O primeiro título da Copa da Inglaterra do Leeds United

O técnico Don Revie foi responsável pela primeira conquista da competição na história do clube

0
507
Jack Charlton Don Revie Leeds FA Cup 1972 Credit E. Milsom Evening Standard Getty Images
E. Milsom Evening Standard Getty Images

A Copa da Inglaterra já proporcionou diversas histórias fantásticas em mais 100 anos de competição. E os momentos de glórias não ficam apenas para os clubes poderosos. Um dos títulos com maior peso no torneio mais antigo do mundo, por exemplo, é o do Leeds de 1972.

Sob o comando do lendário técnico Don Revie, o Leeds derrotou o Arsenal por 1 a 0 e levantou o troféu. O palco da decisão, claro, foi o antigo estádio de Wembley, que recebeu um público de mais de 100 mil torcedores.

Leia mais: Sí Señor: como é a música da torcida do Liverpool para Firmino; veja letra 

Campanha do Leeds United até a final

O Leeds United iniciou a campanha rumo ao primeiro título de Copa da Inglaterra no dia 15 de janeiro. Com gols dos meio-campistas Jonny Giles (2) e Peter Lorimer (2), a equipe derrotou o Blackburn Rovers por 4 a 1 e avançou para a quarta rodada e enfrentaria o poderoso Liverpool.

Sete anos antes, em 1965, o Liverpool tinha sido o algoz do Leeds na final da Copa da Inglaterra. Os Reds derrotaram os comandados de Don Revie por 2 a 1 na prorrogação e conquistaram o título na ocasião.

Mas, em 1972, o destino reservou um final diferente para o Leeds. Como a equipe segurou o Liverpool no Anfield e empatou por 0 a 0, o confronto foi para a partida replay. E aí os comandados de Don Revie não desperdiçaram a oportunidade.

Siga a PL Brasil no Youtube

  • E se o Southampton não tivesse vendido seus jogadores?

Com dois gols do ponta Allan Clarke, o Leeds derrotou o Liverpool por 2 a 0 e avançou para às oitavas de final, onde o adversário da vez seria o Cardiff City. O primeiro fantasma que atormentava o Leeds tinha sido derrotado.

Nas oitavas, placar repetido: 2 a 0 com dois gols do meio-campista Jonny Gilles. Com o resultado, os comandados de Don Revie garantiram vaga nas quartas de final, onde enfrentariam o Tottenham.

Em um Ellan Road com cerca de 43 mil torcedores, o Leeds derrotou de virada o Tottenham por 2 a 1. O ponta Allan Clarke e o zagueiro Jack Charlton marcaram os gols que colocaram os Whites na semifinal, onde o adversário seria o Birmingham City.

O palco da semifinal foi o estádio de Hillsborough, em Sheffield, e que recebeu cerca de 55 mil torcedores. Dentro de campo, um passeio do Leeds. 3 a 0 com gols do meio-campista Peter Lorimer e do atacante Mick Jones (2x).

A grande decisão

Jack Charlton Don Revie Leeds FA Cup 1972 Credit E. Milsom Evening Standard Getty Images
E. Milsom Evening Standard Getty Images

A final da Copa da Inglaterra não era um jogo comum. Isso porque seria a centésima decisão da competição mais antiga do mundo. E naturalmente deu um peso ainda maior para o jogo decisivo.

O adversário do Leeds na final foi o Arsenal, que na época era o atual campeão tanto da Copa da Inglaterra como da Liga Inglesa – onde os comandados de Don Revie ficaram com o vice na temporada 1970/1971.

O palco da peleja foi o antigo e charmoso Wembley, que recebeu aquele tradicional público das finais: cerca de 100 mil torcedores. Na época, a ida ao estádio era um dos eventos mais marcantes da temporada. Onde os olhos de todo o país se concentravam ali.

Leia mais: Quiz: acerte os goleiros da Premier League que ganharam o prêmio Luva de Ouro 

Dentro de campo, um jogo bem truncado nos primeiros minutos, mas que foi melhorando com o passar do tempo. O Arsenal criou uma boa chance de gol, enquanto o Leeds United teve três oportunidades interessantes para abrir o placar – uma delas acertando a trave.

No segundo tempo, logo aos oito minutos, o atacante Mick Jones faz jogada individual e cruzou à meia altura para o ponta Allan Clarke aproveitar e cabecear de peixinhos para o fundo das redes e explodir o lado branco do Wembley.

Após o gol, o Arsenal naturalmente veio para cima, enquanto o Leeds se fechava e buscava os contra-ataques. Em uma das chegadas dos Gunners, o ponta George Armstrong por pouco não empata a peleja.

O sistema defensivo do Leeds era muito forte. Simbolizava bem todo o trabalho sólido do técnico Don Revie. E o setor não cedeu à pressão do Arsenal. Todo mundo resistiu à pressão dos Gunners e pela primeira – e única – vez, os Whites venciam o torneio mais antigo do mundo.

O atacante Mick Jones, que deu a assistência para o gol de Clarke, precisou da ajuda do seu companheiro de equipe, o zagueiro Norman Hunter. Isso porque o avançado deslocou o braço e o defensor ajudou ele a participar da entrega das medalhas.

Em entrevista ao Yorkshire Post, o zagueiro Norman Hunter comentou a sensação de ser campeão com o Leeds.

“Levantar a Copa da Inglaterra de 1972 foi um sonho para mim, principalmente após sermos derrotados nas duas finais anteriores”.

Nem tudo terminou em flores

Após derrotar o Arsenal e vencer a Copa da Inglaterra pela primeira vez, o Leeds visitaria o Wolverhampton precisando apenas do empate para vencer a dobradinha: Copa e Liga na mesma temporada.

Mas não foi isso que aconteceu. Mesmo jogando pelo empate, o Leeds foi derrotado por 2 a 1 e deixou o título escapar para as mãos do Derby County. Na mesma entrevista ao Yorkshire Post, Hunter ainda guardava mágoas daquele jogo.

“Sinceramente, acredito que 24 ou 48 horas depois fariam toda a diferença naquele jogo. Isso porque esse descanso maior faria com que os rapazes estivessem em condições melhores. Isso com certeza não aconteceria hoje”.