Ex jogador do Grêmio completa 100 jogos pela Udinese

1 minuto de leitura

Na manhã do domingo (30), a Udinese visitou a Cremonese, em Cremona, em jogo válido pela 12ª rodada do Campeonato Italiano. Mas, um empate sem gols contra a lanterna da competição não era algo esperado pelos torcedores Friulani, mesmo assim, a noite era importante para um dos jogadores. Acompanhe aqui na Premier League Brasil tudo à respeito dessa notícia.

Antes de mais nada, o elenco vinha de uma grande sequência de vitórias na competição, entretanto, a moral parece ter sido abalada após a eliminação de virada para o Monza, pela 2ª rodada da Copa da Itália. Com isso, chegaram ao seu 5º jogo consecutivo sem conquistar uma vitória.

Assim, mesmo sem ter sido uma noite de gala da equipe nesta última rodada, o brasileiro Walace, ex Grêmio, chegou à uma marca importante na sua carreira. Foram 100 jogos com a camisa Bianconeri o Zebrette, na qual se tornou uma peça fundamental no meio campo da Udinese.

Em suma, o volante se junta ao Rodrigo BecãoNuytinck e Roberto Pereyra como jogadores do plantel que chegaram à esses números.

Dessa maneira, o brasileiro foi um dos poucos do time que atuou como titular em todos os 12 jogos até agora da temporada, mesmo sem contribuir com nenhum gol e nenhuma assistência.

Portanto, nascido em Salvador, na Bahia, o camisa 11 da Udinese tem até o final de 2022 para aumentar a quantidade de partidas disputadas, já que foi grande alvo do Flamengo na janela de transferências do meio do ano. Agora, como prometido, o vice presidente do clube Rubro-Negro, Marcos Braz, pode trazer um bom nome do futebol europeu após conquistar a Libertadores e a Copa do Brasil, e o seu nome pode voltar à ser especulado.

Acompanhe os melhores momentos de Cremonese x Udinese:

Por fim, o site oferece as suas condolências à família do Walace, após a morte de Rosilane Rodrigues, madrasta do jogador, após um carro-pipa invadir o seu estabelecimento.

Créditos: Udinese Brasil

Miguel Lussac
Miguel Lussac

Primeiramente, o futebol virou minha paixão, confesso que antes eu não gostava tanto de acompanhar, mal sabia eu o que estava perdendo. Agora, quero que isso faça parte da minha vida, criando uma carreira com aquilo que eu gosto!