Premier League. Mas diferente do meio de semana, que o brasileiro fez gol e assistência, ele foi importante na criação de jogadas.

No primeiro gol do Arsenal, Gabriel Jesus recebeu a bola na entrada da área pelo canto direito, girou em cima do marcador e deu passe para Takehiro Tomiyasu fazer a assistência para o gol de Bukayo Saka. No segundo, ele fez o pivô pelo lado esquerdo, dentro da área, dando uma enfiada de bola perfeita para Oleksandr Zinchenko tocar para o meio e Martin Odegaard ampliar o placar.

Mesmo sem gol e assistência, Gabriel Jesus teve o seu nome cantado pela torcida do Arsenal no Emirates Stadium no primeiro tempo, quando saiu os dois gols dos Gunners.

Entretanto, no segundo tempo, Gabriel Jesus errou duas tentativas que serviram de munição a alguns críticos do jogador. O brasileiro tem sofrido com as críticas pela falta de gols na Premier League — apenas um em nove jogos. O atacante também está devendo na seleção brasileira. O último gol do jogador com a Amarelinha foi em junho do ano passado.

Após a derrota para a Argentina no Maracanã, no dia 21 de novembro, uma declaração de Gabriel Jesus viralizou nas redes sociais. Ele disse: “Gol não é meu ponto forte“. A fala do jogador foi o bastante para fazer dele um alvo ainda maior de seus críticos.

Mas, ao final da data Fifa, Gabriel Jesus teve uma atuação regular contra o Brentford pela Premier League e outra incrível diante do Lens pela Champions League, com direito a gol e assistência. No duelo com o Wolverhampton, ele mostrou que tem muito recurso, além da capacidade de fazer gols.

“Se você disser meu nome, as pessoas dirão outras coisas e não apenas gols. Então estou feliz com isso, mas quero marcar”, disse Gabriel Jesus ao “Football.london”, após a vitória sobre o Lens.

O próprio jornal londrino que falou com Gabriel Jesus ao final do jogo contra o Lens estampou uma manchete neste sábado (2) dizendo que o camisa 9 não consegue responder aos críticos. Mesmo assim, a publicação defendeu o brasileiro, ressaltando sua importância para a forma como o Arsenal joga.

— Seus críticos apontarão para o ‘0' ao lado de sua contagem de gols no jogo e novamente apontarão para a janela de transferências como uma chance de encontrar uma atualização. Ele é muito importante para a forma como o Arsenal joga, isso não está em questão — publicou o site londrino.

Além da finalização, Gabriel Jesus mostrou que tem recurso de passe, de movimentação, de leitura de jogo e que não tem ego algum para deixar um companheiro que está em condições melhores de tentar uma jogada ao invés de chutar.

— Essa deve ser a principal lição de hoje, a influência que ele teve no crescimento do time no primeiro tempo. O movimento, como ele se afundou para pegar a bola e as combinações foram o que fez com que esse novo recurso fosse descoberto — completou o “Football.london”.

Não é só Gabriel Jesus que merece destaque no Arsenal

Martinelli Arsenal
Martinelli em ação pelo Arsenal (Foto: Icon Sport)

O parceiro brasileiro de Jesus no ataque, Gabriel Martinelli, também empolgou o torcedor do Arsenal com jogadas de velocidade, dribles e finalização. Assim como o revelado pelo Palmeiras, o jovem não está com muitos gols nesta temporada — três gols e três assistências em 17 jogos. Na Premier League, o cria do Ituano estufou a rede apenas uma vez e deu dois passes para gol em 12 partidas.

Mas, o papel de Martinelli no Arsenal é fundamental. Contra o Wolverhampton, o atacante teve 38 ações com a bola, acertou 27 dos 29 passes que deu (sendo um deles decisivo), um cruzamento, um drible e uma sequência de azar. Ele deu três chutes durante todo o jogo: um no gol, um para fora e outra na tarde.

— Acho que ele (Martinelli) teve azar em certos momentos. Hoje ele também teve duas grandes chances. A contribuição que ele tem na equipe é imensa. Estou muito feliz por ele –, disse o técnico Mikel Arteta em entrevista coletiva após a vitória sobre o Wolverhampton.

O Arsenal volta a campo na próxima terça-feira (5), às 17h15 (horário de Brasília), no Emirates Stadium, contra o Luton Town (17º), em jogo válido pela 15ª rodada da Premier League.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.