Ex-base de Corinthians e São Paulo mira terceiro acesso no futebol português

0
284
Ex-base de Corinthians e São Paulo mira terceiro acesso no futebol português
Se firmar no futebol europeu nem sempre é fácil para muitos jogadores que partem ainda jovens do Brasil em busca do sonho no velho continente. Mas pode-se dizer que o atacante Endric Araújo, que saiu aos 17 anos do Jaçanã, bairro da Zona Norte da capital paulista, vem alcançando esse objetivo.
Assim, com passagens pelas categorias de base do Corinthians e São Paulo, Endric chegou a Portugal em 2012 para inicialmente ingressar no plantel Sub-20 do Rio Ave. Porém, logo chamou a atenção do então treinador do time principal, Nuno Espírito Santo (hoje no Tottenham-ING). Dessa maneira, acabou se profissionalizando pelo clube, passando a dividir os treinamentos com estrelas como os goleiros Ederson (atualmente no Manchester City-ING) e o esloveno Jan Oblak (do Atlético de Madrid-ESP).
“Quando cheguei em Portugal tudo acabou acontecendo muito depressa. Procuro sempre tirar o lado positivo das coisas, dos ensinamentos e experiências que tive. Além de ser muito grato ao Nuno (Espírito Santo) por ter me alçado ao time principal e ter aberto o caminho para que eu pudesse iniciar minha carreira”, comenta Endric.
Em suma, pouco tempo depois o brasileiro acabou perdendo espaço no Rio Ave. Logo após vestir as camisas do Gondomar, Nogueirense e Naval, em 2019, defendendo o Berço SC, o jogador começou a escrever seu nome no país sendo peça fundamental no título da Liga Pró-Nacional. Como resultado, ascendendo pela primeira vez a equipe da região de Guimarães ao Campeonato de Portugal, a terceira divisão lusitana.

Brito SC

No ano seguinte o atacante se transferiu ao Brito SC para novamente disputar a Pró-Nacional, e com atuações de destaque e gols importantes, repetiu o feito com mais um acesso ao terceiro escalão português.
“Alcançar o objetivo do acesso sempre acaba te colocando na história do clube e para sempre na memória dos torcedores, e graças a Deus consegui realizar duas vezes e por dois times diferentes. É gratificante saber que fiz parte e pude contribuir nessas conquistas que são resultado de muito planejamento, suor e dedicação”, celebra o jogador.
Aos 27 anos e buscando um novo desafio, em outubro de 2020 o brasileiro assinou um vínculo de três temporadas com o Sandinenses, time do distrito de Braga, e que também compete na Liga Pró-Nacional. Em sua primeira competição pelo clube, que precisou ser mais curta devido a pandemia causada pelo coronavírus, marcou dois gols e deu cinco assistências em 11 jogos disputados. Os Trovões Azuis terminaram na nona colocação.

Adaptado

Completamente adaptado ao país onde vive há nove anos, Endric, chamado de “Mago de Sande” pela torcida sandinense, espera retribuir o carinho com mais uma conquista de acesso no currículo.
“Me sinto totalmente em casa em Portugal. Minha família vive comigo aqui e isso também ajuda bastante a focar somente no futebol e nos meus objetivos. Vamos agora para mais uma Pró-Nacional, que é um torneio bastante equilibrado. Mas confio no trabalho que vem sendo feito no Sandinenses e acredito que podemos brigar pelas primeiras posições. Espero voltar a sentir a emoção do acesso em breve, dessa vez por um terceiro time”, afirma o atacante.

A caminhada de Endric e do Sandinenses em busca do sonhado acesso ao Campeonato de Portugal começa no dia 12 de setembro, diante do Arões SC, fora de casa, pela primeira rodada da Liga Pró-Nacional.

Foto Destaque: Divulgação / Sandinenses