Chelsea deve receber proposta por Jorginho de um grande clube italiano, segundo portal

Chelsea deve receber proposta por Jorginho de um grande clube italiano, segundo portal
Foto destaque: Divulgação / Chelsea FC

A saber, o Chelsea de Thomas Tuchel pode perder mais um jogador do seu plantel titular. Isso porque, segundo o site Calciomercato, a Juventus deve formalizar uma proposta para ter o volante ítalo-brasileiro Jorginho. Sendo assim, os Blues que não terão o zagueiro alemão Rudiger para a próxima temporada, podem estar perdendo mais uma peça.

CHELSEA DEVE RECEBER PROPOSTA POR JORGINHO

A princípio, a Juventus está se movimentando no mercado da bola. Assim, a equipe está em busca de peças para reforçar o plantel atual após uma temporada frustrante. Dessa forma, de acordo com as informações do Calciomercato, os italianos preparam uma oferta para tirar Jorginho, o camisa 5 do Chelsea.

Em resumo, o portal afirma que a Velha Senhora já iniciou os contatos com o agente do jogador e deve apresentar a proposta em breve.

Por outro lado, a pedida salarial do atleta, eleito o jogador do último ano pela UEFA, seria muito elevada para o time de Turim, o que pode ser um entrave nas negociações. Jorginho possui mais um ano de contrato com o clube inglês e está disposto a buscar novos ares.

Desde 2018 no time londrino, o meia conquistou a Liga Europa, a Liga dos Campeões, a Supercopa da Europa e o Mundial de Clubes. A saber, o atleta de 30 anos havia passado pelo Hellas Verona e pelo Napoli. Uma transferência para a Juventus significaria o retorno ao futebol italiano, onde se destacou no início de sua carreira. Nascido em Santa Catarina, Jorginho se naturalizou italiano e já representou a seleção nacional em.

THOMAS TUCHEL FALA SOBRE A SAÍDA RUDIGER

Segundo o comandante dos Blues, as sanções impostas pelo governo do Reino Unido como forma de punição pela relação entre Roman Abramovich, ex-dono do clube londrino, com o presidente da Rússia Vladimir Putin, que começou uma guerra na Ucrânia no começo de fevereiro de 2022, impediram qualquer tentativa de renovação de contrato com o zagueiro alemão.

“Ele me informou há dias (da saída) numa conversa pessoal. Fizemos tudo o que podíamos (para renovar), mas, depois de termos recebido as sanções, não podemos mais lutar. Agora o Toni vai sair. Estamos de mãos atadas. Não sei qual seria o desfecho das negociações sem as sanções. Esta foi a sua decisão”.

Além disso, Thomas lamentou a saída do atleta ao canal Sky Sports.

“Não é bom para nós, mas não vamos tornar isto numa situação pessoal. Ele era uma figura importante e continuará a ser. Vamos sentir muito a sua falta. Ele dá coragem a quem o rodeia. Ele jogou 55 jogos este ano a um nível excelente. Foi um dos melhores zagueiros do mundo no último ano e meio e tenho um tremendo respeito por ele”.