Sem Cristiano Ronaldo, Portugal atropela Luxemburgo com maior goleada da sua história

5 minutos de leitura

A seleção de Portugal goleou Luxemburgo por 9 a 0 nas Eliminatórias para a Eurocopa 2024, nesta segunda-feira (11). Sem Cristiano Ronaldo em campo, Gonçalo Inácio, Gonçalo Ramos, Diogo Jota, Ricardo Horta, Bruno Fernandes e João Félix garantiram a vitória dos portugueses e quebraram uma sequência dos luxemburgueses de três jogos sem perder.

O resultado marca a sexta vitória seguida de Portugal, que chega a 18 pontos na tabela do grupo J, e a maior goleada de sua história. A última vez que a seleção perdeu foi nas quartas de final da Copa do Mundo do Catar, em 2022, quando Marrocos venceu por 1 a 0 e mandou os europeus pra casa mais cedo.

Noite de Gonçalo: zagueiro artilheiro e reforço do PSG dão show

Luxemburgo chegou ao confronto com uma boa sequência de três vitórias nas Eliminatórias da Eurocopa, contra Islândia, Bósnia e Herzegovina e Liechtenstein. A última derrota do país foi justamente contra Portugal, que goleou por 6 a 0 na segundada rodada do torneio.

Os portugueses decidiram repetir o feito e não tomaram conhecimento de Luxemburgo. O primeiro gol saiu aos 12 minutos, quando Gonçalo Inácio recebeu o lançamento de Bruno Fernandes na área e cabeceou para as redes.

Aos 17 minutos, dessa vez com assistência de Bernardo Silva, Gonçalo Ramos chutou a bola no lado direito do gol, sem chances de defesa para o goleiro Moris. O camisa 9 foi escalado com a missão de substituir Cristiano Ronaldo, que não foi relacionado por ter levado o terceiro cartão amarelo na vitória por 1 a 0 contra a Eslováquia, na última sexta-feira (8).

Com 33 minutos, o substituto de CR7 mostrou a que veio e marcou um golaço. O recém-contratado pelo PSG recebeu o passe de Rafael Leão, girou, driblou o defensor de Luxemburgo e finalizou de perna esquerda.

Ainda nos acréscimos do primeiro tempo, o zagueiro-artilheiro do Sporting marcou mais um. Gonçalo Inácio avançou em direção à área, venceu a marcação e mandou uma bomba para o fundo das redes.

Diogo Jota e Bruno Fernandes ajudam a ampliar goleada de Portugal

Depois de um primeiro tempo cheio de participações da Premier League nas assistências, chegou a vez de um atleta da liga inglesa deixar o seu.

Com 12 minutos na segunda etapa, Bruno Fernandes deu sua terceira assistência. O capitão do Manchester United serviu o rival Diogo Jota, do Liverpool, com um passe espetacular antes da linha de meio campo. O camisa 21 só precisou correr e marcar o quinto gol.

No sexto gol, Diogo Jota apareceu como garçom e também deu um passe da área central. Ele encontrou Ricardo Horta no limite da linha de impedimento e lançou a bola para o atacante do Sporting Clube de Braga marcar o sexto.

O meio-campista do Liverpool ainda deixou mais um aos 31 minutos, quando aproveitou a sobra na área e mandou para o fundo das redes. Depois de deixar três assistências, Bruno Fernandes recebeu de Ricardo Horta na área e deixou o dele aos 38 minutos.

João Félix desencanta e fecha goleada

Protagonista de uma das grandes novelas da janela de transferências do verão europeia, João Félix também deixou o dele. O novo reforço do Barcelona saiu do banco aos 16 minutos do segundo tempo e, já no fim do jogo, marcou uma golaço de fora da área. O jogador de 23 anos não balançava as redes desde maio de 2023, quando estava emprestado para o Chelsea.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Jornalista pela PUC-SP. Na PL Brasil, escrevo sobre futebol inglês masculino E feminino, filmes, saúde e outras aleatoriedades. Também gravo vídeos pras redes e escolhi o lado azul de Merseyside. Antes, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.