Douglas Luiz vive desafio com exigências de técnico do Aston Villa

6 minutos de leitura

Douglas Luiz assumiu a função de ser o homem de referência de Unai Emery, o que aumentou a exigência sobre ele no Aston Villa. Talvez isso explique a queda de desempenho do brasileiro ultimamente.

— Ele perdeu as duas primeiras bolas no segundo tempo e eu disse a ele: “Por favor, Douglas, você é um jogador-chave para mantermos a confiança jogando em nosso estilo”. Ele (então) assumiu o controle do jogo com suas habilidades e nos deu confiança — disse Emery após a vitória em casa por 4 a 2 em fevereiro contra o Nottingham Forest.

O mesmo aconteceu na vitória por 3 a 2 sobre o Burnley em dezembro do ano passado. “Ele cobrou dois escanteios muito ruins, então eu estava pensando, “OK, você tem que corrigir isso agora”, disse Emery.

Em outra ocasião, o treinador do Aston Villa abriu a mão após uma coletiva de imprensa pós-jogo, relembrando recentes atuações de Douglas Luiz, citando três exemplos.

— Contra o Nottingham Forest, eu esperava mais dele com a bola quando tínhamos a posse. Wolverhampton, Alkmaar e Nottingham são três exemplos de onde ele poderia fazer mais — afirmou o técnico.

O episódio mais recente de cobrança de Unai sobre Douglas Luiz foi na derrota do Aston Villa para o Olimpiacos nessa quinta-feira (2) no Villa Park, pela Conference League. No primeiro tempo, quando a partida ainda estava 2 a 0 para o time visitante, o treinador espanhol foi visto gritando com o meia na beira do gramado.

Douglas Luiz ainda perdeu um pênalti no segundo tempo do jogo, que poderia diminuir a diferença de 4 a 2. Na coletiva após a partida, Unai explicou o que havia dito para o brasileiro.

“Você é a nossa luz. Fique com a bola, fique com a bola! Precisávamos que ele tivesse responsabilidade e confiança.”

O site britânico “The Athletic” publicou um texto em que mostra como as exigências de Emery se sobrepõem à admiração pelas habilidades do meio-campista. O espanhol sente que precisa pressionar Douglas Luiz para manter o progresso do jogador.

Douglas Luiz comemora em jogo do Aston Villa
(Foto Icon Sport)

A responsabilidade de Douglas Luiz cresceu devido à sua influência e também por ter que lidar com lesões de companheiros. Desde que o companheiro de meio de campo Boubacar Kamara rompeu o ligamento cruzado anterior em fevereiro, o brasileiro foi escalado para jogar com mais profundidade. Assim, Emery quer a cria do Vasco como um meio-campista versátil.

Douglas Luiz está progredindo muito como meio-campista. Ele está somando gols e entrando na área. Ser exigente com ele é sempre meu desafio. O compromisso dele com a equipe está aumentando e gosto de como ele tem se comportado, não só nos jogos, mas também nos treinos. Quero observar o desempenho dos jogadores em cada treino, tentando melhorar e aprender — declarou Emery.

A função que Douglas Luiz carrega é clara. Ele é o principal cobrador de bolas paradas e de pênaltis (entre os seis melhores meio-campistas para passes de bola parada que levam a um gol. O capitão do Aston Villa, McGinn, descreveu o brasileiro como “de classe mundial”.

De modo geral, o desenvolvimento de Douglas Luiz continua numa crescente. O brasileiro soma nove gols e cinco assistências na Premier League e é líder de participações em gols do time em todas as competições — nove gols e seis assistências. Na temporada passada, o meia estufou as redes apenas três vezes e deu dois passes para gol.

Douglas Luiz voltou à seleção brasileira e ganhou os prêmios no Villa de jogador da torcida e também da temporada 2022/23, enquanto o Arsenal continua de olho no jogador. Porém, as várias tarefas do jogador parecem ter cobrado seu preço.

Excesso de cartões

O brasileiro tem feito faltas desnecessárias. Recebeu o 10º cartão amarelo aos 97 minutos contra o Brentford e foi suspenso por dois jogos. Emery disse quando questionado sobre a suspensão. “O controle das emoções é muito importante”.

A crescente propensão de Douglas Luiz para cartões é um sinal do que Emery deseja de seus dois meio-campistas defensivos quando estão sem a posse de bola. Tem que antecipar a marcação para contra-atacar, ter fôlego para cobrir grandes espaços e disciplina posicional na defesa.

Douglas Luiz se tornou o primeiro jogador do Aston Villa a criar 50 chances na Premier League nesta temporada e apenas o quarto em uma única campanha desde a promoção em 2019.

Ele registrou o maior número de ações que resultaram em chute que qualquer jogador do Aston Villa, ao mesmo tempo em que realiza o maior número de toques e realiza o maior número de passes no terço final. Além disso, ele se tornou o primeiro jogador do elenco a chegar a 150 jogos na Premier League.

— Unai juntou características e minha vontade de jogar com mais liberdade, no box to box. Gosto da posição que jogo. Os números mostram que desde que o Unai chegou, tenho feito mais dessas coisas. Confio na opinião dele — disse Douglas Luiz.

Douglas Luiz deixará o Aston Villa?

Douglas Luiz
Douglas Luiz pelo Aston Villa (Foto: Icon Sport)

De acordo com o “The Athletic”, quatro ofertas do Arsenal para Douglas Luiz foram rejeitadas em agosto de 2022, quando o Aston Villa já havia contratado seu sucessor, Morgan Sanson, do Olympique de Marselha. Enquanto isso, o clube inglês esperava que o Manchester City ativasse sua cláusula de recompra de 30 milhões de libras.

Sem sucesso nas negociações com Arsenal e Manchester City, Douglas Luiz assinou um contrato de quatro anos em 2022. Mas a janela do meio do ano se aproxima e o brasileiro será alvo de gigantes europeus. Vender um jogador com tamanho talento geraria muito dinheiro ao Aston Villa, ainda mais pensando nas regras financeiras da Premier League.

Ao mesmo tempo, o Aston Villa mostra evolução a cada temporada. Depois de se classificar para a Conference League na temporada passada, os comandados de Emery brigam por uma vaga na Champions League e podem sonhar alto em 2024/25, contando com Douglas Luiz como protagonista.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.