Eurocopa 2020: 5 ingleses de fora do Big Six que podem ser convocados

Conheça peças que não pertencem ao Big Six e que podem aparecer na lista final de Gareth Southgate

Eurocopa 2020: 5 ingleses de fora do Big Six que podem ser convocados
Ross Kinnaird/Getty Images

A Eurocopa 2020 se aproxima e a seleção da Inglaterra chegará na competição com bons nomes à disposição. O treinador Gareth Southgate, quarto colocado na última Copa do Mundo, tem uma boa base montada.

Tanto na Inglaterra, como em outros países da Europa, há uma forte tradição de apostas esportivas. Com a chegada de um torneio continental tão relevante, evidentemente as Apostas Euro 2021 serão explosivas por lá. A nossa aposta aqui, entretanto, vai ser diferente: preparamos uma lista com cinco nomes de clubes que não são do Big Six que podem surgir na lista final de Southgate e serem analisados como surpresas ou apostas do treinador.

Siga a PL Brasil no Youtube
  • A MINHA SELEÇÃO IDEAL DA INGLATERRA!

James Maddison

O camisa 10 do Leicester City teve um grande início de temporada, assim como toda sua equipe. Ao lado de Vardy, Tielemans e companhia, chegou a incomodar Liverpool e Manchester City. Tendo até aqui na temporada nove gols e três assistências, esteve na última convocação de Southgate e pode ser convocado para a Eurocopa 2020.

Fez sua estreia pelos Three Lions no dia 14 de novembro, pelas Eliminatórias para a Euro, diante de Montenegro. Vestindo a camisa 19, substituiu Oxlade-Chamberlain aos 11’ da segunda etapa do triunfo da Inglaterra por 7 a 0.

A concorrência não é das menores, ainda mais devido a grande quantidade de atacantes em alto nível disponíveis, fato que pode fazer Southgate convocar mais jogadores de frente do que meio-campistas.

Jack Grealish

Ross Kinnaird/Getty Images

Diferente de Maddison, Jack Grealish nunca foi convocado nem atuou pela seleção principal da Inglaterra. O meia de 24 anos do Aston Villa chegou a atuar pelas categorias de base da Irlanda. Já a camisa branca dos Three Lions só chegou a vestir no time sub-21, tendo Southgate como comandante. Pela seleção sub-21 foram sete jogos e dois gols marcados.

Grande destaque do Villa, Grealish vem tendo grande temporada na Premier League, com sete gols e seis assistências até aqui. Capitão do time treinado por Dean Smith, o camisa 10 busca fazer com que sua equipe fuja do rebaixamento. Há discussões no Brasil sobre quem é melhor, Grealish ou Maddison. Assim como o jogador do Leicester, Grealish pode aparecer na lista final de Southgate.

Leia mais: Jack Grealish: enfim a joia do Aston Villa brilha na Premier League

Dean Henderson

Camisa 1 do Sheffield United e pertencente ao Manchester United, Henderson é um dos melhores goleiros da atual edição da Premier League. Com apenas 22 anos, tem um grande futuro pela frente. Disputando vaga com nomes como Nick Pope, Tom Heaton e Jordan Pickford, Henderson pode ser uma das surpresas de Southgate.

Com uma longa caminhada nas seleções de base e visto até como substituto de David De Gea, o jovem arqueiro foi convocado em outubro de 2019, para substituir o lesionado Tom Heaton. Na atual edição da PL, Henderson atuou 26 vezes e conseguiu nove clean sheets.

Danny Ings

Ings é o grande destaque do Southampton na atual temporada. Vestindo a 9, faz o que um centroavante deve fazer: gols. O ex-Liverpool já balançou as redes em 15 oportunidades e tem auxiliado o técnico Ralph Hasenhüttl na fuga do rebaixamento.

A possível não ida de Harry Kane para a Eurocopa 2020 abriria uma vaga no ataque, que poderia ser ocupada por Ings. E se engana quem acha que o camisa 9 dos Saints é um simples centroavante. Danny Ings é moderno, participa da criação dos jogadores, tem certa habilidade, marca, lidera e pressiona no ataque.

Pela seleção inglesa, ele fez apenas uma partida. E foi no dia 12 de outubro de 2015, diante da Lituânia, em jogo que terminou com vitória da Inglaterra por 3 a 0.

Leia mais: Danny Ings: muito mais que um centroavante goleador para o Southampton

Dominic Calvert-Lewin

Camisa 9 do irregular Everton, Dominic Calvert-Lewin vem tendo uma boa segunda metade de temporada. A chegada do técnico Carlo Ancelotti fez muito bem ao jovem atacante de 22 anos.

Com a mesma quantidade de jogos disputados (25) na atual Premier League, tem números melhores que os de Richarlison, seu companheiro de ataque. O inglês já marcou 12 gols, enquanto o brasileiro foi às redes dez vezes.

Calvert-Lewin nunca atuou na seleção principal, somente nos times sub-21 e sub-20. Contando os números dos dois times, foram 31 jogos e 13 gols marcados.

A disputa no ataque da Inglaterra conta com nomes como Sterling, Rashford, Sancho e o próprio Harry Kane. Entretanto, assim como Ings, pode ocupar a vaga do atacante do Tottenham, caso ele fique fora da Eurocopa 2020.