De Zerbi dispara após expulsão de jogador do Brighton: ‘Não gosto de 80% dos árbitros’

4 minutos de leitura

O Brighton ficou no empate em 1 a 1 com o Sheffield United nesse domingo (12), mas Roberto De Zerbi ficou enfurecido no decorrer da partida. O treinador não concordou com algumas decisões tomadas pelo árbitro John Brooks e não escondeu a indignação em campo, chegando a receber o cartão amarelo.

Um dos lances mais polêmicos foi a expulsão de Mahmoud Dahoud. O jogador do Brighton deu uma entrada forte em Ben Osborn e recebeu o vermelho direito, deixando o gramado ainda aos 24 minutos do segundo tempo.

Na coletiva depois do jogo, De Zerbi concordou com a expulsão do jogador de sua equipe. No entanto, criticou as atitudes da arbitragem e o comportamento dentro de campo.

Não gosto de 80% dos árbitros ingleses“, declarou o treinador.

Entretanto, ao ser questionado sobre as medidas que podem ser tomadas para que a arbitragem possa melhorar, De Zerbi optou por não comentar. O treinador afirmou que prefere pensar apenas nos seus jogadores e que esse não é o seu trabalho.

De Zerbi se junta a outros treinadores e critica o VAR da Premier League

O árbitro John Brooks não foi o único criticado por De Zerbi. O treinador não escondeu a irritação com a Premier League, principalmente nas decisões tomadas pelo VAR. O comandante do Brighton afirmar que está trabalhando na Inglaterra e irá comentar apenas sobre os árbitros do país.

Segundo o treinador, as competições ingleses são as únicas onde as decisões são tomadas pelos árbitros de vídeo sem terem a certeza se estão corretas ou não. “Em outros países, você tem que ter 100% de certeza. Na Inglaterra não. Não consigo entender“, completa De Zerbi.

Na temporada passada, PGMOL enviou três pedidos de desculpas ao Brighton por chamadas incorretas dos árbitros de vídeo. Os lances são a não marcação de pênalti em Mitoma contra o Tottenham, gol anulado de Estupinan e linhas de impedimento não traçadas contra o Crystal Palace, além do cartão vermelho não ter sido mostrado para Fabinho no duelo diante do Liverpool.

O treinador do Brighton não é o primeiro a criticar o VAR na Premier League. Ainda na 12ª rodada da Premier League, Thomas Frank, técnico do Brentford, afirmou em entrevista que Wataru Endo, do Liverpool, deveria ter recebido o cartão vermelho em falta cometida em Norgaard.

Recentemente Mikel Arteta se revoltou com a validação do gol de Anthony Gordon na derrota para o Newcastle. O treinador desabafou que estava envergonhado pela decisão da arbitragem.

Na atual temporada, a PGMOL enviou um pedido de desculpas ao Liverpool. O órgão admitiu o erro na anulação do gol de Luis Diaz contra o Tottenham. Os Reds perderam por 2 a 1, mas o placar estava em 0 a 0 quando o atacante balançou as redes.

Gabriel Lemes
Gabriel Lemes

Me formei em Jornalismo pela Univap em 2019 e sou redator da PL Brasil. Já escrevi para o Quinto Quarto, Minha Torcida, Futebol na Veia e Portal Famosos.