Conheça os cinco maiores estádios da Itália

Maiores estádios da Itália
Foto: Divulgação/Inter

Um dos principais componentes na engrenagem do futebol é a torcida. Assim, dos menores aos maiores clubes, ter um estádio bonito e aconchegante para receber os seus adeptos é uma das metas a serem cumpridas. Logo, quanto maior é a casa de um time, melhor é entendido o quanto aquela instituição é amada.

Assim, a Itália, uma das principais nações futebolísticas do planeta, abriga vários times que possuem torcidas fanáticas e obcecadas pelo esporte mais apaixonante que existe. Portanto, confira quais são os cinco maiores estádios do futebol italiano.

5 – Artemio Franchi

Inaugurado em 1931, o estádio Artemio Franchi fica localizado na cidade de Florença, onde recebe as partidas da  Fiorentina. Assim, possui a capacidade de abrigar 43.147 espectadores. Ao longo de sua história, a casa da Viola já foi palco de duas Copas do Mundo e de uma Olímpiada. Desse modo, se configura como um dos campos de futebol mais importantes de toda a Itália.

O estádio também se destaca por sua arquitetura incomum. Logo, diferentemente das várias estruturas ovais pelo mundo, o Artemio Franchi tem o formato de um “D”, que remetia ao nome Dulce, referencia a Benito Mussolini. Além disso, na casa da Fiorentina existe um grande edifício, chamado de Torre de Maratona, uma estrutura vertical de 75 metros por cima de uma das arquibancadas.

Por fim, mesmo sendo um belo estádio, o Artemio Franchi é antigo e obsoleto. Desse modo, já há algum tempo, a diretoria da Fiorentina discute a construção de uma nova casa para o clube. Uma vez que, entre vários problemas, as escadas externas da estrutura não são eficientes no escoamento de torcedores. Além disso, o layout “D” reduz consideravelmente a visibilidade nas curvas.

4 – San Nicola

Dentre os citados neste texto, o San Nicola é o estádio mais novo. Assim, ele foi construído para a cidade de Bari poder ser uma das sedes da Copa do Mundo de 1990. Logo, inaugurado no mesmo ano do torneio, a Nave Espacial recebe até 58.270 torcedores ao longo de sua estrutura. Desse modo, na competição de seleções, ela recebeu ao todo, cinco partidas, três da fase de grupos, uma das oitavas e a decisão do terceiro lugar.

Assim, um desses jogos, foi a última partida da seleção de futebol da União Soviética em copas. Além disso, o estádio também foi palco da grande final da Copa da Europa – atual Liga dos Campeões – vencida pelo Estrela Vermelha contra o Olympique de Marseille em 1991.

Logo, depois de receber inúmeras partidas importantes da Itália e Europa, hoje, o San Nicola, casa do Bari, é uma das grandes atrações da Série C do Campeonato Italiano.

3- Diego Armando Maradona

Casa de um dos principais times da Itália, o Diego Armando Maradona recebe os jogos do Napoli. Contudo, o estádio não é a primeira casa dos napolitanos, pois ele foi inaugurado em 1959 para substituir o Partenopeo, antigo lar dos Azzurri bombardeado durante a segunda guerra. Assim, entre as partidas de futebol mais importantes que lá ocorreram, as mais marcantes sem dúvidas, foram as da Copa do Mundo de 1990.

Logo, entre os cinco duelos do mundial, o mais famoso foi a semifinal disputada entre Argentina e Itália, na qual parte da torcida italiana torceu pelo time sul-americano, que era liderado por Maradona, ídolo e capitão do Napoli na época.

A saber, o estádio já coube cerca de 90.000 espectadores. Contudo, as várias reformas visando melhorias na segurança dos torcedores reduziram muito a sua capacidade, que agora, é de 60.240 pessoas. Por fim, antes chamado de San Paolo, a casa do Napoli foi rebatizada em dezembro de 2020, com o nome de Diego Armando Maradona, maior jogador da história do clube que faleceu em novembro do mesmo ano.

2 – Olímpico de Roma

Inaugurado com o nome de Cypress, depois Estádio dos Cem Mil e por fim Olímpico de Roma, é a principal instalação esportiva da capital italiana. Logo, possui a capacidade de abrigar 72.698 torcedores. Assim, o primeiro evento de grande proporção na estrutura foi a Olímpiada de 1960, na qual as suas arquibancadas viram a abertura e encerramento da competição, além das disputas do atletismo.

Outro grande marco no Olímpico de Roma, sem dúvidas, foi a Copa do Mundo de 1990, na qual o estádio recebeu os primeiros cinco jogos da seleção italiana e a espetacular final entre Argentina e Alemanha Ocidental, que consagrou os alemães como vencedores.

Além disso, atrás apenas de Wembley, o Olímpico está na 2ª colocação entre os estádios que mais receberam finais de Champions League. Logo, ao todo, a Orelhuda esteve lá em quatro oportunidades. Assim, em 1977 e 84, ela ficou com o Liverpool, em 1996 foi para a Juventus e no ano de 2009, ficou com o Barcelona.

Por fim, como um estádio não vive só de seleções, o Olímpico recebe os jogos dos rivais Lazio e Roma. Ademais, a estrutura também é a casa das finais de Copa Itália, com exceção de 2021, quando a decisão entre Juventus e Atalanta aconteceu em Régio Emília, em razão da Eurocopa.

1 – Giuzeppe Meazza

Decerto, não é nenhuma surpresa que o maior estádio da Itália seja o Giuzeppe Meazza. Assim, um dos principais campos de futebol do mundo, também chamado de San Siro, pode abrigar até 75.923 torcedores. A saber, ele recebe os jogos dos rivais da cidade de Milão, Inter e Milan, que lá, fazem o Derby della Madonnina. Desse modo, por competição de clubes, a estrutura, assim como o Olímpico de Roma, já foi palco de quatro finais de Champions League.

Logo, InterFeyenoordBayern de Munique e Real Madrid foram as equipes que se sagraram campeãs europeias no gigante de Milão. Assim, se tratando de torneios internacionais, o Giuzeppe Meazza teve o privilégio de sediar duas Copas do Mundo. Desse modo, na primeira, em 1934, o estádio recebeu um jogo das oitavas, outro das quartas e a semifinal vencida pela Itália contra a Áustria.

Posteriormente, em 1980, o San Siro também foi palco da Eurocopa. Assim, sediou apenas jogos da fase de grupos, como os confrontos entre Itália x EspanhaBélgica x Espanha e Holanda x Checoslováquia. Por fim, já consolidado como um dos principais estádios do mundo, na Copa de 90, o Giuzeppe Meazza teve a sua consagração.

Portanto, no mundial, recebeu ao todo seis partidas. Assim, foram quatro da fase de grupos, uma das oitavas entre Alemanha Ocidental e Holanda, e a semifinal decidida entre a Checoslováquia e os alemães. Por fim, o estádio será palco, ainda neste ano, da semi e da final da Nations League 2020/21.