Por que Chelsea e Pochettino são ‘desacreditados’ mesmo após sucesso em copas

5 minutos de leitura

O Chelsea venceu o Leicester no último domingo (18), em partida válida pelas quartas de final da FA Cup. Um 4 a 2 em Stamford Bridge que os levou às semifinais, no entanto, não foi bem visto.

O técnico Mauricio Pochettino foi criticado mesmo levando o time a Wembley novamente — já havia ido à final da Copa da Liga, quando foi derrotado pelo Liverpool. Segundo o “The Athletic”, esse não é um time sério a ser levado em consideração.

Decisões de Pochettino não caem nas graças

O treinador deu uma entrevista coletiva tentando ser promissor e levantando a moral do time e do seu trabalho após a vitória:

— Quando cheguei à Inglaterra, no Southampton, sempre dizíamos: ‘Precisamos ir a Wembley’. No Tottenham (dizíamos), ‘Precisamos ir a Wembley'. E agora vejam, em nove meses em duas competições diferentes chegamos a Wembley. Precisamos aproveitar e confiar mais.

O The Athletic avaliou negativamente a vitória. Para o site, apesar do Chelsea ter mostrado “muita qualidade de Premier League para o Leicester lidar”, jogou mal e lembrou a todos que este não é um time sério.

Chelsea pochettino
(Foto: Icon Sport)

Depois de abrir o placar aos 13 minutos, teve a chance de aumentá-lo aos 25, de pênalti. Cole Palmer, o batedor oficial, cedeu a bola a Sterling, que errou. E isso também não foi perdoado.

“Considerando que Palmer não errou nenhum pênalti em sua carreira profissional e se comporta como o homem mais confiante do Chelsea, é difícil imaginar como Raheem Sterling poderia ter apresentado um argumento convincente (para bater)”, disse o site.

Há o argumento de que ele é um jogador mais experiente, um amigo e alguém que Palmer considerava um mentor no Manchester City. No entanto, seu histórico anterior, de quatro erros nos últimos oito pênaltis batidos, não contribuiu.

— A decisão está lá e eu sempre vou apoiar a decisão dos meus jogadores em campo. Isso é sobre crescer e amadurecer, e estou sempre feliz com a decisão deles – disse o argentino.

Um Chelsea ‘espalhafatoso'

Para o site, outras decisões dos Blues foram ainda mais difíceis de defender. “Para qualquer observador imparcial, esta foi uma das performances mais engraçadas (embora de forma alguma a pior) produzidas por qualquer time da Premier League na memória recente”, disse o The Athletic.

A performance do goleiro Robert Sánchez foi criticado, até mesmo no lance em que Axel Disasi marcou “o gol contra mais inacreditável da temporada” com um passe recuado errado aos 51 minutos. O empate veio depois de 10 minutos.

(Foto: Icon Sport)

Além do bom desempenho rotineiro de Palmer e “os dois surtos de gols do Chelsea, a toxicidade voltou a borbulhar”. Sterling foi vaiado após uma cobrança de falta ruim e Pochettino foi atacado por cânticos de “Você não sabe o que está fazendo” quando decidiu tirar Mudryk em vez de Chukwuemeka.

— É difícil quando a perspectiva dos jogadores e da comissão técnica do Chelsea é tão fundamentalmente diferente da torcida. A afirmação de Pochettino de que uma aparição na semifinal da FA Cup deveria ser considerada uma conquista provavelmente não será bem recebida — opinou o site.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]