De tradições e glórias mil: conheça curiosidades sobre o Corinthian FC

Fundado em 1882, clube excursionou pelo Brasil em 1910 e deixou como legado a inspiração para o Corinthians

corinthian
J. A. Hampton/Topical Press Agency/Getty Images

Se o verso do título faz parte do hino do Corinthians Paulista, ele também se encaixaria na história do Corinthian FC, clube que excursionou pelo Brasil em 1910 e deixou como legado a inspiração para os corintianos.

Mas, para além da inspiração do nome de seu co-irmão brasileiro, a história dos ingleses é marcada por outras curiosidades e fatos notáveis que colocam até hoje o King George Field no mapa do futebol mundial.

Conheça curiosidades sobre o Corinthian FC

Fundado em 1882, por Nicholas Lane Jackson, secretário assistente da Football Association (FA), em um momento já de debate entre os valores do amadorismo e o profissionalismo, que viria a ser instaurado em 1888. É nesse contexto que surge o Corinthian Spirit, uma bandeira do suposto fair play pregado pelos aristocratas, e, até hoje, sinônimo do cavalheirismo em campo.

Com o objetivo de reunir os melhores jogadores amadores do país e competir com os escoceses, que começavam a obter melhores resultados com a seleção nacional na comparação com os ingleses, logo se tornou uma seleção dos que não acreditavam que a disputa em campo devesse envolver pagamentos.

E, em duas oportunidades, também a seleção dos ingleses. Além dos 76 jogadores (segundo time que mais cedeu jogadores para a Inglaterra) que vestiram as duas camisas, o time completo do Corinthian representou o selecionado inglês em duas partidas, em 1894 e 1895, ambas contra o País de Gales (uma vitória por 5 a 1 e um empate em 1 a 1).

Existe inclusive uma teoria que diz que os Three Lions passaram a adotar os calções escuros em homenagem ao Corinthian, já que a primeira aparição da peça no uniforme é justamente a partir de 1882, ano de fundação do clube.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

  • TENTAMOS DESENHAR 5 ESCUDOS DA PL NO PAINT

Leia mais: 10 jogos entre times ingleses e brasileiros

Falando nos fardamentos, a famosa combinação branca do Real Madrid também sofreu alterações para homenagear o Corinthian na temporada 1925/1926. A dupla de defensores madridista, Perico Escobal e Félix Quesada, depois de uma excursão pela Inglaterra, se encantou pela combinação alvinegra dos londrinos e exigiram que o Real utilizasse o calção preto.

Mas, depois de duas derrotas para o Barcelona na Copa do Rei, o presidente Pedro Parages desceu ao vestiário e disse que a era corintiana em Madrid havia acabado. Assim, o time voltaria a utilizar o tradicional conjunto todo branco.

Muito do legado internacional do clube resultou das diversas excursões por vários continentes. Considerados como “missionários do império” por uma citação em registros de época, os ingleses viajaram pelo mundo. Além das homenagens que receberam, também distribuíram algumas taças, como Corinthian Bowl, considerado o primeiro troféu nacional sueco.

E não é apenas nos laços com o Corinthians Paulista que termina a relação dos londrinos com o brasileiros. Charles Miller, considerado o principal responsável pela chegada oficial do futebol no Brasil, também fez parte das fileiras do Corinthian durante sua passagem no Reino Unido em partida contra a seleção do condado de Hampshire, em 1892.

Anos depois, quando Miller já estava próximo de retornar ao Brasil, foi o Corinthian que o presenteou com as bolas que viriam a protagonizar os primeiros encontros oficiais em terras brasileiras e na excursão.

corinthian
J. A. Hampton/Topical Press Agency/Getty Images

Leia mais: Os brasileiros com mais títulos no futebol inglês

Outro importante jogador que integrou os quadros dos londrinos foi o escocês Andrew Watson, primeiro negro a jogar futebol em nível de seleções, que defendeu o Corinthian em 1883, sendo também o primeiro estrangeiro a vestir a camisa do clube.

A maior derrota da história do Manchester United também está na galeria de honras do Corinthian, depois de aplicarem uma goleada de 11 a 3 em cima dos Red Devils em 1904. Essa não é a única vitória digna de nota do time. Teve um 5 a 0 contra o Preston North End em novembro de 1889. Aliás, o ano em que o Preston se tornou campeão invicto da Football League.

Como o clube se recusava a participar de competições, devido a seu caráter amador, todas essas partidas foram amistosas, mas sempre despertaram a curiosidade se aquele esquadrão era capaz.

Depois de perder muitos jogadores com o início da 1ª Guerra Mundial, em 1914, o clube entrou em declínio, mas ainda chegou a participar de algumas edições da Copa da Inglaterra nos anos 1920.

Em 1939, acontece por fim a fusão com o Casuals FC (outro clube amador da década de 1880), que fundou o Corinthian Casuals FC. Hoje em dia, o gramado do King George Field guarda as recordações desse que é, provavelmente, o clube amador mais influente do mundo.