City x United: por que pode ser o clássico mais importante da história?

8 minutos de leitura

Manchester United e Manchester City fazem a grande final da Copa da Inglaterra no início da manhã de sábado (3), às 11h (horário de Brasília), em Wembley. O clássico entre o campeão da Copa da Liga Inglesa e o vencedor da Premier League vale muito mais do que o troféu. O time que ganhar a FA Cup vai embolsar cerca de 3,8 milhões de libras (R$ 23,6 milhões) e terá um feito histórico.

Esta será a primeira vez que a final da Copa da Inglaterra será decidida pelo clássico de Manchester. Os dois principais times da cidade já se enfrentaram na competição em uma semifinal, em 2011, com o City levando a melhor, com um gol de Yaya Touré aos sete minutos do segundo tempo após um vacilo de Carrick na saída de bola. O resultado classificou os Citizens para a final e possibilitou que a equipe vencesse seu primeiro troféu na “era rica”. O gol da final contra o Stoke City também foi marcado pelo meia marfinense.

Os outros clássicos mais marcantes entre os dois maiores times de Manchester foram pelo Campeonato Inglês. Mas não é só o troféu e o dinheiro que estão em jogo nessa decisão. O Manchester United tem a missão de defender sua marca histórica de ser o único clube a ter conquistado a tríplice coroa na história da Inglaterra.

Em 1998-99, os Red Devils tinham seis jogadores revelados nas categorias de base: Ryan Giggs, Nicky Butt, David Beckham, Gary Neville, Phil Neville, Paul Scholes. Sob o comando técnico lendário Sir Alex Ferguson, o Manchester United conquistou Premier League, Champions League e Copa da Inglaterra. O feito de sucesso ficou conhecido como “treble” na Inglaterra.

Nesta temporada, o Manchester City do técnico Pep Guardiola e dos astros Erling Haaland, Kevin De Bruyne e Jack Grealish podem repetir o feito do rival, já que conquistaram a Premier League e estão na final da Copa da Inglaterra e da Champions League. Portanto, o United terá a missão de barrar a possibilidade do vizinho também conquistar o “treble”.

— Sabemos da rivalidade e aquilo que os torcedores esperam desse jogo, mas o nosso objetivo é ganhar o troféu. É a primeira vez que vou jogar a final da FA Cup, sei da importância desse troféu no país e no clube. Queremos ganhá-lo por nós, para termos mais uma taça e para terminar a temporada da melhor maneira. Sei que se ganharmos, coincidentemente, vamos evitar o City ganhar o “treble”, mas não é uma obsessão para nós jogadores, até porque o City precisa jogar outra final. Obviamente, sabemos que no momento são favoritos (para ganhar a Champions), mas o futebol tem coisas bonitas e por isso ele é tão interessante — declarou Bruno Fernandes, meia do Manchester United, ao repórter João Castelo Branco, da “ESPN Brasil”.

A final da FA Cup é o derby de Manchester mais importante da história?

Na Inglaterra, existe a discussão se este clássico de sábado é o mais importante de todos, que acontece desde 1881. Os rivais já se enfrentaram 189 vezes na história, com 78 vitórias dos Red Devils, 58 dos Citizens e 53 empates. A vantagem é do United desde o primeiro jogo, em 12 de novembro de 1881, quando o time ainda chamado de Newton Health venceu o então conhecido como West Gorton por 3 a 0.

Durante esses 142 anos de história do clássico, vários confrontos entre United e City foram marcantes. Um dos mais citados é o de 1973-74, que ficou conhecido como “o jogo de Denis Law. O jogador é um dos maiores nomes dos Red Devils, sendo eleito o melhor jogador da Europa em 1954, e conquistando a primeira Champions League do clube em 1968, contra o Benfica de Eusébio.

