Novo dono do Fulham anuncia retirada da estátua de Michael Jackson do estádio

Essa sim é uma história bastante inusitada!

O novo dono do Fulham, Shahid Khan, anunciou por intermédio do site oficial do clube, nesta sexta-feira, que a estátua de Michael Jackson, erguida em homenagem ao ídolo pop, será retirada do Craven Cottage.

Veja mais:
Os maiores clássicos do futebol britânico, segundo a Sky Sports
Qual clube é o maior vencedor do Campeonato Inglês?
Os 10 brasileiros de maior sucesso da história do futebol inglês

Segundo o bilionário, que comprou o clube por uma quantia especulada em torno de £150 milhões em julho, sua decisão foi tomada de acordo com a vontade dos torcedores. A estátua será devolvida ao antigo dono Mohamed Al Fayed, que encomendou sua construção após a morte do cantor.

No site oficial dos Cottagers, consta a seguinte declaração:

“O Craven Cottage é de suma importância para gerações de torcedores do Fulham e eu tenho conversado com vários deles pelos últimos dois meses. A visão de nossos torcedores sobre a estátua é bastante clara. Eu respeito o Sr. Al Fayed e sei que ele teve boas intenções em prestar este tributo individual. No entanto, a remoção da estátua é a coisa certa a se fazer pelo Fulham Football Club.”

Além disso, um porta-voz do clube afirmou que a estátua de Michael Jackson será devolvida a Al Fayed.

“A estátua não faz parte dos planos de desenvolvimento do estádio e será devolvida ao antigo dono em momento oportuno.”

Veja mais:
Os maiores clássicos do futebol britânico, segundo a Sky Sports
Qual clube é o maior vencedor do Campeonato Inglês?
Os 10 brasileiros de maior sucesso da história do futebol inglês

A história da estátua de Michael Jackson

Após a morte de Michael Jackson, em 2009, o ex-dono do clube, Mohamed Al Fayed, revelou o planejamento de erguer uma estátua em homenagem ao cantor, que visitou o Craven Cottage em 1999, em uma partida contra o Wigan pela então Segunda Divisão (hoje League One).

A ideia inicial era colocar a estátua em frente à Harrods, loja de departamentos de sua propriedade localizada em Knightsbridge. Após a venda da loja em 2010, no entanto, o egípcio decidiu que colocaria o tributo no estádio dos Cottagers.

A ideia dividiu opiniões entre a torcida do clube desde o princípio. No dia da inauguração, 3 de abril de 2011, em partida disputada contra o Blackpool, alguns torcedores deixaram clara sua insatisfação à BBC.

“Nós somos motivo de piada. Isso não tem nada a ver com futebol”, protestou Michael Tune. Outro torcedor, que preferiu permanecer anônimo, afirmou que a estátua “faz o clube parecer bobo. Eu achei que fosse piada de 1º de abril.”

Al Fayed, que era amigo do ídolo pop, entretanto, defendeu o tributo e atacou os torcedores mais críticos.

“Se alguns torcedores idiotas não conseguem entender e apreciar o presente que este cara deu ao mundo, eles podem ir para o inferno. Eu não quero que eles sejam nossos torcedores. Se eles não entendem ou não acreditam nas mesmas coisas que eu, eles podem ir para o Chelsea, eles podem ir para qualquer outro lugar.”