As 13 comemorações de gol mais famosas do Campeonato Inglês

Claro que não poderia faltar o "alô, mãe" do Gabriel Jesus!

comemorações de gol mais famosas

O ato de balançar as redes garante ao autor do gol centralizar todas as atenções dentro de campo. Há atletas discretos na hora de celebrar o tento marcado, outros nem tanto. Por isso, a PL Brasil separou as 13 comemorações de gol mais famosas do Campeonato Inglês.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube
  • Esquadrões Imortais – Arsenal 2003/2004

Leia mais:
Quais clubes ingleses já foram rebaixados?
Anfield pode receber a seleção brasileira antes da Copa

Wayne Rooney

O “nocaute” de Wayne Rooney na comemoração de um gol contra o Tottenham não foi por acaso.

Em um vídeo divulgado no mesmo dia, Rooney e o ex-companheiro de time Phil Bardsley apareceram trocando socos em uma briga “leve”, mas o atacante acabou acertado no rosto e caiu no chão, aparentemente, inconsciente.

Rooney brincou com o lance e comemorou seu gol fazendo alusão ao “nocaute”.

Emmanuel Adebayor

Essa é uma das grandes provocações da história do futebol inglês. Depois de sair do Arsenal para o Manchester City, Adebayor precisou lidar com a ira dos gooners.

Em 2009, em um duelo entre as equipes, o togolês foi bastante vaiado e, quando marcou um dos gols do jogo, não perdeu tempo e correu o campo todo para provocar os torcedores do Arsenal.

Eu estava sendo xingado por pessoas que, há 6 meses atrás, cantavam o meu nome. Não teve motivo para isso. Não foi culpa minha que eu saí. Foi o Wenger que aceitou a minha saída para o City”, disse depois da partida.

Robbie Fowler

comemorações de gol
Manndatory Credit: Ross Kinnaird /Allsport

A rivalidade entre Liverpool e Everton, sem dúvida, é uma das maiores do Campeonato Inglês. Em 1999, o clássico de Merseyside ganhou um capítulo ainda mais marcante.

Acusado de uso de cocaína por parte dos torcedores do Everton, Robbie Fowler anotou dois gols, deu a vitória aos Reds por 3 a 2 e comemorou um dos tentos “cheirando” a marca da cal na linha de fundo.

Samuel Eto'o

Não se cutuca onça com vara curta. Depois de ser chamado de velho pelo técnico José Mourinho, o camaronês Samuel Eto'o resolveu responder em campo.

O atacante balançou a rede na goleada do Chelsea sobre o Tottenham e comemorou com o corpo curvado, segurando a bandeirinha de escanteio, ironizando a declaração do treinador português.

Eric Cantona

O gol exibe toda a “marra” de um craque inconfundível. O genial e genioso Eric Cantona marcou um dos gols mais bonitos da história do Manchester United e a comemoração foi essa “encarada”.

Tim Cahill

Essa comemoração é clássica em toda a carreira de Tim Cahill.

O australiano balança a rede adversária, vai até a bandeirinha de escanteio e distribui vários socos no ar.

Steven Gerrard

Em 2009, Gerrard liderou o Liverpool a vencer o Manchester United de virada por 4 a 1, em pleno Old Trafford.

Após o gol marcado, que colocou os Reds na frente do placar, Gerrard correu para fora do campo e deu um beijo na câmera. O fato se repetiu em 2014 (gif acima).

Mario Balotelli 

Balotellli comemorações de gol mais famosas
(Crédito: Getty)

Nunca discreto, sempre marcante. O italiano Mario Balotelli abriu a goleada avassaladora do Manchester City sobre o Manchester United por 6 a 1, em pleno Old Trafford, com um chute colocado no canto de De Gea.

O jogador levantou o uniforme e mostrou a camisa com a mensagem “Why always me?” (“Por que sempre eu?”), mas não revelou o motivo da comemoração.

“Eu fiz isso por muitas razões. Mas vou deixar para as pessoas descobrirem o que significa”, disse em entrevista.

Thierry Henry

O craque Thierry Henry também faz parte da lista, depois de uma comemoração pra lá de provocativa ao marcar um gol no clássico contra o Tottenham.

Depois de balançar as redes, o francês se dirigiu até a torcida adversária, deslizando na grama e encarando os torcedores dos Spurs.

Gabriel Jesus

Era óbvio que não faltaria a clássica comemoração do Gabriel Jesus. O ex-atacante do Palmeiras explicou o gesto “alô, mãe” em texto publicado no The Players Tribune.

“Quando a gente era criança, a minha mãe ficava ligando o tempo todo para descobrir onde é que eu estava e, se eu não atendesse, ela começava a ligar para todos os meus amigos. Era apenas uma piada entre a gente”.

Mesut Özil

Nada de provocação ou polêmica. A famosa comemoração de gol do meia Mesut Özil, chupando dedo e fazendo um “M” com a mão, é para sua sobrinha Mira.

Andrey Arshavin

Não importava se o Arsenal estava vencendo, empatando ou perdendo o jogo. Nem mesmo se o time jogava dentro ou fora de casa. Em toda circunstância, Arshavin comemorava seus gols da mesma forma.

Com o dedo indicador na boca, ele dava aquela provocada, pedindo silêncio.

Daniel Sturridge

Enquanto esteve longe das lesões, Sturridge viveu boa fase como um dos principais atacantes da Premier League.

E, justamente, quando anotava gols, ele comemoração com essa dança bem peculiar.

O Klopp até tentou imitar, mas não deu muito certo.