Emoção, futuro e substituto: tudo que Klopp disse na primeira entrevista após anunciar saída do Liverpool

6 minutos de leitura

Jürgen Klopp deixará o Liverpool ao fim da temporada. O anúncio foi feito pelo clube na manhã desta quinta-feira (26). Poucas horas depois, o treinador concedeu entrevista coletiva para falar sobre sua decisão e os próximos passos na carreira.

O alemão finalizará sua passagem por Anfield Road após oito anos à frente do clube. Contratado em outubro de 2015, Klopp chegou ao Liverpool com a missão de recolocar à equipe entre os maiores times do mundo. Ele cumpriu as expectativas e fez os Reds vencerem sete títulos em sua gestão.

Klopp abre o jogo sobre decisão de deixar o Liverpool

–Você percebe que não somos mais coelhos jovens e não saltamos tão alto quanto saltávamos. Não pensei nisso de propósito, simplesmente aconteceu. Este clube, especialmente com a equipa que temos, precisa de um treinador de topo ao seu nível. Quando não posso estar presente, tenho que contar a alguém. Contei a decisão ao clube e aos meus treinadores. Ainda acho que é a coisa certa a fazer.

‘Percebi que meus recursos não são infinitos'

Eu faço isso (ser técnico) há 24 anos e quando você tem carreira, você investe tudo que você tem. Percebi que meus recursos não são infinitos. Prefiro colocar tudo nesta temporada. Não sou mais jovem e não consigo pular tão alto quanto poderia, por exemplo.

‘Alívio' ao anunciar saída e foco total na temporada

–O alívio estava lá quando tomei a decisão e isso foi outra coisa que percebi, hoje está confuso mas não estou tão emocionado como estarei (quando acabar a temporada). Tive de contar aos proprietários, depois aos torcedores e aos jogadores. A reação dos jogadores foi excelente, muito boa. Depois de hoje não responderei mais perguntas sobre isso até o final da temporada. Tive que contar para outras pessoas esta semana e houve algumas lágrimas, mas isso é normal depois de tanto tempo juntos.

Klopp revela como jogadores reagiram ao anúncio

–Todos os jogadores com quem conversei e alguns outros depois disso. Os jogadores não tiveram muitas perguntas. Temos um vínculo muito forte. Somos profissionais. O acordo com os jogadores é de um ano. Estamos completamente nesteano e os meninos estão de muito bom humor (…) Não era como se os jogadores estivessem em festa quando contei, mas eles estavam treinando normalmente. É diferente de quando um técnico é demitido, ele simplesmente entra e se despede.

Klopp dispensa influência na escolha do novo técnico

–Por que eu deveria? Neste mundo, você tem alguns rostos que fazem coisas incríveis que você não vê com muita frequência. Parece que eu faço todo o trabalho, não consigo. O que construímos é uma estrutura incrivelmente forte nos bastidores. Muitas pessoas trabalham aqui com apenas uma ideia: encontrar o melhor para o Liverpool.

Billy Hogan, CEO do Liverpool, fala com emoção sobre saída de Klopp

É difícil colocar em palavras o quão significativo isso é. Quando Jürgen se juntou a nós, ele falou em deixar o clube em um lugar melhor do que o encontrou. Não há dúvida de que ele fez isso. A notícia é triste e tenho certeza que muitos dos nossos apoiadores compartilham dessa emoção. Trabalhamos lado a lado nos últimos nove anos e eu sabia que essa era uma decisão que ele havia tomado e na qual acreditou. Quando seu colega e amigo toma uma decisão como essa, você tem que respeitá-la.

Desgaste da rotina de trabalho foi crucial para decisão de Klopp

— O verão foi difícil. Estávamos trabalhando muito para trazer os jogadores certos. O verão e a preparação que tivemos foram excelentes. Isso me deu muita alegria. Mas não é sobre isso. Adoro a equipa e a forma como reagimos, mas é o que temos de fazer a seguir. O planejamento – a janela de transferência não é apenas a janela – você também precisa estar atento. Então percebi que isso é algo que não posso… fiz isso com tanta frequência. Seis conferências de imprensa por semana durante nove anos.

