Final da Nations League: tudo o que você precisa saber sobre o confronto

Final da Nations League
Foto Destaque: Reprodução/UEFA

Neste domingo (10), às 15h15 (horário de Brasília), Espanha e França duelam pela final da Nations League. A saber, a decisão acontece na cidade de Milão, na Itália, e decide quem será o campeão da 2ª edição do torneio. Portanto, confira um rápido resumo da trajetória das equipes até esta etapa da competição.

Os Elencos

Primeiramente, a França chega para a decisão com um time mais badalado. Em resumo, os Bleus mantém a base campeã do mundo, com algumas valiosas adições, como a reintegração de Karim Benzema ao time. Ademais, a equipe pode contar com referências técnicas em todos os setores do campo. Nomes de confiança de Deschamps, como Lloris, Varane, Pavard, Mbappé, Pogba e Griezmann, integraram o time titular na vitória sobre a Bélgica, nas semifinais.

Certamente, os franceses se consolidaram na última década como os maiores produtores de jovens talentos no futebol mundial. Desse modo, explorando o grande potencial de formação em seus clubes locais, a França vem colhendo os frutos desse bom trabalho de base no país. Ademais, a geração campeã do mundo ainda está em seu pleno auge de forma física, o que facilita um processo de integração e renovação do seu elenco base.

  • Escalação da França no último jogo: Lloris; Pavard, Varane, Kimpembe e Theo Hernández; Tchouaméni, Pogba e Rabiot; Griezmann, Mbappé e Benzema

Em contrapartida, a Espanha montou um elenco bem jovem, mas com grande potencial, que vem superando desconfianças e se consolidando como uma potência europeia novamente. Mesmo que conte com alguns veteranos como referência, dentre eles Busquets, Azpilicueta e Marco Alonso, a Fúria tem como força motriz a juventude de jogadores que curiosamente não vestem as camisas de Real Madrid e Barcelona.

Assim sendo, com a má fase da dupla de gigantes nacionais, o técnico Luis Enrique apostou em uma seleção com jogadores de equipes menos badaladas, como por exemplo, Real Sociedad (Oyarzabal), Sevilla (Sarabia), e Villarreal ( Pau Torres e Yaremi Pinto). Dessa forma, mesmo sem grande estrelas no momento, a seleção tem mostrado um bom futebol.

Escalação da Espanha no último jogo: Simon; Azpilicueta, Laporte, Torres, Alba; Koke, Busquets, Gavi; Torres, Sarabia, Oyarzabal.

Forma atual:

Inegavelmente, a participação da França na Euro 2020 foi bem decepcionante. Após uma fase de grupos muito irregular, os atuais campeões mundiais caíram diante da Suíça, ainda nas Oitavas de final do torneio. Como resultado, o trabalho de Didier Deschamps voltou a ser bastante criticado pela imprensa local. Assim sendo, um título como o da Nations League, pode ajudar a recuperar a confiança dos Bleus.

Enquanto isso, a Espanha saiu com uma perspectiva positiva da competição. Em suma, a Fúria também teve problemas na fase de grupos. Todavia, a equipe de Luis Enrique conseguiu crescer de produção e chegou até as semifinais do campeonato. Além disso, conseguiu fazer uma boa partida contra a Itália, que viria a ser campeã, sendo eliminada somente nos pênaltis.

Final da Nations League: Como foram as campanhas dos finalistas

Inicialmente, a França esteve no Grupo 3, junta de Portugal, Croácia e Suécia. Dessa maneira, a seleção treinada por Deschamps conseguiu a classificação com uma excelente campanha. Só para ilustrar, os Bleus somaram 16 pontos na chave, com cinco vitórias e um empate. Decerto, uma ótima pontuação.

Em sequência, nas semifinais, os franceses, após começarem perdendo por 2 x 0, buscaram uma virada histórica sobre a Bélgica. Por fim, vitória de 3 x 2, e vaga na final da Nations League.

Já a Espanha, caiu no Grupo 4 da competição, com Alemanha, Suíça e Ucrânia. Em suma, os espanhóis terminaram na liderança da chave, com 11 pontos somados. Em resumo, a equipe obteve três vitórias, dois empates e uma derrota, nesta fase da Nations.

Todavia, já nas semifinais, a Espanha deu o troco na Itália e venceu os atuais campeões europeus, pelo placar de 2 x 1. Certamente, um resultado que enche a equipe de moral para decisão deste domingo (10).

Estatísticas dos finalistas:

Antes de mais nada, a França é a seleção que conseguiu mais vitórias ao longo da competição, foram seis no total. Além disso, os Bleus acumulam o 2ª melhor ataque do torneio, com 15 gols marcados.

Por outro lado, a Espanha lidera as estatísticas referentes a bola no pé. De acordo com a UEFA, a Fúria possui os melhores números no quesitos: Posse de bola e Precisão de passes. Bem como, a seleção conta com um dos artilheiros da competição. Assim, o jovem Ferran Torres, de 21 anos, marcou seis gols na Nations, e divide a artilharia com Haaland e Lukaku.

Final da Nations League: Quem é o favorito?

Por fim, após boas atuações nas semifinais, ambas equipes chegam com a moral em alta para a grande decisão do torneio. Assim, a expectativa fica para um confronto equilibrado com boas possibilidades de títulos para ambos os lados.

Entretanto, a experiência e rodagem do elenco francês pode fazer a diferença para o lado dos Bleus. Ademais, Deschamps possui mais opções interessantes no banco, o que também pode ser uma vantagem a ser explorada pelos campeões do mundo. Então, mesmo em um cenário de bastante imprevisibilidade, a França leva certo favoritismo para o duelo.