Chelsea encerra pré-temporada com vitória

A saber, o Chelsea entrou em campo nessa última sexta-feira (29), às 16h (horário de Brasília), no Estádio Friuli, em Udine, na Itália, para enfrentar a Udinese. Dessa forma, a equipe inglesa foi superior aos italianos desde o início da partida e abriu o placar antes da metade da primeira etapa. Posteriormente, ampliou o placar. Contudo, na sequência, os Bianconeris descontaram com Gerard Deulofeu. Por fim, Mason Mount deu números finais a partida, 3 x 1 Blues.

CHELSEA FINALIZA SUA PRÉ-TEMPORADA SEM GRANDES PERSPECTIVAS PARA A PRÓXIMA TEMPORADA

Em resumo, a pré-temporada da equipe de Thomas Tuchel não foi animadora. Isso porque, em relação ao desempenho do plantel não agradou aos torcedores e também para o técnico alemão.

Assim, entre as saídas e as chegadas, a sensação que fica é que a equipe perdeu qualidade, ou seja, a reposição não supriu as perdas nesta janela de transferências.

Veja as principais contratações e principais saídas:

Contratações

Raheem Sterling: após ser campeão inglês com o , Manchester Cityo ponta esquerda de 27 anos assinou um contrato com o time de Londres.

Kalidou Koulibaly: com a saída de dois defensores, o Chelsea se viu obrigado a buscar uma reposição no mercado. Dessa forma, a equipe inglesa encontrou no atleta do Napoli uma reposição para as perdas da janela.

Saídas:

Romelu Lukaku: o belga foi emprestado para a Inter de Milão. Isso porque, o centroavante não conseguiu render o esperado pelos ingleses, além de ter se envolvido em uma polêmica, na qual o jogador concedeu uma entrevista dizendo que não estava satisfeito nos Blues e gostaria de retornar a Itália.

Antonio Rudiger: com as questões políticas envolvendo a guerra da Rússia e Ucrânia, o Chelsea, naquele início de conflito, ainda tinha como proprietário o oligarca russo Roman Abramovich. Dessa forma, o clube sofreu uma série de sanções devido ao seu mandatário. Sendo assim, com Rudiger em fase final de contrato, a diretoria não conseguiu realizar negociações e o atleta foi transferido ao Real Madrid sem custos ao time Merengue.

Andreas Christensen: assim como Rudiger, a diretoria não conseguiu chegar em um acordo e o zagueiro dinamarquês se transferiu também para Espanha, mas para o Barcelona.