As piores contratações de Alex Ferguson no Manchester United

Esses jogadores decepcionaram nos Red Devils

1
473
Alex Ferguson
Glyn Kirk/AFP

Sir Alex Ferguson deixou no Manchester United um enorme legado ao longo das quase 27 temporadas em que sentou no banco de reservas de Old Trafford. Nos 27 anos, conquistou 38 títulos, se tornando o treinador com mais jogos à frente dos Reds Devils. Mas sua história não foram apenas flores. A PL Brasil listou as piores contratações do Manchester United sob comando de Alex Ferguson.

As piores contratações de Alex Ferguson no Manchester United

Sebastian Verón

Getty

Depois de 5 anos brilhantes na Itália, o maestro argentino chegou a Old Trafford em uma negociação de 28 milhões de libras (R$ 73 milhões de reais) em 2001 pela Lazio

Verón conquistou um Campeonato Inglês no clube, mas teve passagem apagada nos dois anos que ficou no time inglês. 

Alex Ferguson acreditava no jogador, mas o argentino foi vendido ao Chelsea por metade do preço que foi pago para o time italiano.

Kleberson

Getty

Kleberson, campeão da Copa do Mundo em 2002, chegou ao United no verão de 2003 e foi apresentado à imprensa ao mesmo tempo que um português de 18 anos, chamado Cristiano Ronaldo.

Kleberson foi contratado como substituto de Juan Sebastian Verón, mas fez apenas 30 jogos e marcou duas vezes antes de ser vendido ao Besiktas em 2005.

David Bellion

Getty

O atacante francês marcou apenas um gol em vinte jogos antes de Ferguson resgatá-lo do Sunderland, em 2003.

E seu retorno foi tão terrível quanto: marcou quatro gols em dois anos de Campeonato Inglês. Com essa performance, foi mandado para o West Ham, onde manteve a média, marcando um gol.

Leia mais
10 jogadores que passaram pelo Manchester United e talvez você nem saiba
Manchester United 1999: O time que realizou o sonho impossível
O primeiro título de Ferguson no Manchester United

Bebé

Getty

Manchester United desembolsou 8,8 milhões de euros por Tiago “Bebé” Correia, que jogou apenas sete partidas pela equipe principal.

Acabou sendo emprestado para BesiktasRio Ave e Paços de Ferreira, até ser vendido em definitivo para o Benfica em 2014.

Massimo Taibi

Getty

Massimo Taibi chegou ao Manchester United vindo do pequeno Venezia. Taibi saiu na frente de Francesco Toldo e foi contratado para ser o novo número um da meta dos Red Devils.

Após frangos históricos – um deles foi bem famoso no empate com o Southampton, por 3 a 3, na temporada 1999/2000 – e apenas quatro jogos pela Premier League, ele foi rapidamente emprestado ao Reggina, mostrando que Alex Ferguson se deu conta do erro que tinha cometido ao assinar com o italiano.

Diego Forlán

Getty

O atacante uruguaio Diego Forlán é considerado hoje um dos melhores do mundo em sua posição. No tempo que jogou pelo United, não chegou perto desse reconhecimento.

Alex Ferguson pagou 7 milhões de libras pelo uruguaio esperando uma artilheiro nato, mas conseguiu apenas a modestíssima média de um gol a cada seis jogos durante as duas temporadas em que ficou na equipe.

Eric Djemba-Djemba

Getty

Comprado por 3,5 milhões de libras junto ao Nantes. O boato que o camaronês deixou o sucesso da transferência subir à cabeça. Apesar de habilidoso, conseguiu arruinar-se fora dos gramados ao entrar em falência.

Ele teria comprado dez carros e aberto 30 contas bancárias com os primeiros salários. Nos 20 jogos que disputou em duas temporadas pelo Manchester United, não mostrou nada e mais uma frustração para conta de Ferguson.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

  • Times que ganharam o Campeonato Inglês e você nem sabia

Não há posts para exibir

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.