Clubes da Premier League votam a favor de 6 mudanças no VAR

4 minutos de leitura

No meio de maio, a Premier League anunciou que os clubes teriam que votar se preferem a manutenção ou a extinção do VAR no campeonato. Agora, foi anunciado que a tecnologia permanece na liga.

A decisão sobre o VAR

A Premier League anunciou na manhã desta quinta-feira (6) que os clubes votaram pela manutenção do árbitro de vídeo — só Wolverhampton votou contrário –, mas ficou acordado que melhorias deveriam ser feitas em benefício do jogo e dos torcedores.

Como parte do trabalho para melhorar o uso da tecnologia, seis áreas principais foram focadas como parte das discussões com os clubes em Assembleia Geral Anual:

  1. Manter um limite elevado para a intervenção do árbitro de vídeo para proporcionar maior consistência e menos interrupções no fluxo do jogo;
  2. Reduzir os atrasos no jogo, principalmente através da introdução da tecnologia de impedimento semiautomático (SAOT) e da manutenção do limite elevado para intervenção;
  3. Melhorar a experiência dos torcedores por meio de uma redução nos atrasos, anúncios dos árbitros no estádio após uma mudança de decisão que envolve o sistema e, sempre que possível, uma oferta aprimorada de replays em tela grande para incluir todas as intervenções;
  4. Trabalhar com o PGMOL (órgão responsável pela arbitragem) na implementação de treinamento mais robusto para melhorar a consistência, incluindo ênfase na velocidade do processo, preservando a precisão;
  5. Aumentar a transparência e a comunicação em torno da ferramenta – incluindo comunicações expandidas do Match Center da liga;
  6. A entrega de uma campanha de comunicação do que é dito na cabine do árbitro de vídeo para torcedores e stakeholders, que buscará esclarecer ainda mais o papel dessa tecnologia no jogo aos participantes e torcedores.

Novidade na Premier League

Árbitro da Premier League revê lance no monitor após chamada do VAR (Foto: Icon sport)

Foi confirmado em abril que a tecnologia de impedimento semiautomático será introduzida em setembro. Ela fornecerá um posicionamento mais rápido e consistente da linha de impedimento virtual, com base no rastreamento óptico do jogador, e produzirá gráficos de transmissão de alta qualidade para garantir uma experiência aprimorada no estádio e na transmissão para os torcedores.

A liga e a PGMOL continuarão a pressionar a The International Football Association Board (IFAB) para permitir maior flexibilidade nas Leis do Jogo a fim de permitir a transmissão de vídeo e áudio ao vivo durante as revisões que utilizam a ferramenta.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.