A cláusula secreta que pode fazer o Manchester United perder Varane antes do esperado

5 minutos de leitura

Um dos jogadores do Manchester United que vive momentos de tensão com o técnico Erik ten Hag, o zagueiro Raphael Varane tem visto seu nome ser alvo de rumores envolvendo uma saída de Old Trafford.

Entre as possibilidades levantadas estão os clubes da Arábia Saudita, mas, segundo o “The Athletic”, o francês tem um detalhe no seu contrato que pode fazer com que deixe o United de graça no ano que vem.

O contrato de Varane com o Manchester United

Varane pode se tornar um agente livre no verão, pois seu contrato com os Red Devils está prestes a expirar ao fim desta temporada — um ano antes do que foi anteriormente divulgado.

Quando o zagueiro se juntou ao clube vindo do Real Madrid em agosto de 2021, o United afirmou que ele havia assinado documentos “mantendo-o no clube até junho de 2025”, e durante a recente ausência do defensor na equipe de Erik ten Hag, houve a percepção de que o clube poderia vendê-lo ao final desta temporada, se desejado.

Varane United
Foto: Icon Sport

No entanto, as discussões sobre seu futuro precisarão ocorrer mais cedo do que isso, com o jogador de 30 anos podendo conversar com clubes estrangeiros a partir de janeiro. Isso porque seu contrato é até 2024, com a possibilidade — e não obrigação — de estendê-lo por mais um ano.

De acordo com os regulamentos, jogadores que entram nos últimos seis meses de seus contratos podem conversar com clubes não britânicos e assinar um acordo pré-contratual. No caso de Varane, qualquer mudança estaria sujeita ao ano adicional se passar sem ser ativado.

Como o clube vê a situação

O United poderia optar por permitir que Varane saia de graça se desejar economizar um ano de seu salário, que equivale a cerca de 13 milhões de libras. Sua transferência vindo do Real Madrid foi de um total de 42 milhões de libras e ele assinou com salários próximos a 250 mil libras por semana.

O campeão da Copa do Mundo de 2018 com a França foi um dos melhores jogadores do time na temporada de estreia de Ten Hag, mas se viu no banco nesta temporada, levando a um grau de tensão entre o jogador e o treinador.

Erik Ten Hag em partida do Manchester United (Foto: Icon Sport)
Erik Ten Hag em partida do Manchester United (Foto: Icon Sport)

Os termos exatos do ano adicional não estão claros, mas geralmente são baseados em um número definido de aparições ou, quando tal cláusula não existe, o clube toma uma decisão com base no desempenho. Em tentativa de contato do The Athletic, o United se recusou a comentar.

O clube inglês costuma acionar as opções de ano adicional nesses contratos para manter os serviços do jogador, como fizeram com Jesse Lingard e Paul Pogba nos últimos anos, ou vender, como fizeram com Fred. Mas o United não fez isso com David de Gea, permitindo que ele partisse, e também é improvável que o faça com Anthony Martial.

Varane insatisfeito

As origens das frustrações de Varane podem ser rastreadas até o jogo da Copa da Liga Inglesa do Manchester United contra o Newcastle, quando ele estava programado para ficar no banco, três dias depois de ser deixado de fora por Jonny Evans contra o Manchester City.

Varane, que havia sofrido uma pancada no treino que o impediu de continuar na sessão, relatou uma doença e compareceu ao Old Trafford para o jogo contra o Newcastle sozinho.

Ele foi selecionado contra o Bayern de Munique no confronto crucial da Champions League para sua primeira titularidade em quase sete semanas e jogou bem. No entanto, ele não conseguiu evitar uma derrota por 1 a 0 que significou a eliminação do clube da Europa.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]