Feyenoord – História, estatísticas e conquistas

Feyenoord – História, estatísticas e conquistas
Feyenoord Rotterdam


O Feyenoord Rotterdam é um time de futebol holandês, fundado na cidade de Roterdã, na Holanda. Com isso, o clube atua na Eredivisie, a elite do futebol holandês. A saber, o time foi fundado em 19 de julho de 1908 e manda seus jogos no Stadion Feijenoord, mais conhecido com Estádio De Kuip, que tem capacidade para 51.117 torcedores.

Suas cores são vermelho, branco e preto. A saber, o clube é um dos três times mais tradicionais da Holanda, e já venceu a Eredivisie 15 vezes, 13 vezes a Copa KNVB, quatro vezes a Supercopa Holandesa (Johan Cruijff Schaal).

No entanto, os títulos mais importantes da história do clube são a Champions League 1969/70, o bicampeonato da Liga Europa em 1973/74 e 2001/02. Além disso, venceu a Copa Intercontinental de 1970. 

Trajetória do Feyenoord: fundação, conquistas e ascensão

O clube foi fundado em 19 de julho de 1908 em Roterdã, na Holanda. Antes de mais, em Roterdã, foi fundado em 1888, o primeiro clube da cidade, o Sparta Roterdam. Logo após a criação do Sparta, rumores de que a cidade ganhou paixão por futebol.

Então, em 1908, confirmou-se os rumores e surgiu o Sport Club Feyenoord, antes chamado de Wilhelmina, nome da rainha holandesa, e RVV Celeritas. A saber, o criador do clube foi o milionário mineiro C.R Kieboom. Com isso, o clube passou a ser apelidado por “clube dos ricos”.

Além disso, o clube atua no Stadion Feijenoord, mas conhecido como De Kuip. A saber, o estádio do clube foi fundado em 1937, com a capacidade de 64 mil lugares, e hoje recebe pouco mais de 51 mil pessoas. 

Logo, já na década de 20, os derbys entre Sparta e Feyenoord já animavam a cidade de Roterdã. Com isso, o rival local do Feyenoord já havia vencido a liga holandesa algumas vezes e a pressão sobre o outro clube da cidade aumentava. 

A primeira participação do Feyenoord foi em 1921. Logo, em 1924, o clube conquistou o primeiro título da Liga Holandesa. Em seguida, já com popularidade no país, venceu a liga pela segunda vez em 1938. 

A década de 30, período de reconhecimento do clube nacionalmente 

Na década de 30, por exemplo, o Feyenoord ganhou popularidade por toda Holanda. A saber, havia vencido dois títulos da Eredivisie em 1924 e 1928. Além disso, em 1930 e 1934 venceu a Copa KNVB. Para fechar a década de 30, já iniciando a década de 40, o Feyenoord venceu a liga mais três vezes, entre 1935, 1937 e 1940. 

Jejum de títulos se encaminharam à época de ouro do Feyenoord 

O Feyenoord ficou quase 20 anos sem conquistar nenhum título. Porém, no retorno das conquistas, o time chegou ao ápice da sua história. Logo, na década de 60, o clube venceu o campeonato holandês nas temporadas 1960/61, 1961/62, 1964/65 e 1968/69. 

 Inclusive, a temporada 1969/70 foi a mais importante da história do clube. No entanto, o Feyenoord venceu a Copa dos Campeões, a atual Uefa Champions League. A saber, o Feyenoord empatou 1 x 1 com o Celtic, no San Siro em Milão. Na prorrogação, o time holandês venceu por 2 x 1 e sagrou-se campeão da Europa.

Completando os grandes títulos entre as décadas de 60 e 70, o Feyenoord venceu a Copa Intercontinental de 1970. A saber, o time holandês venceu o Estudiantes da Argentina por 3 x 2 no agregado e sagrou-se campeão do mundo. Além disso, venceu a Copa da Uefa, a atual Uefa Europa League, de 1973/74. O time venceu também as ligas da Holanda de 1970/71 e 1973/74. 

Década de 90, o retorno das conquistas

A década de 80 não foi tão efetiva para o Feyenoord, período em que o Ajax dominou a liga holandesa. Portanto, o clube conseguiu conquistar a Eredivisie de 1983/84 e a Copa KNVB em 1979/80 e 1983/84. 

