‘Você pode calar a boca?’: Ex-Liverpool revela vestiário ‘turbulento’ com Klopp

4 minutos de leitura

Além de ser um dos grandes treinadores da história da Premier League, Jürgen Klopp é um personagem icônico do futebol. O técnico do Liverpool é conhecido não apenas pelo seu estilo de jogo “heavy-metal”, mas também peças suas declarações divertidas e irônicas em entrevistas.

Porém, há também um lado “estourado” do treinador alemão, o qual apenas quem trabalha diariamente com ele consegue ter acesso. O meio-campista James Milner trouxe à tona uma desses momentos de fúria de Klopp em uma entrevista.

‘Você pode calar a boca?': a situação turbulenta vivida entre Milner e Klopp

Milner foi contratado pelo Liverpool em 2015, pouco antes da chegada de Klopp em Anfield. Juntos, eles viveram uma fase vitoriosa dos Reds, vencendo a Premier League durante a Era Guardiola, em 2019/20, e a Champions League, em 2018/19.

Atuando no Brighton desde o meio de 2023, o jogador de 37 anos revelou bastidores do clube de Merseyside em entrevista ao podcast “The High Performance Podcast”.

O meio-campista destacou que tinha um “ótimo relacionamento” com o treinador alemão, mas lembrou de uma situação em que o treinador ficou tão irritado no vestiário que chegou a bater em uma mesa. Segundo Milner, Klopp é “muito bom e aberto, mas não era assim nos intervalos” dos jogos.

— Tivemos um momento em que ele estava compartilhando suas ideias e eu estava compartilhando as minhas. Lembro dele batendo as mãos na mesa e gritando: ‘Você pode calar a boca?'.

Apesar dessa discussão, Klopp nunca escondeu em entrevistas o quanto valorizava a habilidade e a experiência de Milner. Pelas palavras do jogador, o carinho era recíproco.

“Jürgen foi brilhante. Tivemos um ótimo relacionamento e fomos ótimos fora de campo.”

Apesar do desejo do treinador de que o veterano permanecesse em Anfield, Milner revelou pouco antes da sua saída do Liverpool que a direção do clube pensava de forma diferente — e eles tinham a palavra final sobre o assunto. Com o contrato encerrado, ele foi para o Brighton em julho, de graça.

— Está tudo bem porque o técnico queria me manter – o que como jogador é o que você deseja. Obviamente, o clube decidiu de uma forma diferente. Na minha cabeça, parecia que poderia ser um bom momento, então estou satisfeito com a forma como tudo aconteceu — contou Milner em coletiva, em maio de 2023.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.