A afirmação de Douglas Luiz em sua primeira temporada no Villa

Volante brasileiro é um dos principais nomes do elenco do Villa

0
1004
douglas luiz villa
ADRIAN DENNIS/AFP via Getty

Douglas Luiz causou uma boa impressão em sua primeira temporada pelo Aston Villa. Em uma Premier League marcada pela luta contra o rebaixamento, o Villa dependeu de destaques individuais para a permanência. O meio-campista brasileiro foi um deles, assumindo a titularidade.

Vendido pelo Manchester City por 16 milhões de euros, Douglas foi a terceira contratação mais cara do Aston Villa para a temporada 2019/2020. Lá, o jogador fez uma temporada consistente como titular, assumiu a posição de volante do time e acumulou três gols e duas assistências. 

Apesar de os números serem baixos, não são indicadores de que tenha feito uma temporada ruim. Pelo contrário: destacou-se pela equipe e ainda conquistou sua primeira convocação para a seleção brasileira, em outubro de 2019. 

Consolidação de Douglas Luiz como titular

A temporada 2019/2020 serviu para que o brasileiro, revelado pelo Vasco da Gama, conseguisse uma sequência maior como titular no futebol europeu. Nos dois anos anteriores, durante empréstimo ao Girona, da Espanha, Douglas Luiz alternava entre o time titular e o banco de reservas. Por consequência, teve apenas 16 jogos como titular na temporada de 2018/2019 da La Liga.

Na última Premier League, entretanto, disputou um total de 36 partidas, começando entre os 11 principais por 28 vezes. Terminou como o terceiro jogador do Aston Villa com mais minutos jogados no campeonato, atrás apenas de Tyrone Mings e Jack Grealish.

Leia mais: Aston Villa na PL 2019/2020: muito investimento e pouco futebol

Função dentro de campo

O volante brasileiro conseguiu demonstrar suas melhores qualidades na Premier League: bom passe e controle de bola. Em números, foi o terceiro jogador da equipe que mais acertou passes: 984 passes certos em 1216 tentativas, resultando em uma precisão de 80,9% no fundamento.

A principal área de atuação de Douglas Luiz foi na transição para jogadas ofensivas do Villa. Contribuiu na ligação entre defesa e ataque, abrindo espaços e facilitando o apoio de outros jogadores mais ofensivos, como Jack Grealish e Trezeguet.

Não fazia a função de entrar na área como opção de ataque, mas sim ajudava a levar a bola antes de situações perigosas. Foi o líder isolado do time em passes que chegavam ao último terço do campo, com 114 — Grealish, o segundo na estatística, teve 95. Não foi o atleta que mais criou situações de chutes, mas levava a bola para seus companheiros desempenharem a criação.

Na reta final do campeonato, Douglas teve que priorizar a sua participação defensiva, atuando como um protetor da área. Antes da parada causada pela pandemia, a equipe sofria uma média de 2,64 gols por jogo; depois da parada, esse número diminuiu para 1,1 gol por jogo. Portanto, a mudança de foco defensivo foi essencial para a permanência do Villa.

Partidas de destaque

douglas luiz villa
ADRIAN DENNIS/AFP via Getty

O jogador não teve muitos gols ou assistências na temporada, mas conseguiu aparecer em momentos muito importantes. Pela 21ª rodada, enfrentando o Burnley fora de casa, Douglas Luiz deu a assistência para o gol da virada do Villa, marcado por Jack Grealish. Com a vitória, e equipe deixava a zona de rebaixamento naquele momento.

Douglas ainda balançou as redes em um confronto direto contra o Watford. Jogando em casa, pela 24ª rodada, o meio-campista fez o gol do empate do Aston Villa e o jogo terminou em vitória por 2 a 1. No final do campeonato, a diferença entre o Villa e o rebaixado Watford foi de apenas um ponto, justificando a importância dessa partida.

Leia mais: Guia do Aston Villa na Premier League 2020/2021

Não há posts para exibir