Emiliano Buendía, a grata surpresa do lanterna Norwich

Mesmo na lanterna, existe uma boa notícia, de origem latina, no Carrow Road

Emiliano Buendía, a grata surpresa do lanterna Norwich
Adrian Dennis/AFP

O Norwich City bem que tenta, mas não consegue converter seu desempenho dentro de campo e sua corajosa proposta de jogo propositivo em vitórias. Todavia, nem tudo é ruim nos Canários. Por isso, a PL Brasil preparou uma análise do destaque argentino Emiliano Buendía.

Quem é Emiliano Buendía, a surpresa do Norwich?

É possível ver bons talentos na equipe treinada pelo alemão Daniel Farke. Todd Cantwell, Teemu Pukki e Emiliano Buendía são exemplos disso. O último, talentoso atacante, destaca-se pela capacidade desarmar os adversários e distribuir a bola para seus companheiros.

Trata-se de um jogador que caso seja lapidado ao longo da sua evolução futebolística pode se tornar perigosíssimo. Principalmente por reunir características preciosas num futebol que cada vez mais privilegia jogadores que consigam exercer pressão na saída de bola defensiva do adversário.

Além disso, Buendía apresenta agilidade e habilidade para realizar a transição ofensiva com muita qualidade, como é feito com excelência pela trinca ofensiva do Liverpool.

Não à toa, Emiliano Buendía é o atacante com mais desarmes na temporada 2019/2020 da Premier League (57, 16º no ranking geral de desarmes e com três a mais que o brasileiro Richarlison, do Everton), sendo também o líder dos Canários no quesito, mesmo a equipe sendo apenas a 12ª com mais desarmes até aqui (418, 76 a menos que o time que mais desarmou na temporada, o Leicester).

Daniel Leal-Olivas/AFP

Buendía reúne características claras de um winger argentino. Dribles rápidos, passes curtos, boa capacidade de triangulação, incisivo e fatal quando ataca na diagonal vindo da direita para o centro. Possui ainda um bom controle de bola e a versatilidade de atuar tanto como meia ofensivo central, como ponta esquerda ou ponta direita.

Sua visão de jogo é bem interessante para passes em profundidade. Essa qualidade é fundamental para explorar o bom posicionamento e o movimento de desmarque de Pukki.

Leia mais: Conheça Teemu Pukki, o “GOAT” finlandês e artilheiro do Norwich

Ou seja, Buendía é um jogador que tem um bom QI técnico a ser evoluído durante a carreira. Apenas Kevin De Bruyne executou mais passes para finalizações na temporada (68 do argentino contra 88 do belga do Manchester City).

Além disso, o camisa 17 do Norwich tem sete assistências na temporada. No quesito, está à frente de craques como David Silva, Heung-Min Son e Mohamed Salah, comprovando o quão especial tem sido a sua temporada.

Emiliano ainda pode trabalhar mais a sua finalização para que consiga ser ainda mais mortal nas transições. Além disso, sua capacidade de sair da pressão ainda causa alguns erros que podem causar contra-ataques dos adversários. Sua disciplina tática também pode ser aprimorada, pois se perde em alguns momentos no excesso de movimentação, prejudicando seu posicionamento.

Nathan Stirk/Getty Images Sport
Leia mais: A epopeia do Norwich na Copa da Uefa 1993/1994

Embora não tenha feito nenhum gol na temporada 2019/2020, o argentino ainda é o terceiro com mais dribles bem sucedidos (83, atrás apenas de Wilfried Zaha, com 120 e Adama Traoré, com 132), sendo uma referência técnica que tem tudo para conseguir migrar para algum time do Big 6 da Premier League. Podemos estar assistindo o nascimento de mais um talentoso atacante argentino.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube
  • Conheça os piores donos do futebol inglês