Conheça clubes fundados por torcedores após divergências com suas equipes

Alguns clubes nasceram a partir da iniciativa de torcedores descontentes com as equipes de origem

0
551
FC United of Manchester clubes fundados por torcedores Nathan Stirk Getty Images Sport
Nathan Stirk Getty Images Sport

Ao escolher uma equipe para torcer, o torcedor busca a que mais se aproxime de suas ideias e paixões. No entanto, há alguns casos em que a forma de se ver e fazer o futebol de uma equipe se altera, indo contra aquilo que o torcedor tem como o ideal. Diante disso, como forma de protestar pelo rumo dado ao seu clube de coração, os torcedores se unem para criar um novo time. O futebol inglês reúne alguns casos de clubes fundados por torcedores dissidentes de outros já existentes e a PL Brasil lista abaixo.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

  • 5 músicos que torcem para times ingleses

AFC Wimbledon

É o primeiro clube fundado no século XXI a chegar às ligas profissionais da Inglaterra. A equipe nasceu em 2002, após a mudança do Wimbledon FC para a cidade de Milton Keynes.

O clube original disputou a elite do futebol inglês entre 1986 e 2000, participando, inclusive da era Premier League.

A equipe do sudoeste de Londres chegou a conquistar o título da Copa da Inglaterra na temporada 1987/1988, quando desbancou o Liverpool na decisão em Wembley, vencendo por 1 a 0.

Com uma rápida ascensão, passou a pagar o preço de estar entre os grandes. O primeiro problema foi o estádio onde o clube mandava suas partidas.

O Plough Lane foi a casa do clube entre 1912 e 1991. No entanto, com a divulgação do Relatório Taylor, a equipe se viu na necessidade de encontrar um novo local para disputar seus jogos. Entre 1991 e 2003, o Wimbledon dividiu com o Crystal Palace o Selhurst Park.

Leia mais: Relatório Taylor: a revolução no futebol inglês em forma de escrita

Após 12 anos dividindo sua “casa” com o Palace, a equipe de Merton passou a mandar suas partidas no National Hockey Stadium, na cidade de Milton Keynes, localizada a 97 km de Londres.

Essa mudança causou protestos e revolta de sua torcida, que via o seu time cada vez mais distante daquilo que lhes foi apresentado anteriormente.

Em 2004, o Wimbledon FC oficializou sua mudança em definitivo para Milton Keynes e a equipe passou a se chamar Milton Keynes Dons, extinguindo assim seu precursor.

Em meio a esse imbróglio, em 30 de maio de 2002, um grupo de torcedores apresentou o projeto de um novo clube para o restante da torcida com um pedido de fundos. Dessa forma, nascia o Association Football Club Wimbledon, ou simplesmente, AFC Wimbledon.

O clube fez sua estreia na Premier Division of the Combined Counties League, equivalente à nona divisão do futebol na Inglaterra. A equipe atualmente manda as suas partidas no Kingsmeadow, estádio que também recebe os jogos da equipe feminina do Chelsea.

Alex Broadway/Getty Images Sport

No entanto, em dezembro de 2017 a equipe conseguiu obter a permissão de construir um estádio próprio. A nova casa do AFC Wimbledon está sendo erguida a apenas a 250 metros de seu antigo lar, o Plough Lane, que deixou de existir em 2002.

Em treze temporadas, o clube conquistou seis acessos. O último deles foi na temporada 2015/2016 quando subiu da League Two (4ª divisão) para a League One (Terceira Divisão), curiosamente onde também se encontra o MK Dons.

Na disputa da temporada 2017/2018, inclusive, viu seu clube de origem sucumbir à League Two, ficando assim um patamar acima. No campeonato atual, com a volta do MK Dons à terceira divisão, ambas equipes estão na luta contra as últimas colocações na tabela.

Football Club United of Manchester

Nesse outro caso, um clube que foi fundado após a venda do original. O United Of Manchester nasceu em 2005, após o anúncio da venda do Manchester United para o bilionário americano Malcom Glazer.

Anteriormente, em 1998, também existiu a ideia de criar um clube dissidente do Manchester quando houve o interesse de compra pela empresa BSkyb. No entanto, as negociações não progrediram naquela ocasião.

Durante o período que antecedeu sua criação, os torcedores que o idealizaram realizaram reuniões públicas onde se discutia a formação do novo clube. Inicialmente, o clube se chamaria FC United. No entanto, por conta de ser um nome muito genérico, a FA rejeitou a proposta.

Após a realização de uma eleição, o nome Football Club United of Manchester sagrou-se vencedor, desbancando outras sugestões como AFC Manchester, Newton Heath United (uma referência ao nome original do Manchester United) e Manchester Central.

FC United of Manchester clubes fundados por torcedores Nathan Stirk Getty Images Sport
Nathan Stirk Getty Images Sport

A fundação da nova equipe como forma de protesto ao antigo clube fez o United of Manchester ficar conhecido como Red Rebels, uma clara alusão ao Manchester United.

O primeiro jogo da equipe foi realizado em 16 de julho de 2005 contra o Leigh RM. Sua estreia no futebol inglês se deu na Second Division of the North West Counties Football League, equivalente à décima divisão do futebol inglês.

Entre 2005 e 2015, mandou suas partidas no Gigg Lane, estádio do Bury FC, time que fica na cidade próxima a Manchester.

Leia mais: Bury FC: entenda como se deu a expulsão do clube da Football League

A equipe chegou a disputar a sexta divisão na temporada passada, sendo rebaixada ao final do torneio. Em maio de 2015, o FC United of Manchester deu um grande passo para a sua afirmação, inaugurando seu estádio próprio.

Construído no bairro de Moston, em Manchester, o Broadhurst Park possui capacidade para 4,4 mil pessoas. Atualmente o clube luta pelo acesso na Nothern Premier League da Premier Division.

Dial Square Football Club

O mais novo clube da Inglaterra foi criado no final de janeiro de 2020. O projeto é liderado por Stuart Morgan, torcedor que já há algum tempo se mostra insatisfeito com os rumos que o Arsenal tomou sob o comando de Stan Kroenke.

“O clube perdeu sua identidade de muitas maneiras diferentes. Esse time do Arsenal – o clube, a estrutura, o estádio – não é nada como era no auge. É tão comercializado, sem alma e sem vida. Não é o Arsenal”,disse Morgan em entrevista ao The Athletic

Leia mais: “Boring Boring Arsenal”: conheça a origem do canto

A inspiração para esse novo projeto foi o já consolidado AFC Wimbledon. O nome Dial Square é uma clara referência ao primeiro nome do Arsenal. A nova equipe usará o uniforme dos tempos iniciais dos Gunners, com a camisa bordô e os calções brancos, além de meiões em bordô e azul.

O clube luta para fazer a sua estreia na próxima temporada onde tentará entrar na disputa da Combined Counties Football League, equivalente à nona divisão da Inglaterra.

Em sua temporada de estreia, o mais novo clube dissidente mandará suas partidas no campo do Abbey Rangers FC, no bairro de Surrey.

No entanto, a intenção de seus idealizadores é construir um estádio próprio na região de Woolwich, área onde ficava a casa original do Arsenal, bem próximo à antiga fábrica de armas que inspirou o apelido da equipe.