Home Games Premier League tem oito dos 11 novos icons no FIFA 21

Premier League tem oito dos 11 novos icons no FIFA 21

Cada Icon terá quatro versões relembrando diferentes momentos de suas carreiras

0
589
Premier League tem oito dos 11 novos icons no FIFA 21

Com lançamento marcado para 6 de outubro, o FIFA 21 promete vir com muitas novidades e, além de mudanças na gameplay, no modo carreira e no Ultimate Team, também teremos 11 novos Icons. Eles se juntam aos outros 89, assim totalizando incríveis 100 Icons no Fifa 21.

Se a EA Sports manter a fórmula tradicional, cada um deles terá quatro versões que retratam momentos diferentes da história do jogador. Elas terão stats e até posições diferentes se for o caso.

  • Baby – Faz alusão ao começo da carreira do jogador. Na maioria das vezes é a versão mais fraca, mas nem sempre as cartas seguem essa lógica.
  • Mid – Como o nome já diz, é uma versão média. Pode ser sobre o final da carreira ou então um período entre o início e o ápice
  • Prime – Emula o melhor momento que aquele jogador já teve
  • Prime Moments – Um pouquinho melhor que a Prime, essa versão referencia algum jogo em especial. Ronaldo na final da Copa de 2002, por exemplo.

Dessa lista de 11 novos ídolos, oito deles já tiveram passagens pela Premier League. Os outros três são Xavi, Philipp Lahm e Ferenc Puskás.

Os novos Icons do FIFA 21 que já passaram pela Premier League

Éric Cantona

King Eric foi o primeiro a ser anunciado e também é um dos embaixadores do jogo. Além da sua versão no Olympique de Marseille (Baby), devemos ter outra no Leeds (Mid) e a Prime referenciará sua passagem no Manchester United.

A Prime Moments possivelmente lembrará de United x Sunderland em 1996, quando Cantona marcou um dos gols mais bonitos da história do futebol. 

Cantona venceu quatro vezes a Premier League, duas Copas da Inglaterra e três Supercopas da Inglaterra pelos Red Devils. Em 1996 Cantona foi eleito o melhor jogador da Premier League. Além disso, teve o título nacional pelo Leeds em 1991/1992, no último campeonato antes da mudança para ‘Premier League'.

A famosa filosofia de jogo de Pep Guardiola

Leia mais: Eric Cantona: o bad boy que virou rei de Old Trafford

Petr Čech

O goleiro marcou época e é um dos maiores ídolos da história do Chelsea. Por lá foram quatro títulos de PL, além de uma Champions League e uma Europa League. Após 494 jogos pelos Blues, Cech ainda disputou 139 jogos pelo Arsenal, onde ganhou mais uma Copa da Inglaterra.

Sua versão baby deve ser pelo Sparta Praga, a Mid pelo Arsenal e a Prime, claro, pelo Chelsea. Já a versão Prime Moments certamente lembrará a final da Champions League, onde Cech defendeu dois pênaltis a ajudou os Blues a ganharem o título inédito.

Leia mais: Petr Cech e seus 24 clean sheets na temporada 2004/05

Ashley Cole

Cria da base do Arsenal, Ashley Cole disputou 228 jogos pelos Gunners, inclusive fazendo parte dos ‘Invencíveis'. Por lá foram dois títulos de Premier League e três de Copa da Inglaterra. Em 2006, ele mudou de camiseta e foi defender o Chelsea. Em Stamford Bridge venceu uma Premier League, uma Champions League e uma Europa League em 338 jogos.

A versão baby deve retratar seus primeiros anos no Arsenal, já a Mid sua passagem pelo Los Angeles Galaxy. Ainda existe uma dúvida sobre qual período será retratado na Prime, mas imaginamos que seja seus anos nos Blues.

Não existe alguma partida que se destaque demais das outras na carreira de Cole, mas provavelmente será a final da Champions League pelo Chelsea em 2012.

