Rafa Benítez no Newcastle: relação difícil com dono, amor da torcida e indecisões

Conheça mais sobre o relacionamento do espanhol com os Magpies

0
154
Rafa Benítez no Newcastle: relação difícil com dono, amor da torcida e indecisões

Em março de 2016, Rafael Benítez assinou contrato de 3 anos com o Newcastle. No acordo, constava uma cláusula que permitia a saída do em caso de rebaixamento.

Com cláusula contratual, futuro de Benítez parecia longe de Newcastle

A missão era extremamente complicada. Faltavam poucas rodadas e o trabalho anterior comandado por Steve McClaren havia sido desastroso.

Apesar de conquistar importantes resultados como empates contra Liverpool e Manchester City, além de vitórias contra rivais diretos na briga contra o rebaixamento como Crystal Palace e Swansea, o Newcastle acabou rebaixado para a Championship após uma vitória de seu grande rival, Sunderland, sobre o Everton.

A torcida preparou uma grande festa na última rodada para convencer o espanhol a ficar no clube.

A atmosfera pareceu ter contagiado o time, que aplicou uma sonora goleada de 5 a 1 sobre o Tottenham. Ao fim do jogo, Benítez teve o nome gritado pelos 52 mil torcedores que imploravam por sua permanência.

Apesar de melhora, Benítez não conseguiu evitar a queda do Newcastle na temporada de 2015/16 (Foto: Divulgação/Newcastle United)

Início difícil na Championship gerava dúvidas em relação ao trabalho de Rafa Benítez

Após uma longa novela, com grandes promessas do dono Mike Ashley, Benitez decidiu permanecer no clube para a Championship.

A missão não seria fácil, mas o treinador espanhol teria muito dinheiro à disposição após o clube realizar grandes vendas. Moussa Sissoko foi para o Tottenham por 30 milhões de libras, enquanto Georginio Wijnaldum foi vendido para o Liverpool por 25 milhões de libras. Além disso, Andros Townsend seguiu rumo ao Crystal Palace por 15 milhões de libras.

Como dito anteriormente, Benítez é um técnico de excelente currículo. Conseguiu trazer para o clube atletas que estavam na Premier League, mas que optaram por acreditar no projeto a longo prazo do clube.

Nomes como os meias Matt Ritchie e Mohamed Diame, que estavam no Bournemouth e Hull City respectivamente, além do atacante Dwight Gayle, ex-Crystal Palace.

A trajetória do clube na Championship não foi nada fácil. Com duas derrotas nos dois primeiros jogos, muitos torcedores já questionavam o trabalho do espanhol. Sua primeira vitória viria apenas na terceira rodada com uma goleada por 4 a 1 sobre o Reading.

A partir daí, a campanha foi marcada por vitórias de impor respeito em St James’ Park e triunfos marcantes fora de casa.

O título veio apenas aos 47 minutos do segundo tempo da última rodada da competição. Isso graças aos pés de Jack Grealish, meia do Aston Villa que marcava o gol de empate na partida contra o Brighton no Villa Park. O Newcastle havia vencido o Barnsley por 3 a 0 no St’ James Park e ficou apenas um ponto na frente do clube da costa-sul.

Benítez comemora a conquista do título da Championship (Foto: Getty Images)

Com promessas não cumpridas, relação entre Benítez e Ashley fica cada vez mais conturbada

Na volta a Premier League, as promessas de Mike Ashley não haviam sido cumpridas e o clube pouco gastou na janela de transferências.

A grande frustração de Benítez foi logo após uma negociação envolvendo o atacante Lucas Perez, do Arsenal. O clube se recusou a pagar os valores da transação, o que deixou o espanhol bastante irritado.

Em vez de Perez, o clube acertou com o atacante Joselu, junto ao Stoke City, pelo valor de 4 milhões de libras.

Uma grande esperança surgiu ao longo da última temporada. Mike Ashley colocou o clube à venda, afirmando que aceitaria qualquer oferta na casa dos 300 milhões de libras.

Uma compradora apareceu de imediato e se tratava da empresária britânica Amanda Staveley, que divulgou interesse em adquirir o Newcastle.

Staveley é uma notável investidora britânica. Ela ficou conhecida por suas intensas relações com investidores do Oriente Médio e foi uma das intermediadoras na compra do Manchester City em 2008.

Várias reuniões aconteceram entre Ashley e Amanda, mas havia um impasse. A empresária afirmava que, com um possível rebaixamento, deveria haver uma cláusula contratual que reduzisse o valor de mercado do clube. Mike Ashley, no entanto, recusava a aceitá-la.

Houve rumores de que, com a permanência dos Magpies na Premier League, as conversas poderiam ser retomadas. Mas Mike Ashley acabou aumentando o valor de venda para 400 milhões de libras. Isso frustrou não só toda a torcida, como também Rafael Benítez, que não possui boa relação com Ashley.

Rafa Benítez no Newcastle: futuro parece ser incerto

Na janela atual, esperava-se uma movimentação maior por parte do clube. Isso porque, com o dinheiro das premiações e das cotas de TV, o Newcastle teria orçamento maior para contratar. No entanto, houve mais divergências entre Rafael Benítez e Mike Ashley.

Com o seu contrato chegando ao fim da temporada, Benítez deu um ultimato ao dono dos Magpies. Só renovaria o seu contrato se o dinheiro fosse liberado para montar uma equipe competitiva. Mas Mike Ashley só liberaria o dinheiro se o espanhol renovasse o seu contrato.

Com isso, apenas o dinheiro das vendas de atletas estaria disponível para contratações. Para Benítez, se tratava de um valor muito reduzido.

As vendas do goleiro Matz Sels, do zagueiro Chancel Mbemba, do meia Mikel Merino e do atacante Aleksandar Mitrovic permitiram a chegada de outros atletas.

Siga a PL Brasil no Youtube

O clube contratou o goleiro Martin Dubravka em definitivo após o arqueiro passar 6 meses no clube por empréstimo.

Além disso, chegaram os zagueiros Fabian Schar e Federico Fernandez, o meia Ki Sung-yueng, o brasileiro Kenedy e os atacantes Salomon Rondon e Yoshinori Muto.

O maior investimento do clube nesta temporada foi justamente no atacante japonês. Os Magpies tiveram que pagar cerca de 9,5 milhões de libras ao Mainz 05.

A temporada pode ficar marcada pelo adeus de Rafael Benítez ao clube em que deu uma reviravolta em sua carreira.

Uma boa campanha pode ser fundamental para a permanência do espanhol. Mas, diante de uma liga com clubes poderosos e gastos astronômicos, a missão parece ser cada vez mais difícil.

A instituição Newcastle precisa do apoio de sua torcida e de comprometimento dos seus jogadores, agora mais do que nunca.

Leia mais: Veja 6 craques da Premier League entre os destaques do PES 2019