Chelsea x Fulham: origem, grandes jogos e a história da rivalidade de um dos clássicos de Londres

5 minutos de leitura

Chelsea e Fulham protagonizam o clássico da 21ª rodada da Premier League 2023/24 neste sábado (13). As equipes se enfrentam no Stamford Bridge, a partir das 9h30 (de Brasília).

Apesar de não estar na lista dos dérbis mais populares da Inglaterra, o confronto entre Blues e Cottagers é um dos mais tradicionais de Londres e tem muita história envolvida.

A história do “West London Derby”

Chelsea x Fulham é um dos confrontos batizados de Dérbi do Oeste de Londres. Esse é o nome dado aos embates entre qualquer uma das quatro equipes — as outras duas são o Brentford e Queens Park Rangers — dessa região na capital da Inglaterra.

Esses clássicos são considerados de menor expressão porque, ao longo da história do futebol inglês, foram poucas as vezes em que os quatro ocuparam a mesma divisão. Fulham e Chelsea, por exemplo, não se enfrentaram nenhuma vez entre 1986 e 2001 (15 anos!).

A título de comparação, o dérbi do Norte de Londres (Arsenal x Tottenham) aconteceu 194 vezes e o dérbi de Merseyside (Liverpool x Everton), 243 vezes. Chelsea e Fulham, por sua vez, se enfrentaram apenas 87 vezes na história.

Ao contrário de outras rivalidades clássicas na Inglaterra, que envolvem razões políticas ou religiosas, a rivalidade entre Chelsea e Fulham muito se deve à proximidade da casa dos clubes. O Stamford Bridge e o Craven Cottage ficam a apenas 2,5 km de distância — são menos de 10 minutos de carro.

O histórico de confrontos entre Chelsea e Fulham

A primeira partida oficial entre Blues e Cottagers aconteceu em 3 de dezembro de 1910, na segunda divisão inglesa da era pré-Premier League: 35 mil pessoas estavam presentes no Craven Cottage para assistir a vitória do Fulham por 1 a 0.

Apesar de ter se saído melhor na estreia do dérbi, o Fulham acabou não mantendo o desempenho diante do crescimento do Chelsea no futebol inglês. Nos 87 embates, o Chelsea venceu 50 vezes, empatou 27 e perdeu apenas 10.

Veja abaixo um pouco mais sobre partidas marcantes entre Chelsea e Fulham.

Chelsea 1×0 Fulham – 14 de abril de 2002

Se esta não foi a partida mais importante entre as duas equipes, está entre as primeiras do ranking por ter sido uma das semifinais da Copa da Inglaterra de 2002.

Recém-promovido à primeira divisão, o Fulham chegou à semifinal com status de “azarão”, enquanto tentava se classificar para sua primeira final desde 1975. O Chelsea, por outro lado, tentava buscar sua terceira final em seis temporadas.

Os Blues passaram pelos rivais por 1 a 0, com apenas um gol de John Terry, mas acabaram se sagrando vice-campeões contra o Arsenal na final. Por sinal, esse foi o último ano do Chelsea antes da era Abramovich, fase mais vitoriosa do clube.

Fulham 1×0 Chelsea – 19 de março de 2006

Luis BOA MORTE- 20.08.2006 – Fulham / Manchester City – Premier League
O português Luís Boa Morte marcou o gol da vitória contra o Chelsea em 2006(Foto: Icon sport)

Esta foi a primeira vitória do Fulham sobre o Chelsea desde 1979. A partida válida pela Premier League teve um placar curto, sendo uma vitória de apenas 1 a 0 com gol de Luís Boa Morte. Mas o destaque não fica só na quebra de um tabu, já que a partida foi recheada de polêmicas.

O Chelsea até marcou um gol com Didier Drogba, mas foi anulado por ter sido feito com a mão. Além disso, William Gallas foi expulso, gerando uma discussão generalizada entre os jogadores. No fim da partida, torcedores invadiram o campo para prolongar a briga, o que terminou inclusive na prisão de parte deles.

Fulham 2×1 Chelsea – 12 de janeiro de 2023

fulham-chelsea
Carlos Vinícius, Willian e Antonee Robinson comemoram gol do Fulham sobre o Chelsea (Foto: Icon sport)

Desde a polêmica vitória em 2006, o Fulham passou mais um longo período sem repetir o feito contra o rival. Isso só veio acontecer novamente no início de 2023, quase 20 anos depois, mais uma vez na Premier League.

Willian, ex-Chelsea, abriu o placar para os Cottagers e Koulibaly empatou para os Blues. Coube a outro brasileiro, Carlos Vinícius, marcar mais um para sagrar a vitória do time da casa.

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.