Leia mais: Bayern 1×1 Chelsea: a improvável vitória dos Blues na final da Champions

Davor Suker

Talvez você não saiba, mas o “Mago de Osijek” jogou duas temporadas na Premier League. Após uma grandíssima Copa do Mundo de 1998, Suker amargava o banco no Real e veio tentar ‘virar a chave' jogando pelo Arsenal em 1999. Mas não deu nada certo.

Sem conseguir desempenhar bem, disputou apenas 35 jogos e ainda perdeu um pênalti da final da Copa da Uefa de 2000 (ele entrou na prorrogação só para executar a cobrança). Sem clima nos Gunners, Suker ainda jogou uma temporada no West Ham (12 jogos e 2 gols) antes de se aposentar dois anos depois no Munique 1860.

Tendo em mente que Suker teve grandes passagens por quatro clubes diferentes (Osijek, Dínamo Zagreb, Sevilla e Real Madrid) na carreira, é possível que nenhuma de suas versões seja na Premier League.

Samuel Eto'o

A passagem de Eto'o pela Premier League não condiz nada com o tamanho de sua carreira. Chegou com 32 anos e disputou duas temporadas decepcionantes por aqui. Foram 12 gols em 35 jogos pelo Chelsea e quatro gols em 20 jogos pelo Everton.

Sua versão MID deve retratar essa temporada no Chelsea. As outras certamente farão referência aos anos de Barcelona e Inter de Milão.

Bastian Schweinsteiger

Basti chegou em 2015, com 30 anos, ao Manchester United tendo assinado por três temporadas. Sua passagem, no entanto, foi longe do que seu nome merecia. Em um clube bem conturbado e tentando se reestruturar pós-Ferguson, Schweinsteiger não deixou saudades por Manchester.

Assim como Eto'o, sua versão MID deve retratar essa passagem pela Premier League. As outras, claro, serão sobre o Bayern de Munique. Além da Prime Moments, que vai relembrar a final da Copa do Mundo de 2014.

Nemanja Vidic

fifa 21 icons

O zagueiro sérvio foi mais um da lista que fez sucesso pelo Manchester United. Começou no Estrela Vermelha, passou pelo Spartak Moscou e chegou em 2006 em Old Trafford. Com 300 jogos pelos Red Devils, ele conquistou cinco Premier League e uma Champions League, além de várias Copas e Supercopas da Inglaterra.

Sempre muito físico e rápido, Vidic inclusive surge com a expectativa de ser OP no FIFA 21. Exceção feita a sua carta Baby, que será pelo Estrela Vermelha, todas as outras devem referenciar seus anos no Manchester United.

Leia mais: FIFA 21: confira as novidades no Ultimate Team no game

Fernando Torres

Quem não sente saudades do auge que El Niño viveu em Liverpool? O atacante espanhol fez história por lá e depois ainda passou algumas temporadas no Chelsea. Não com o mesmo nível de desempenho, é verdade, mas ajudou demais o clube londrino na conquista da Champions League em 2012.

Curiosamente ele não ganhou nenhum título pelo Liverpool, mas com certeza alguma versão relembrará esse período. Sua carta baby vai referenciar seus anos no Atlético de Madrid. Uma outra deve ser sobre seu ano de 2012 no Chelsea e talvez a Prime Moments relembre o título mundial de 2010 pela Espanha.

A lista completa com os 100 Icons no FIFA 21 você confere aqui. Nenhum dos novos nomes anunciados teve seu overall revelado, mas só de poder controlar algum desses craques já vai ser muito divertido.

Imagina um squad Red Devil com Cantona, George Best e Van Nistelrooy? Tendo Ferdinand e Vidic na zaga; Roy Keane e Paul Scholes no meio. Ou entãorReeditar a dupla Gerrard e Fernando Torres em Anfield?

O FIFA 21 chega as lojas da 6 de outubro – com os Icons, claro -, mas até lá teremos muitos outros conteúdos aqui pela PL Brasil

Leia mais: FIFA 21: Confira as novidades na gameplay do game