Federação Francesa acusa Argentina de “atitude antidesportiva” em comemorações

1 minuto de leitura

A Federação Francesa de Futebol (FFF) não está nada feliz com as comemorações da Seleção Argentina após o título da Copa do Mundo. O presidente da entidade, Noël Le Graët, confirmou em entrevista que mandou uma carta ao mandatário da AFA (Associação de Futebol Argentino) reclamando do que ele chama de “atitude antidespostiva” dos jogadores campeões do mundo.

A imprensa francesa tem repercutido com revolta as comemorações dos jogadores da Argentina após o título mundial sobre a seleção da França. Eles apontam alguns “excessos” que teriam transbordado a esfera esportiva e se tornado ofensas. A maior vítima desse comportamento dos argentinos tem sido o atacante Kylian Mbappé, provocado de todos os lados.

O argentino que vem se destacando como líder das provocações é o goleiro Emiliano Martínezque é considerado o mais odiado pela imprensa francesa. Além das dancinhas ao pegar os pênaltis de ComanTchouaméni, o goleiro usou seu prêmio de melhor da posição na Copa do Mundo para simular o órgão sexual masculino.

Além disso, Emiliano Martínez puxou um minuto de silêncio para Mbappé no vestiário após a final e subiu no trio elétrio em Buenos Aires com um caixão com o nome e uma boneca com a máscara do francês.

Tudo isso tem sido observado com preocupação pela Federação Francesa de Futebol, que se manifestou oficialmente através do seu presidente nesta sexta-feira (23). Noël Le Graët falou em entrevista que as comemorações da Argentina vem sendo antidesportiva e revelou que comunicou essa opinião ao presidente da AFA.

“Escrevi uma carta ao presidente da federação argentina devido ao comportamento antidesportivo dos jogadores. Foram excessos anormais no contexto de uma competição desportiva. Foi um comportamento difícil de perceber e aceitar. Foram longe demais. Sobretudo com Mbappé”, revelou noël.

Mesmo com as provocações constantes a Mbappé, o atacante do PSG ainda não respondeu publicamente ou provocou de volta. Noël Le Graët relembra:

“Mesmo atacado dessa forma, a atitude de Mbappé foi exemplar”, finalizou o presidente da fff sobre o assunto.

Grito entalado na garganta?

Apesar das atitudes questionáveis dos jogadores argentinos após vencer a Copa do Mundo, isso pode ser fruto do longo período que a seleção passou sem a taça. O último título havia sido há 36 anos atrás, no Mundial de 1986 disputado no México. Na época Maradona foi o nome da conquista. Lionel Messi, rumando para o fim da carreira, estava em seu quarto Mundial, este era o troféu que lhe faltava.

Caian Oliveira
Caian Oliveira

Jornalista. Coordenador especialista em palpites, prognósticos e conteúdo para SEO da PL Brasil.