‘Não achei necessário’: Arteta fala sobre volta e maior utilização de Gabriel Jesus

5 minutos de leitura

O Arsenal empatou com o Fulham neste sábado (26), no Emirates Stadium, pela terceira rodada da Premier League 2023/24. O Fulham saiu na frente com um gol ainda no primeiro minuto de jogo, de Andreas Pereira, mas os Gunners correram atrás do prejuízo e viraram com Saka e Nketiah. Porém, João Palhinha arrancou o empate aos 38 do segundo tempo.

Arsenal
26/08/23 - 11:00

Finalizado

2

-

2

Fulham

Arsenal - Fulham

England Premier League - Emirates Stadium

3rd Turno

Voltando de lesão, Gabriel Jesus fez sua estreia nesta temporada. O atacante se machucou durante a pré-temporada e ainda não tinha atuado em nenhuma partida na nova edição do campeonato.

O brasileiro entrou em campo apenas nos acréscimos da segunda etapa, substituindo Declan Rice. Durante seus nove minutos de atuação, ainda chegou a finalizar uma vez ao gol.

Gabriel Jesus fez falta para a vitória do Arsenal? Arteta responde

Na entrevista coletiva após o jogo, o técnico Mikel Arteta foi perguntado se não ficou tentado a colocar Gabriel Jesus tarde. Afinal, o brasileiro poderia ter mudado a história do jogo e garantido a vitória dos Gunners.

Arteta, porém, acredita que o brasileiro não teria feito tanta diferença.

— Pela forma como geramos chance após chance, não achei necessário (colocar o Jesus em campo). Decidimos no último minuto colocá-lo. Ele teve apenas alguns dias de treinamento após a cirurgia.

Na última temporada, o atacante passou meses afastado dos gramados devido a uma grave lesão no joelho. Agora, problema ressurgiu, mas em menor intensidade. Um fato curioso é que em 2022/23, o primeiro jogo de Jesus após a contusão foi contra o próprio Fulham. Na ocasião, os Gunners venceram por 3 a 0. Para a tristeza de Arteta, a história não se repetiu dessa vez.

Arteta elogia reservas, mas lamenta resultado

O técnico elogiou o desempenho dos jogadores que entraram em campo na segunda etapa e conseguiram virar o jogo, dizendo que “fizeram uma diferença enorme”.

— No segundo tempo fizemos algumas mudanças, a dinâmica mudou, tivemos relacionamentos melhores. Os suplentes fizeram uma diferença enorme, um grande impacto, adorei a determinação e a confiança que eles trouxeram à equipa. Fizemos o mais difícil: vencer por 2 a 1.

No entanto, o Arteta lamentou que o time tenha cedido ao empate, dizendo que a partir da virada deveriam ter defendido “com a vida” e que não se pode “sofrer gol depois de tudo que fizemos”.

— Estou decepcionado por não termos vencido o jogo com tudo o que fizemos. Com todas as oportunidades que criamos, é incrível que não tenhamos conquistado os três pontos. Mas isso (estar invicto contra times de Londres) é positivo. Hoje concedemos dois gols muito baratos. Nas áreas, deveríamos ter feito muito melhor com o que geramos.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Jornalista pela PUC-SP. Na PL Brasil, escrevo sobre futebol inglês masculino E feminino, filmes, saúde e outras aleatoriedades. Também gravo vídeos pras redes e escolhi o lado azul de Merseyside. Antes, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.