Chelsea pode perder pontos por irregularidades nas contratações de Willian e Eto’o

3 minutos de leitura

A situação do Chelsea na tabela de classificação da Premier League pode ficar ainda pior. Isso porque o clube está na mira de uma investigação e pode sofrer pesadas punições, incluindo dedução de pontos no campeonato. Possíveis irregularidades em contratações na era Roman Abramovich estão sendo analisadas pelas autoridades responsáveis.

A Premier League tem adotado uma postura rígida para tratar casos de fraudes financeiras. Na última semana, foi noticiado que o Everton poderia perder 12 pontos no torneio por conta de déficits monetários nas últimas temporadas. Agora, o Chelsea é quem está na mira.

Irregularidades do Chelsea envolvem Willian e Samuel Eto’o

Em agosto, o público pôde saber que a Premier League estava analisando uma série de pagamentos realizados pelo Chelsea entre 2012 e 2019, sob a gestão do russo Roman Abramovich. Nesta segunda-feira (30), o jornal “The Times” revelou mais detalhes acerca das supostas irregularidades ligadas aos Blues.

Segundo as informações apuradas, foram descobertas inconsistências nas transferências de Willian e Samuel Eto’o do Anzhi para o Chelsea, em agosto de 2013. Os registros encontrados mostraram que os Blues fizeram pagamentos a empresas offshore e entidades russas.

Willian custou 30 milhões de euros à época, enquanto Eto’o assinou gratuitamente com o Chelsea. Os jogadores não sabiam dos pagamentos, contudo, foi citado um pagamento à família de um dos atletas. A situação foi reportada às autoridades somente o consórcio de Todd Boehly e Clearlake Capital assumiu o clube após a venda de Abramovich, em 2022.

Em nota à imprensa inglesa, o Chelsea soltou um comunicado oficial e se pronunciou sobre o caso. O clube fez questão de destacar que os possíveis pagamentos são referente à gestão passada.

Essas alegações são anteriores à atual propriedade do clube. Dizem respeito a entidades que eram alegadamente controladas pelo antigo proprietário do clube e não dizem respeito a qualquer indivíduo que esteja actualmente no clube.

O grupo proprietário do Chelsea FC concluiu a compra do clube em 30 de maio de 2022. Durante um processo completo de due diligence antes da conclusão da compra, o grupo proprietário tomou conhecimento de relatórios financeiros potencialmente incompletos relativos a transações históricas durante a propriedade anterior do clube. Imediatamente após a conclusão da compra, o clube reportou proativamente essas questões a todos os reguladores de futebol aplicáveis.

De acordo com os princípios fundamentais de total conformidade e transparência do grupo de proprietários do clube, o clube ajudou proativamente os reguladores aplicáveis ​​em suas investigações e continuará a fazê-lo.

Quais punições o Chelsea pode sofrer?

O tempo de prescrição da Uefa para casos assim é de cinco anos. Apesar das irregularidades que envolvem o Chelsea já superarem a marca de dez anos, a Premier League segue com investigações e pode punir o clube.

A mais dura sanção que o pode atingir os Blues é a dedução de 12 pontos na Premier League. A equipe também pode receber duras multas. O clube já chegou a pagar 8,6 milhões à Uefa por apresentar informações financeiras incompletas entre 2012 e 2019.

Atualmente, o time de Mauricio Pochettino ocupa o 11º lugar do Campeonato Inglês, com exatos 12 pontos.

Pochettino em jogo do Chelsea
Pochettino em jogo do Chelsea (Foto: Icon sport)
Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.