Christian Pulisic – Mercado da Bola, Transferências, Rumores e Estatísticas

0
454
Christian Pulisic - Chelsea
Foto: Catherine Ivill/Getty Images

Christian Pulisic, 22, é um atacante estadunidense que atualmente joga pelo Chelsea, da Premier League. O jovem ponta, apesar de norte-americano, deu seus primeiros passos profissionais no futebol no Borussia Dortmund e em 2019 foi vendido aos Blues.

Christian Pulisic – início de carreira

Filho de pai e mãe com experiência no “soccer” universitário, o amor de Pulisic pelo esporte veio de maneira natural. Com apenas seis anos de idade, teve que morar na Inglaterra por conta de um intercâmbio da mãe. Experiência essa que reforçou ainda mais a proximidade do estadunidense vivendo na terra natal do futebol.

Posteriormente, com o fim do intercâmbio da mãe, Pulisic retornou aos Estados Unidos e conseguiu uma vaga na Pensilvânia Classics, equipe local do desenvolvimento de talentos da Federação. O jovem atacante desenvolveu suas principais características (velocidade e o drible) neste clube, já que jogava contra garotos mais velhos do que ele.

Foi nesse cenário que o Borussia Dortmund se interessou e levou Pulisic à Alemanha com apenas 16 anos.

Trajetória, conquistas e highlights da carreira

Em apenas um ano no BVB, Pulisic passou da categoria sub-17 ao profissional. Estreou oficialmente pela equipe de Dortmund em janeiro de 2016 contra o FC Ingolstadt 04. E o primeiro gol só viria três meses depois numa partida frente ao Hamburgo.

Se mostrando um verdadeiro talento, a temporada seguinte mostraria quem é Pulisic. Em 2016/17, o norte-americano fez sua estreia na UEFA Champions League, inclusive fazendo gol em oitavas de final, e posteriormente levantou sua primeira taça, a Copa da Alemanha, jogando em todas as fases decisivas.

Apesar de não conquistar mais títulos, seguiu sendo importante no BVB. Somou 127 partidas com a camisa aurinegra, marcou 19 gols e distribuiu 26 assistências. Esse desempenho tornou Pulisic o jogador estadunidense mais caro da história do futebol, ao ser vendido ao Chelsea por 60 milhões de euros em janeiro de 2019.

Chelsea

Na primeira temporada em solo inglês, o jovem estadunidense teve seu espaço. Nas 55 partidas do Chelsea em 2019/20, Pulisic esteve em campo em 34 delas, marcando 11 tentos e dando 10 passes para gol.

Entretanto, na temporada seguinte, os números pioraram (seis gols e quatro assistências), apesar de atuar em 43 jogos. Pulisic somava muitas chances com o ex-técnico dos Blues Frank Lampard. Entretanto, após a chegada de Thomas Tuchel as oportunidades diminuíram, mas o jogador aproveitava quando tinha. Tanto que, na semifinal da UEFA Champions League 2020/21, o atacante foi essencial na ida e na volta, quando marcou um gol no Estádio Alfredo di Stefano e em Stamford Brigde deu uma assistência frente ao Real Madrid.

Na grande final continental contra o Manchester City, Pulisic viu o título ser conquistado do banco, mas de toda maneira entrou na história. Dessa forma, se tornou o segundo jogador nascido nos Estados Unidos a conquistar a Liga dos Campeões.

Christian Pulisic na seleção estadunidense

Apelidado de “Capitão América” pelo torcedores por conta do poder de decisão e a faixa no braço, Pulisic já é um ídolo no soccer. O ponto alto aconteceu na Concacaf Nations League deste ano. O atacante marcou o gol da vitória nos acréscimos e deu o título aos Estados Unidos em cima do México após 13 anos.

Presença na Seleção desde 2016, Pulisic soma 36 jogos com os Estados Unidos e marcou 16 gols.

Transferências e Mercado da Bola

As poucas chances dadas por Tuchel a Pulisic fizeram surgir boatos sobre a saída do jogador. Assim, em março deste ano, o jornalista Fabrizio Romano relatou que o atacante e seu staff estavam insatisfeitos com os poucos minutos em campo. Entretanto, o técnico alemão tratou de desmentir as especulações.