Didier Deschamps em vantagem para negociar com a França em 2023

1 minuto de leitura

O resultado da França neste sábado (10) diante da Inglaterra deu ao treinador Didier Deschamps uma vantagem para negociar sua permanência em 2023. A vitória nas quartas de final da Copa do Mundo colocou os Le Bleus na semifinal do Mundial no Catar. Portanto, eles estão automaticamente entre as quatro melhores seleções e entram fortes pelo bicampeonato.

Deschamps tem vantagem em negociação

Didier Deschamps
Foto: Divulgação / getty images

Antes da Copa do Mundo começar o presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF) deu uma declaração sobre a permanência de Didier Deschamps para 2023. Noël Le Graët garantiu que se a França chegasse às semifinais do Mundial, o treinador estaria em vantagem para negociar. Já se não chegasse ao top 4, a vantagem seria da seleção.

“NÓS DOIS CONCORDAMOS QUE NOS VEREMOS LOGO APÓS A COPA DO MUNDO. SE CHEGARMOS ÀS SEMIFINAIS, A ESCOLHA É DELE. SE ELE SE SENTIR MOTIVADO A CONTINUAR, NEM HAVERÁ DISCUSSÃO SOBRE ISSO PORQUE ELE TERÁ CONQUISTADO. SE NÃO ESTIVERMOS ENTRE OS QUATRO ÚLTIMOS, TEREMOS QUE CONVERSAR SOBRE ISSO… NESSE CASO, EU ESTOU EM VANTAGEM”, EXPLICOU NOËL AO PORTAL L'equipe.

Agora com a França na semifinal, como o presidente havia condicionado, Didier Deschamps vai poder praticamente escolher se fica ou não. O ex-jogador está no comando da seleção desde 2012, completou 10 anos de trabalho na metade deste ano. Assim, se ele assinar a renovação contratual, poderá dirigir o time na Eurocopa 2024, a qual eles buscam o título.

Mas antes de iniciar as conversas Didier Deschamps leva sua equipe triunfalmente ao caminho do seu segundo título de Copa do Mundo seguido, o que seria o terceiro em sua história. Em 1998, o técnico estava em campo como jogador, o que quer dizer que ele participou de todos os títulos mundiais dos Le Bleus até aqui, e pode participar do terceiro.

A semifinal da Copa do Mundo 2022 será na quarta-feira (14) e a França enfrenta o Marrocos a partir das 16h (horário de Brasília). Didier Deschamps participou da comemoração após a vitória sobre a Inglaterra, mas já concentrou o time para mais uma decisão.

E se Deschamps sair?

Caso o técnico Didier Deschamps, em conversas com FFF, decisa sair da França, há um nome favorito. Zinédine Zidane é o principal nome para assumir a seleção nacional após fazer história como técnico do Real Madrid ao ganhar três Champions League. No meio do ano ele recusou um convite do PSG acreditando que a proposta da seleção viria após a Copa do Mundo.

Caian Oliveira
Caian Oliveira

Jornalista. Coordenador especialista em palpites, prognósticos e conteúdo para SEO da PL Brasil.