Em 1973, o já veterano foi dispensado pelo Manchester United por problemas físicos. Já ambientado em na cidade, resolveu passar a sua última temporada como profissional no rival. E seu último jogo foi justamente contra o ex-clube, em Old Trafford, com um toque de crueldade, já que o United brigava contra o rebaixamento.

O jogo caminhava para o empate sem gols quando Law recebe a bola aos 36 minutos do segundo tempo e marcou o gol da vitória que rebaixou seu time de coração. Denis não comemorou o lance e depois apareceu inconsolado com o rebaixamento do Manchester United. Uma invasão de campo da torcida fez com que o jogo fosse encerrado cinco minutos antes do tempo regulamentar. Foi a última vez que o United caiu de divisão.

Outro duelo muito citado na Inglaterra como o mais importante da história do derby de Manchester é o de maio de 2012. Ambos os times passaram todas as rodadas de Premie League entre os primeiros colocados. O United liderou o campeonato da rodada 28 a 36 e chegou no clássico com 83 pontos, três a mais que o rival. Era a chance dos Diabos Vermelhos abrirem seis pontos de vantagem, faltando dois jogos para o fim da competição.

Entretanto, Vincent Kompany marcou de cabeça nos acréscimos do primeiro tempo e deu a vitória para o Manchester City, que retomou a liderança no saldo de gols e conquistou o campeonato. A última rodada ainda contou com minutos emocionantes nos jogos dos dois times. O United venceu o Sanderland e estava sendo campeão até os acréscimos, já que o rival perdia por 2 a 1 para o Queens Park Rangers. Porém os Citizens fizeram uma virada épica, com um gol antológico de Kun Agüero no final, explodindo o Etihad Stadium.

Naquela campanha vitoriosa de 2011-12, o Manchester City goleou o United por 6 a 1, em Old Trafford, pela nona rodada da Premier League. Aquele jogo ficou marcado pela comemoração de Mario Balotelli, que abriu o placar e levantou a camisa, mostrando a frase “Why always me? (Por que sempre eu?, em português)”, em protesto contra a crítica cobertura inglesa em cima das suas atitudes.

— Para mim, o que quer que aconteça na final da FA Cup, esse continuará sendo o clássico mais importante, porque o City perseguia o United em busca do título. Não vou falar nem do 6 a 1 do City contra o United, porque isso entrou para a história. A importância daquele com o gol do Kompany foi muito aguardado, foi uma decisão de Premier League. Entendo a discussão, mas não acho que uma final de FA Cup ultrapasse esse feito — opinou o repórter Renato Senise no podcast “Correspondentes Premier“.

United x City: tem favorito?

O Manchester City terminou a Premier League campeão, com 89 pontos, enquanto o United ficou em terceiro, com 75. Para muitos, o lado azul é favorito para o confronto, mas o retrospecto desta temporada mostra equilíbrio no confronto. No primeiro turno, os Citizens venceram por 6 a 3 no Etihad Stadium. No segundo, os Red Devils ganharam por 2 a 1 em Old Trafford.

— Final é final, não tem favorito. Não vamos nos colocar como favoritos, porque nós sabemos da qualidade que o City tem e também sabemos da nossa — declarou Antony em entrevista para o repórter Fred Caldeira, da “TNT Sports“, em abril.

Antony, no entanto, é dúvida para o jogo. O atacante brasileiro se machucou na vitória sobre o Chelsea no dia 25 de maio e foi visto andando de muletas antes da vitória sobre o Fulham no domingo (28), na última rodada da Premier League.

Pelo outro lado, Guardiola quer ter seus jogadores descansados e preparados para a final inédita. “Nunca houve uma final de FA Cup com o clássico entre City e United, é uma sorte poder jogá-la”, declarou Pep Guardiola a João Castelo Branco da “ESPN Brasil”.

Man City
03/06/23 - 11:00

Finalizado

2

-

1

Man Utd

Man City - Man Utd

England FA Cup - Wembley Stadium

1° Turno

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.