Porém, na década de 90, o time retornou as grandes conquistas. Em 1992/93 e 1998/99 venceu a Eredivisie, e conseguiu o tetracampeonato da Copa KNVB, em 1990/91, 1991/92, 1992/93 e 1993/94. Além disso, o clube venceu a Supercopa da Holanda de 1991 e 1999. 

Anos 2000, a conquista da segunda Liga Europa

Primeiramente, no início dos anos 2000, o Feyenoord venceu a segunda Liga Europa, na temporada 2001/02. A saber, o time venceu o Borussia Dortmund por 3 x 2 em casa, no Estádio De Kuip.

Últimos títulos nacionais do Feyenoord 

O Feyenoord desafiou PSV Eindhoven e Ajax, maiores vencedores do país, apenas algumas vezes entre as décadas de 2000 e 2010. A saber, o Feyenoord venceu títulos nacionais apenas nas temporadas 2016/17 com o título da Eredivisie e os títulos da Copa KNVB em 2007/08, 2015/16 e 2017/18. Além disso, venceu a Supercopa da Holanda em 2017 e 2018. 

Mercado de transferências do Feyenoord 

Em suma, o Feyenoord é um time tradicional da Holanda, e em sua história teve jogadores que ajudaram o clube enfrentar as grandes forças do país. A política de contratação é bem interessante.

A saber, rumores de que o clube prefere sempre um time mais experiente em campo. Portanto, os valores médios e baixos tem bons retornos. Com isso, listamos cinco principais jogadores da história e do momento atual que participaram do vasto mercado da bola do clube. 

Dirk Kuyt: maior artilheiro da história do clube 

Primeiramente, iniciamos falando sobre o maior artilheiro da história do clube, o atacante holandês, Dirk Kuyt. Logo, vindo do Utrecht na temporada 2003/04, Kuyt chegou por 1 milhão de euros na temporada. Portanto, Kuyt foi a melhor solução do Feyenoord da história do mercado da bola do clube.

O atacante teve sua segunda passagem no clube já no final de carreira na temporada 2016/17. Com isso, Kuyt marcou 118 gols em 195 partidas no clube. Além disso, foi campeão da Copa KNVB na temporada 2015/16 e campeão da Eredivisie 2016/17. 

Jon Dahl Tomasson: segundo maior artilheiro da história do clube 

Antes mais nada, Jon Dahl Tomasson, atacante dinamarquês atuou por 207 partidas e marcou 92 gols pela equipe do Feyenoord. A saber, Tomasson chegou ao Feyenoord na Temporada 1998/99, vindo do Newcastle por 3,20 milhões de euros no mercado da bola da época.

O atacante venceu a Eredivisie de 1998/99 e a Supercopa da Holanda em 1999. Mais uma vez, o clube conseguiu uma boa compra no mercado de transferências, onde fluiu resultado.

Peter Houtman: grande nome da história do clube 

O atacante holandês Peter Houtman iniciou sua carreira no Feyenoord. Porém, em idas e vindas por clubes da Holanda, na temporada 1982/83 retornou ao Feyenoord no mercado da bola do período.

Com isso, Houtman chegou do Groningen por 275 mil euros na época. Aliás, Houtaman disputou 129 partidas e marcou 79 gols. Além disso, venceu a Eredivisie de 1983-84

Marcos Senesi: o jogador mais caro da história do clube 

O jogador mais caro da história é o zagueiro argentino Marcos Senesi. A saber, o argentino chegou do San Lorenzo da Argentina na temporada 2019/20 por 7 milhões de euros no mercado da bola. Em suma, historicamente o mercado de transferências do clube não é muito brilhante. A saber, a maior contratação da história do Feyenoord não passa dos 7 milhões de euros. 

Steven Berghuis: atacante símbolo das últimas temporadas 

O atacante holandês, Steven Berghuis é o símbolo do último título nacional do clube. A saber, o atacante teve uma passagem no clube na temporada 2016/17. Após passagem pelo Watford, Berghuis retornou para o Feyenoord na temporada 2017/18 por 6,5 milhões de euros.

Com isso, o atacante venceu a Eredivisie 2016/17, a Copa KNVB na temporada 2017/18 e a Supercopa da Holanda em 2018. O atacante marcou 87 gols em 199 partidas pelo clube.