De São Paulo a Leicester: Por que jogar na Championship é um bom negócio para Beraldo

6 minutos de leitura

O zagueiro Lucas Beraldo pode se tornar o próximo brasileiro a jogar na Inglaterra. No entanto, o destino do defensor não seria a Premier League, e sim a Championship — segunda divisão local. O Leicester é o grande favorito a contar com os serviços da promessa de 20 anos.

De acordo com o “Ge”, o campeão inglês de 2016 comunicou ao São Paulo que irá cobrir a oferta do Zenit pelo zagueiro. Os Foxes estão dispostos a pagar 20 milhões de euros (R$ 107 milhões) pelo passe do jogador, o que seria a maior venda da história de um zagueiro no Brasil.

Se aceitar, Beraldo estará fazendo um belo negócio, pois jogar no Leicester, mesmo na segunda divisão, pode ser o grande acerto da carreira do jogador. A PL Brasil te explica por que.

Beraldo pode ter período de adaptação e Premier League em breve

Caso seja contratado em janeiro, Beraldo jogará a segunda metade da temporada europeia. E, provavelmente, as últimas rodadas do Leicester na Championship. O time azul foi rebaixado na última temporada, mas está voando na segunda divisão e deve subir sem sustos. A equipe tem 52 pontos em 21 jogos e ocupa a liderança, com dez de vantagem em relação ao Leeds, terceiro colocado. Os dois primeiros sobem de maneira automática.

Beraldo chegaria com prazo de validade na divisão de acesso. Mais do que isso, o defensor teria um período de seis meses em um nível técnico menor para se adaptar ao futebol inglês e ao país. Pode ser uma experiência melhor do que chegar de cara à Premier League.

Exemplos de João Pedro e Gabriel Sara mostram que a Championship é um trampolim

Outros bons exemplos mostram que a Championship é uma experiência válida. Até porque a segunda divisão da liga inglesa é mais forte do que vários primeiras divisões do futebol mundial. O torneio foi avaliado como a sétima liga nacional com maior valor de mercado em fevereiro de 2023, pela Pluri Consultoria.

Jogadores brasileiros vêm mostrando como esse caminho pode ser proveitoso. João Pedro deixou o Fluminense rumo ao Watford, um dos times mais instáveis do futebol inglês. Por lá, o atacante jogou Premier League e Championship, mas foi na segunda divisão que ele se adaptou de vez ao país e se consolidou.

De inglês fluente, o centroavante foi contratado pelo Brighton na atual temporada e tem 11 gols no novo clube. Em entrevista exclusiva à PL Brasil, João Pedro destacou a importância de ter passado pela divisão de acesso, como pode acontecer com Beraldo.

 –Não foi fácil (jogar a Championship com o Watford), mas eu acho que nada que é fácil na vida é tão gostoso quanto essa sensação que estou tendo agora. Então, acho que serviu de aprendizado–, comentou.

Cria de Cotia, Gabriel Sara também é um jogador que tem usado a segunda divisão para desenvolver. Ele chegou ao Norwich na última temporada e hoje é um dos craques do time. Em 2023/24, ele tem cinco gols e oito assistências. Dificilmente o brasileiro permanecerá no clube no próximo ano. Equipes maiores da Premier League já demonstraram interesse pelo jogador.

Swansea City v Norwich gabriel sara
Gabriel Sara vive bom momento pelo Norwich (Foto: IconSport)

O lateral-direito Vitinho, revelado pelo Cruzeiro e hoje no Burnley, também declarou em entrevista exclusiva à PL Brasil que se assustou com o nível da Championship. Ele foi jogar no time de Kompany na temporada 2022/23, na qual terminou campeão da segunda divisão.

Vou falar a verdade: antes de chegar na Inglaterra, eu não acompanhava a Championship. E, quando eu cheguei, me assustei. Pelo nível que são os jogos e os clubes. São 46 jogos (na temporada regulamentar) e acho que só uma vez jogamos num campo mais ou menos. Todos os outros eram tops — afirmou ele.

Vitinho também disse que a Championship é “totalmente diferente do Brasileirão”, com “mais correria e duelos”. “Um brasileiro ir para a Championship, principalmente os mais novos, é um belo campeonato para você se adaptar. Vai aprender bastante, ver como é a Inglaterra. Claro que não é a Premier League, mas dá para sentir como é“, completou ele.

Leicester é porta de entrada para os gigantes ingleses

O Leicester é um dos clubes que mais negocia jogadores com os gigantes da Premier League. A equipe tem um ambiente completamente favorável ao crescimento dos atletas para vendas futuros. Já existe uma espécie de “grife” para verificar os ativos dos Foxes. Afinal, a maioria vendida deu resultado.

Isso é um ponto a ser analisado por Beraldo. O jovem do São Paulo chegou a ser sondado pelo Liverpool, mas as negociações não evoluíram. No King Power Stadium, o jogador estará sendo visto a todo momento pelos maiores times da Inglaterra e do mundo, com a facilidade de estar desempenhando no mesmo país. Uma porta aberta para uma transferência futura.

Jogadores vendidos pelo Leicester para times do Big-Seven desde 2016

  • N’Golo Kanté – Chelsea
  • Danny Drinkwater – Chelsea
  • Riyad Maherez – Manchester City
  • Harry Maguire – Manchester United
  • Ben Chilwell – Chelsea
  • Wesley Fofana – Chelsea
  • James Maddison – Tottenham
  • Harvey Barnes – Newcastle
Maguire Leicester
Maguire em ação pelo Leicester (Foto: Icon Sport)

Beraldo tem fundamento para escolher o Leicester, caso o São Paulo acerte a venda. Não há o que temer. Tudo indica que a divisão de acesso seria apenas uma escada para o zagueiro brasileiro atingir o ápice do futebol mundial.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.