‘Estava 100% convencido que iriamos até 2026. Subestimei meus níveis de energia'

Eu sou quem sou e onde estou por causa de como sou. Se eu não puder mais fazer isso, diga às pessoas que eu paro. A ideia não foi minha quando assinei o novo contrato, estava 100% convencido de que iríamos para 2026. Subestimei meus níveis de energia como sendo infinitos. Sempre foi. Agora não é.

Klopp descarta culpa da direção por saída e não liga derrotas à falta de contratações

Seria fácil neste trabalho culpar os proprietários e dizer que a FSG deveria gastar mais… Nem sempre fiquei feliz com isso, mas eles construíram dois stands, este Centro AXA para os próximos 40/50 anos. Fizemos bem o “jeito Liverpool”, que eu adoro. O fato de não termos ganhado mais Champions e Premier Leagues não é questão de dinheiro. Conseguimos 97 pontos e 94 pontos e não ganhamos o campeonato ou não ganhamos mais Champions não foi devido à contratação de um jogador. Se você quer culpar alguém, culpe-me. Ter uma equipe que pudesse fazer tudo isso foi excepcional.

Em busca de descanso, Klopp promete ano sabático a qualquer custo

Nunca vivi uma vida normal. Isso é verdade. Passar três ou quatro semanas no verão foi antes suficiente, mas não mais. Nenhum clube, nenhum país para o próximo ano, nenhum outro clube inglês, posso prometer isso. Mesmo que eu não tenha nada para comer, isso não vai acontecer.

O que Klopp espera do futuro do Liverpool

–Quando eu disse ‘Liverpool 2.0' não me referia a mim para os próximos anos. Um técnico de ponta virá aqui, jogará um bom futebol. É um futuro maravilhoso pela frente, é tudo o que quero, não ser o passageiro que atrapalha esse processo–.

CEO desconversa sobre o novo treinador do Liverpool

–Do nosso ponto de vista, eu não gostaria de estabelecer uma expectativa ou número 1. A forma como operamos como clube é garantir que analisamos todas as informações e dados. Não posso me comprometer com um cronograma para isso. Isso continuará em segundo plano.

Klopp é irredutível sobre voltar atrás e seguir no Liverpool

–Não, nada. Mesmo se eu ganhasse tudo nesta temporada, isso não mudaria de ideia.

Klopp sente ser o momento certo para ‘passar o bastão'

–Eu tive que tomar a decisão. Eu pensei bem. É independente de qualquer tipo de resultado nesta temporada. O grande problema é que posso ver que há uma base muito boa para esta equipe. É por isso que é um bom momento para dá-lo a outra pessoa.

Klopp abre o coração ao torcedor do Liverpool

–Espero que vocês possam aceitar a decisão. Não estou com vontade de agradecer e farei isso – essas coisas vão acontecer. Mas agora é o resto da temporada. Sabemos que o mundo exterior quer que isso seja uma distração, mas é tudo sobre nós. Tudo está claro.

‘Não é cansativo, é instenso'

–Não foi cansativo, é intenso. Eu não tinha ideia do que esperar. Eu sabia do tamanho do clube. Este é o melhor clube do mundo, é excelente. Ser um Scouser honorário é uma das melhores coisas que eu poderia ter alcançado na minha vida.

Auxiliares de Klopp também deixam o Liverpool podem se tornar treinadores, diz Hogan

–Alguns querem seguir carreira gerencial e isso é algo que também entendemos. A equipe que Jürgen construiu é incrivelmente forte, mas há uma equipe enorme que ainda estará aqui para ajudar.

50 anos em 9?

Na temporada passada e há três anos, você pode contá-los como anos caninos. Se você olhar uma foto de 2015 e agora você diria: ‘São apenas 9 anos de diferença!?

Klopp fala se seguirá como treinador de futebol

–Eu não pensei sobre isso. Vou encontrar coisas para fazer. Ninguém precisa se preocupar com isso.

Em atualização

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.