“Definitivamente preciso marcar mais gols”, diz McTominay em entrevista

“Definitivamente preciso marcar mais gols”, diz McTominay em entrevista
Foto: Reprodução/ Twitter

Em entrevista, o volante do Manchester United, McTominay, falou sobre suas funções em campo. Ademais, revelando as diferenças entre atuar pela seleção e pelos Red Devils.

MCTOMINAY, DONO DO CAMPO NO MANCHESTER UNITED

Escocês de 25 anos e revelado pelo time de Manchester, McTominay vem ganhando uma importância muito grande para a equipe desde da última temporada. Dessa forma, se firmando na equipe titular a cada jogo que passa. Na clube desde 2012, o volante fez sua estreia no profissional em 2017, com o treinador José Mourinho, contra o Arsenal pela Premier League.

Em 2018, o jogador teve seu contrato renovado até 2023. Até aqui o volante soma 155 jogos com a camisa dos Diabos Vermelhos, 16 gols e 3 assistências.

Na base, McTominay sofria muito com lesões, porém quando chegou ao profissional esse problemas parou de ocorrer. Dessa forma, ganhando muitos minutos, confiança e experiência dentro do clube. Em sua primeira temporada foram 19 atuações. Já na temporada passada foram 49 partidas sendo 37 como titular da equipe.

IMPORTANTE PARA A EQUIPE E FUNDAMENTAL PARA O JOGO

Conhecido como o volante Box to BoxMcTominay tem muita mobilidade, apoio, coberturas, capacidade de sair da pressão e fazer o time jogar. Dessa maneira, ao lado do brasileiro Fred, tem um papel fundamental para os jogadores de ataque terem mais liberdade e menos desgaste na hora da composição da equipe para marcar.

Com Ralf Rangnick, vem ganhando ainda mais protagonismo na equipe. Já que o treinador alemão exige muita intensidade e volume de jogo. Com as características de McTominay cada vez mais o jogador ganha mais importância para o time.

ENTREVISTA DE MCTOMINAY:

Razoavelmente simples, para ser justo”, respondeu ele, quando perguntado como ele e seus companheiros de equipe se adaptaram às suas novas funções e sistema. “Não era como se fosse algo que qualquer um de nós não tivesse feito antes.

“Ele não está nos pedindo para jogar completamente fora de posição ou fazer coisas diferentes que não estamos acostumados no campo de futebol.

“Muito disso são os fundamentos e os valores centrais do futebol, que são os princípios dele [de Ralf] como técnico”.

Mas como é mudar de meio-campista do United para zagueiro do time de Steve Clarke?

“Sim, é muito, muito parecido,” Scott respondeu. “Sempre que você joga como dois para o Man United, você sai para os dois lados dos zagueiros para pegar a bola.

“É como jogar do lado direito de um três para a Escócia, então você já está lá. Existem muitas semelhanças em termos de onde você pega a bola e onde você pode dirigir com a bola e realmente comprometer os jogadores, chegando ao terço final e jogando seus passes, marcando gols e criando assistências.

“Para mim, gosto de futebol todos os dias. Isso faz parte da minha vida, não faço nada diferente de quando era criança: apenas jogo futebol. Todas essas formações e táticas diferentes, ainda é sobre aproveitar e sorrir também.”

FASE ARTILHEIRA

“Para mim, definitivamente preciso marcar mais gols. Eu preciso ser o cara que pode marcar de bola parada e marcar com a minha cabeça. Isso é algo que eu definitivamente olho.

“No ano passado, marquei sete gols, então obviamente quero vencê-lo este ano e quero continuar avançando para a área.

“Como eu disse, diferentes formações podem não permitir que você entre na área, mas ainda ser uma ameaça e jogar os passes para ajudar os meninos da frente, como contra o Middlesbrough, foi importante para mim. Como eu disse, nós só queremos continuar melhorando como um grupo.”