Dupla de Vini Junior e Benzema roubam a cena no Real Madrid… Jogadores devem assumir ainda maior protagonismo?

Decerto, o Real Madrid depois de uma era da qual conquistou quatro UEFA Champions League em cinco anos e manteve uma base de jogadores que figuram entre os melhores de sua geração. Ademais, no contexto atual, a realidade do clube merengue é de transição e renovação, que, de fato, se passa pela ótima fase de Karim Benzema e Vinicius Junior. Por fim, confira abaixo a análise da coluna Conceito Premier.

DA ERA DE OURO AO MOMENTO DE RENOVAÇÃO

Em síntese, algumas das principais referências daquele esquadrão não jogam pelo Real Madrid ou estão em fase descendente da carreira. Em suma, na defesa: Keylor Navas, Sergio Ramos e Raphael Varane já não fazem parte do elenco. Todavia, Marcelo e Dani Carvajal já não demonstram o mesmo vigor físico e técnico de antigamente.

Além disso, no ataque: para muitos, o maior jogador da história do Real Madrid também não faz parte do clube merengue desde 2018. Com certeza, Cristiano Ronaldo foi, sem duvidas, a maior das referências citadas acima e deixou uma lacuna sem precedentes com a sua saída.

Entretanto, a trio de meio-campistas Casemiro, Toni Kroos e Luka Modric permaneceram e muitos torcedores e analistas chegaram a pensar que, com a saída de Cristiano Ronaldo, esses jogadores pegariam o cajado que era de CR7. No entanto, obviamente, isso não aconteceu.

Aliás, o perfil de jogo de Kroos e Modric não se enquadram como jogadores decisivos. Em suma, eles foram e ainda são uns dos melhores de sua geração no quesito: controle de posse e a incrível capacidade de articulação e armação de jogo. Portanto, a maneira de funcionamento do jogo desses meias se complementava com a absurda capacidade de Cristiano de concluir essas jogadas em gol.

Karim Benzema: impacto imediato e a resposta aos críticos 

Em outra via, outro jogador permaneceu em Madri. De fato, um dos nomes mais cruelmente questionados: Karim Benzema. Em síntese, na era de ouro do trio BBC, o jogador foi fundamental para o funcionamento da engrenagem dessa ataque. Armava jogadas de trás, se sacrificava taticamente na fase defensiva e também abria espaço para Bale e Ronaldo brilharem.

A saber, depois da saída de Cristiano e a queda brusca de Bale, o impacto de Karim ao elenco madridista foi imediato. Em termo de comparação, na La Liga 2017/18 (a ultima ao lado de CR7), Benzema jogou 32 partidas e marcou apenas cinco gols e deu dez assistências. Por outro lado, já na temporada seguinte (sem Cristiano), o francês jogou 32 jogos pela La Liga e obteve a incrível marca de 21 gols e seis assistências.

Ou seja, o impacto de Benzema foi imediato após a saída do principal jogador da década madridista. Além disso, a falta que este fez ao Cristiano Ronaldo (dada a dificuldade que CR7 encontrou em sua passagem pela Juventus) foi mostrada escancaradamente a todos. Portanto, aqueles que o julgavam como o patinho feio da foram calados e hoje, de fato, desfrutam o francês ainda atuar em alto nível tanto no Real Madrid quanto na seleção francesa.

Vinicius Jr: entre altos e baixos 

Ademais, em 2018, no mesmo ano em que o Real Madrid venceu sua ultima Orelhuda e viu a ultima dança de Cristiano Ronaldo pelo clube merengue, uma joia brasileira foi comprada junto ao Flamengo por 45 milhões de euros. Decerto, Vinicius Junior chegou com a alcunha de jovem promessa e com grande expectativa da parte dos brasileiros.

A saber, Vini fez atuações brilhantes como no El Classico, com o Santiago Bernabeu lotado, onde abriu o placar sendo assistido por Cristiano Ronaldo. Além disso, fez belo gol em cima do poderoso Liverpool, em uma quartas de final de UEFA Champions League. No entanto, ainda é discutido a falta de pontaria em frente ao gol e as tomadas de decisões para finalizar suas jogadas. Contudo, nesta temporada parece que o ex-Flamengo virou a chave.

Karim Benzema e Vinicius Junior: um inicio meteórico e o tão desejado protagonismo no maior de Madrid

A princípio, o início da temporada 2021/22 da dupla Benzema e Vini Jr está sendo espetacular. Em suma, os dois têm números impressionantes e que marca um inicio de um protagonismo da qual faltava para o clube merengue. Juntos, a dupla já soma um total de 11 gols e sete assistências na atual temporada.

Certamente, depois de ambos jogarem por duas temporadas juntos, a dupla se tornou mais madura, principalmente Vinicius Junior. A Cada atuação nesta temporada mostrou capacidade e aprimoramento em suas tomadas de decisão, se deixando ser mais frio diante o gol, que agora parece estar maior em frente o atacante. Por outro lado, Benzema é a referência técnica do ataque merengue, passa total tranquilidade aos companheiros e facilita as ações de quem está ao seu redor.

Nesse ínterim, o Real Madrid, no atual contexto de renovação, vai se mostrando paciente e contratou novamente o homem que o levou à La Decima. Dessa forma, Ancelotti mostrou grande habilidade em desenvolver os jovens jogadores em seu ultimo e bom trabalho no Everton. Ademais, vem dando espaço e confiança a Vinicius Junior, assim como ao Rodrygo, Valverde e Camavinga.

Por fim, essa temporada parece ser o início de uma grande dupla que está fazendo a diferença. Além disso, Vinicius Junior e Karim Benzema estarão à frente de um Real Madrid que busca novamente o protagonismo na UEFA Champions League. E mais, a maturação do coletivo madridista nesse início de temporada potencializa ainda mais os dois craques. Os dois, com certeza, em uma fase mais aguda e decisiva da temporada poderão desequilibrar em todos os cenários possíveis.