As contratações que só ficaram nos sonhos

Os clubes tentaram, a imprensa divulgou e os torcedores criaram expectativas, mas diversos fatores impediram as chegadas

0
203
As contratações que só ficaram nos sonhos
Foto: Reprodução/Metro.UK

Abre-se a janela de transferências e sempre terão os torcedores que criarão falsas expectativas sobre as contratações de seu clube e que no final da transfer deadline day não passarão de ilusões e sonhos dos aficionados. Diversos fatores contribuem para isso ocorrer, tem o clube fura-olho, o técnico mão-de-vaca, o atleta que desliga o celular, o agente ganancioso, o fax que não funciona e outras tantas circunstâncias que impedem a assinatura do contrato.

Acompanhe dez casos que aconteceram neste último mercado que se encerrou no dia 31 de agosto:

Jamie Vardy -> Arsenal

Jamie Vardy (Foto: Reprodução/Site Oficial/Leicester City)
Jamie Vardy (Foto: Reprodução/Leicester City)

Desde a saída de Robin Van Persie ao Manchester United, Arsenal busca(va) um atacante que resolvesse os problemas ofensivas da equipe, Olivier Giroud tem os seus dias de craque e outros muitos de perna-de-pau. O clube então voltou seus olhos ao artilheiro do surpreendente campeão da Premier League, Leicester City, acionou a cláusula contratual até ali estipulada em £22 milhões e a torcida de ambas as equipes ficaram entre o receio e a expectativa, o medo e a felicidade, porém tudo terminou com a recusa do inglês, que optou por uma renovação de quatro anos e um salário de apenas £100 mil/semanais com os foxes.

Riyad Mahrez -> Arsenal

Mahrez (Foto: Reprodução/Sky Sports)
Mahrez (Foto: Reprodução/Sky Sports)

Com o não de Vardy, Gunners tentaram outro destaque do Leicester City, Riyad Mahrez, torcedores com a expectativa em alta, mas no clube londrino enquanto não se veste o manto, tudo pode acontecer. Arsène Wenger não é muito fã de contratações caras. Alguns jornais do Reino Unido, como Telegraph e Express, por exemplo, noticiaram acordos, porém você sabe o resultado, mais um não para o Arsenal.

Alexandre Lacazette -> West Ham United

Alexandre Lacazette. Foto: Reprodução/SkySports
Alexandre Lacazette (Foto: Reprodução/SkySports)

Muito especulado  em vários clubes da Inglaterra, Lacazette permaneceu no Lyon, mas o West Ham fez uma alta proposta ao clube francês, £42,7 milhões, divulgada pelo próprio presidente do clube francês, Jean-Michel Aulas, que recusou a oferta de valor expressivo.

Moussa Sissoko -> Everton

Sissoko (Foto: Reprodução/The Guardian)
Sissoko (Foto: Reprodução/The Guardian)

Everton e Tottenham Hotspur disputavam a contratação até as últimas horas do encerramento da janela, quando tudo parecia certo para o acerto com equipe de Liverpool, o francês mandou um famoso “Mim Acher” e desligou seu aparelho celular, esperado para fazer exames médicos e concluir a assinatura contratual.

Pouco tempo depois, lá estava ele em fotos divulgadas pelos Spurs com a camisa da equipe. O clube londrino pagou £30 milhões ao Newcastle, mas o fator Liga dos Campeões provavelmente pesou na decisão do atleta, visto que as propostas eram semelhantes. O dono do Everton nega a história, afirmou que desistiu da contratação em respeito a James McCarthy, que perderia espaço no elenco com a chegada. Tudo não passou da melhor história da transfer deadline day.

Alessio Romagnoli -> Chelsea

Romagnoli (Foto: Reprodução/SkySports)
Romagnoli (Foto: Reprodução/SkySports)

Chelsea tentou Kalidou Koulibaly, do Napoli, mas recebeu um não e aí foi atrás do zagueiro promissor do Milan, Alessio Romagnoli. Foram duas tentativas, a primeira de £30 milhões não aceitos pelo clube italiano e então resolveu modificar a proposta, os mesmos £30 milhões + £4 milhões em bonificações especificadas em contrato e mais uma resposta negativa. No final, os Blues conseguiram o retorno de David Luiz, que estava no PSG, pagando o mesmo preço oferecidos aos outros dois zagueiros.